Autor Tópico: Uma mota para mudar dentro da lei das 125 = CB125F  (Lida 1014 vezes)

Offline moto2cool

  • Super MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Mar 2015
  • Mensagens: 3888
  • Localidade: Porto
  • Marca: Suzuki
  • Modelo: VStrom 650
Uma mota para mudar dentro da lei das 125 = CB125F
« em: 22 de Setembro de 2020, 20:40 »



O grande destaque nesta nova geração da CB125F é o seu motor. O monocilíndrico eSP – enhanced Smart Performance está de regresso e melhor do que nunca. A equipa de desenvolvimento do projeto, liderada por Ken Tomiyasu, preocupou-se em redesenhar por completo o motor.

Para além de estar agora compatível com as normas Euro5, o monocilíndrico arrefecido a ar desenvolve agora praticamente 11 cv às 7.500 rpm, enquanto o binário máximo de 10,9 Nm chega às 6.000 rpm. Tanto a potência como o binário aumentam ligeiramente, e em simultâneo ficam disponíveis mais cedo.

Com isso a Honda garante que a nova CB125F oferece melhores acelerações. De parada até aos 200 metros esta 125 cc demora apenas 12,4 segundos. Mas o melhor é que para além de ver a performance melhorada, é também bastante mais económico!

Esta nova geração do monocilíndrico eSP conta com componentes e tecnologias de baixo atrito. O cilindro é descentrado, o que reduz o atrito entre a saia do pistão e o próprio cilindro, o pistão é arrefecido por um injetor de óleo colocado por baixo, o que, novamente contribui para a diminuição do atrito. As válvulas são acionadas por balanceiros montados em rolamentos de agulhas.


Com isso a Honda afirma que o consumo baixa para os 1,54 litros aos 100 km! Tendo em conta que o depósito de combustível tem capacidade para 11 litros, isso significa que a CB125F de 2021 terá o potencial para percorrer até 800 km com um único depósito de combustível.

O peso do motor reduziu bastante. A grande alteração é a unificação do motor de arranque e alternador numa única peça. Isto ajudou a Honda a baixar o peso do motor em nada menos do que 7 kg em comparação com a unidade motriz montada na CB125F da anterior geração. Este foi o fator mais importante na redução de um total de 11 kg no conjunto, com a Honda a revelar que esta moto tem um peso a seco de 117 kg.

E para isso também contribui o novo quadro em tubos de aço. Esta estrutura é 1,7 kg mais leve do que a anterior, com uma geometria pensada para maximizar a estabilidade em linha reta e o conforto, sem perder o “feeling” desportivo em inclinação. O ângulo da coluna da direção é de 26° e o eixo de arraste (trail) tem 92,4 mm, para uma distância entre eixos de 1.280 mm.


A ciclística fica completa com a utilização de uma forquilha com bainhas de 31 mm de diâmetro e dois amortecedores traseiros, que passam a oferecer ajuste da précarga em 5 posições prédefinidas, enquanto a travagem fica a cargo de um disco dianteiro de 240 mm mordido por pinça de dois pistões e na traseira um tambor. De realçar que a nova Honda CB125F utiliza sistema de travagem combinada, ou seja, ao acionar o travão traseiro o sistema vai sempre ativar ligeiramente o travão dianteiro.

A CB125F de 2021 exibe em todo o seu chassis renovado um estilo agressivo que reflete os modelos da família CB de maior cilindrada.

O depósito de combustível é largo e, em particular, os resguardos de acabamento prateado foram beber inspiração à família CB-R Neo Sports Café. A carenagem frontal é angular e foi influenciada pelo design da CB500F e o para-brisas escurecido fornece proteção contra o vento e uma atitude mais afilada.

As novidades incluem ainda um novo farol de LEDs e um painel de instrumentos digital com as informações mais importantes, incluindo um indicador de mudança engrenada, indicadores de consumos instantâneo e médio, indicador de autonomia para a reserva e um indicador ECO para que se possa conduzir a CB125F da forma mais eficiente possível.

