Geral > Motos que não são Maxiscooters

Que futuro para HD?

(1/4) > >>

moto2cool:
Uma abordagem interessante com a qualidade do costume


nsaraiva:
Ora então recupero este tema (triste a meu a ver) com uma série de citações ocorridas noutro post.

Acho que é um tema que qualquer pessoa que goste de duas rodas tem de acompanhar.

Não sei se haverá final feliz.


--- Citação de: nsaraiva em 03 de Julho de 2020, 00:43 ---Na verdade nem é preciso inventar uma marca. A Harley prepara-se para lançar uma mota com a mais baixa cilindrada de sempre que vai ter o motor e não só da tnt 300

https://gaadiwaadi.com/more-details-emerge-on-upcoming-harley-davidson-350cc-motorcycle/

The upcoming affordable motorcycle from Harley Davidson will be based on Qianjiang Motorcycle Co’s QJ350-13 and will use the same chassis and parallel-twin engine

--- Fim de Citação ---





--- Citação de: JPA em 03 de Julho de 2020, 13:07 ---
A HD anda algo perdida neste mundo de 2 rodas, e não de admira que um dia entre em falência...

São inúmeros os relatos com a insatisfação deste marca, em que por norma o serviço pós venda nem sempre cumpre ou repara em condições.

Qualquer HD actual é muito cara na compra, cara na manutenção, e paga-se um preço escandaloso por peças genuínas... feitas muita delas na China.

Tirando um certo nicho de compradores ou fãs da marca, as gerações mais novas nem sequer olham para as HD...e percebe-se bem o porque.

Em 2020 a HD lançar em solo norte americano um novo modelo ( not made-in-USA), com motor chinês pode ser motivo para os fundamentalistas da marca provocarem um "riot" , em Milwaukee !   _Rolley_

--- Fim de Citação ---




--- Citação de: davidsantos em 03 de Julho de 2020, 15:10 ---
E assim se vai dando  cabo de umas das marcas mais lendárias do motociclismo.

--- Fim de Citação ---



--- Citação de: karloxilva em 03 de Julho de 2020, 15:58 ---Acho que, face ao mundo em que vivemos, abordamos a questão pelo lado errado.
Do que devemos falar dessa HD? O facto de ser feita na China, ou noutro sítio qualquer, ou de ser um produto que tem qualidade e faz jus à história da marca?
Partindo do principio de que os tipos da HD não são suicidas, colocarão no mercado uma mota com uma qualidade que mereça o logótipo (e o preço) da marca.

Afinal, quando se pretende uma "T-shirt", escolhe-se uma de bom algodão ou a procura limita-se a todas desde que tenhas um "crocodilo"?
Para ser mais gráfico: o que se veste, é a t-shirt ou o crocodilo?
Eu sei que isto está ligado a outras coisas, para muita gente não é tanto a importância do  produto em si que interessa mas o "status" que ele representa. E é o logo que dá "status".

[Editado: o meu pedido de desculpas por sair fora do tópico, se a Adm. entender pagar o comentário, esteja à vontade]

--- Fim de Citação ---



mpaneves:
Numa era em que neste mundo, se compra uma scooter kawasaki  e é kymco,uma bmw e é outra ou outras coisas,bases mecânicas de marcas famosas clonadas e até melhores que as originais, em que um gigante japonês tem motores italianos e faz motas em França, nao vejo o porquê de tanta preocupação.
Se der raia eles depressa desfazem o contrato se nao der ja são os maiores .
Numa era em que graças ao consumismo e ao querer barato,as máquinas orientais assim sabem satisfazer os desejos ,dá raia? Não comprem made in china, mas boa sorte pois eles fazem,montam tudo,a troco de pacotes de arroz.
Pessoalmente estou-me nas tintas para isso pois senão nao tinha nada ,quando dá raia nao compro mais,ou Entao dou outra oportunidade como fiz ao gigante japonês yamaha ,deu raia mas voltei a comprar,nunca se diz desta agua não beberei