O motor, o coletor de escape, as bainhas e as jantes estão pintados de preto, destacando as linhas fortes e arrojadas da pintura. A ponteira também é preta, mas com uma proteção térmica cromada. O vermelho brilhante das molas dos amortecedores, do cachimbo da vela e do logótipo Honda refletem a cor na tampa esquerda do motor. Outros toques de qualidade nos acabamentos incluem logótipos Honda Wings 3D nas tampas e espelhos/piscas com formato que emulam a linguagem de design de toda a moto


https://www.andardemoto.pt/moto-news/51173-nova-honda-cb125f-para-2021-uma-revolucao-silenciosa/
"Viver a vida não é esperar que a tempestade passe, é aprender a andar à chuva"

Offline davidsantos

  • Super MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Set 2016
  • Mensagens: 4537
  • Localidade: sintra
Re: Uma mota para mudar dentro da lei das 125 = CB125F
« Responder #1 em: 22 de Setembro de 2020, 22:50 »
Com um consumo desses elétricas para quê?
Provavelmente uma das melhores utilitárias do mercado, senão a melhor.
Sym Gts SE 12/2013  5/2017 a 11/2018
 21500 Kms até 28500 kms

Sym Cruisym 125 11/2018

Offline moto2cool

  • Super MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Mar 2015
  • Mensagens: 3888
  • Localidade: Porto
  • Marca: Suzuki
  • Modelo: VStrom 650
Re: Uma mota para mudar dentro da lei das 125 = CB125F
« Responder #2 em: 23 de Setembro de 2020, 08:19 »
Com um consumo desses elétricas para quê?
Provavelmente uma das melhores utilitárias do mercado, senão a melhor.
Ditadura do "verde" qualquer dia na maioria das cidades não entram motores de combustão
"Viver a vida não é esperar que a tempestade passe, é aprender a andar à chuva"

Offline mpaneves

  • Super MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Abr 2013
  • Mensagens: 3981
  • Localidade: sintra-cascais
  • Mebro nº 5131
Re: Uma mota para mudar dentro da lei das 125 = CB125F
« Responder #3 em: 23 de Setembro de 2020, 09:07 »
Onde está a inovação?
Nao se sabe ,claro, tem a cara lavada ja ilude....
A cbf ja conseguia perto disso e era mais bonita
casal k 50--sis saschs 50--yamaha target 50--yamaha aerox 50--yamaha neos50--yamaha aerox 50--yamaha bws 125--yamaha xcity125--honda cbf 125--kymco kxct125
kymco xciting400--benelli trk 502--yamaha xmax 300
Membro:5131
Marco Neves

Offline davidsantos

  • Super MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Set 2016
  • Mensagens: 4537
  • Localidade: sintra
Re: Uma mota para mudar dentro da lei das 125 = CB125F
« Responder #4 em: 23 de Setembro de 2020, 09:45 »
Ditadura do "verde" qualquer dia na maioria das cidades não entram motores de combustão


Pois , e é dessa forma que vão aos poucos dando as bem vindas ao eletrico e acabando com os a combustão.
Sym Gts SE 12/2013  5/2017 a 11/2018
 21500 Kms até 28500 kms

Sym Cruisym 125 11/2018

Online Lone Wolf

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Out 2011
  • Mensagens: 844
  • Localidade: Amadora City
  • Com civismo cabemos lá todos...
  • Marca: Honda
  • Modelo: SD04
Re: Uma mota para mudar dentro da lei das 125 = CB125F
« Responder #5 em: 23 de Setembro de 2020, 21:27 »
Uma máquina que já irá cumprir com o Euro5...
Com um quadro novo, mais leve, e que vai exercer menos força nos amortecedores, motor redesenhado com menos cerca de 7kg que o anterior, ao todo são cerca de menos 11Kg no total...
Menos atrito mais tecnologica ao nivel da admissão e combustão, o que faz baixar os consumos, já de si baixos, em cerca de 1/4...
Com um design a resvalar para as CB que saíram recentemente...
Vamos ver como se vai "dar" no nosso mercado português ou mesmo ibérico...
O bom-senso é o ultimo dos sensos...
Sendo que a coerência é por vezes incoerente...

Offline davidsantos

  • Super MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Set 2016
  • Mensagens: 4537
  • Localidade: sintra
Re: Uma mota para mudar dentro da lei das 125 = CB125F
« Responder #6 em: 23 de Setembro de 2020, 22:01 »
Ficou a faltar só o travão de disco atrás, mas se eles meterem tudo lá se vai o preço baixo, já é uma máquina muito equilibrada.
Sym Gts SE 12/2013  5/2017 a 11/2018
 21500 Kms até 28500 kms

Sym Cruisym 125 11/2018