moto2cool:
O futuro menos claro da HD pode não ter tanto a ver com o choque de preços face á inundação chinesa mas com erros de gestão.
Primeiro consideraram que sendo um ícone americano estava protegida ( e foi) por isso desleixaram a estratégia.
Depois é uma marca ligada intimamente á tradição logo com dificuldade de procurar novos modelos.
Depois ainda a manufactura americana é cara, logo são saem caras, mesmo comparando com muitas europeia ou japonesas. ( É verdade que em muitos casos as motas saem baratas porque existem parcerias com chineses)
Por último a geração da tradição está a extinguir-se e o paradigma agora é diferente.
Pode ser que recupere, mas dificilmente terá o brilho de antigamente, eventualmente será comprada (uma parte para salvar as aparências) por uma chinesa ou indiana

nsaraiva:
Acho que aqui não está em causa, não se conseguirem boas motas, não ser uma decisão acertada economicamente, não se tirar bom partido da globalização.

A Harley pode até agora vir com uma abordagem nova, vir para das 300 e 500 com motores fabricados onde quer que seja e ter sucesso. É outra Harley.

Na minha vida profissional já fui contratado para fechar empresas que foram réstias de grandes empresas nacionais. Ainda sobrevivem algumas empresas dessas. Criadas pelos empresários mais cultos que na ressaca da revolução industrial começaram empresas com alguma industria nas épocas de 1890 a 1910.

A empresas foram passando para herdeiros até que com a modernização pós anos 80 acabaram por se zangar todos (hoje bisnetos e trisnetos dos fundadores) - dividir, vender e encerrar.

Quando fui contratado para num desses casos, tratar do encerramento duma empresa criada em 1922, que foi o que calhou nas partilhas ao cliente que me contactou - dá um amargo no estômago. (Ainda para mais uma empresa com uma marca conhecida).

Porquê este pequeno offtopic neste tópico? Porque a HD é uma empresa assim. A HD é uma identidade nacional americana e imagem dum espírito motard muito específico que para mim era a grande mais valia da marca.

As motas - sejamos sinceros - há concorrentes que fazem motas que andem tanto ou mais, qua durem tanto ou mais, que sejam igualmente bonitas. A HD é modo de vida pela paixão, não é por comparações de contas no Excel.

Esta notícia da mota que vai ser feita na China com o motor da TNT 300 tem tudo de errado para a Harley-Davison e tudo de bom para a fábrica chinesa. É inconcebível um anuncio duma nova Harley feita na China com um motor já existente numa mota comercializada por eles.
Ainda que fosse este o facto a HD (dizia o companheiro karloxilva que não são suicidas mas parece que são) - deveria garantir protocolos de confidencialidade que não permitiram a fábrica chinesa de divulgar o que quer que fosse sobre os contornos do negócio.

Uma coisa é a HD contratar a Qianjiang para construir o motor e montar uma moto. Outra é esta notícia. Para mim é um enorme erro. Mais uma vez não falo na qualidade da moto, falo no status quo da marca - que é algo que vale muito.

Corre o risco de descambar para o que se passa com a Benelli, a meu ver também não foi a melhor estratégia da Keeway. Duas marcas que se confundem é despedício de espaço de imagem no mercado. O Keeway by Benelli e o Benelli by Keeway torna-se uma mistura esquisita. Mas o valor da Marca Benelli não é o valor da marca HD.

No mundo automóvel, a Fiat teve uma gestão impecável da marca Ferrari. A marca continuou intocável. Durante anos a Fiat foi dona da Ferrari expecto 10% que sempre foram do fundador - Enzo Ferrari - e a marca permaneceu intocável.

Havia motores ou componentes feitas nas fábricas da Fiat? Ninguém sabe.

Para mim a HD perde com estas notícias. A HD deveria saber-se adaptar aos novos mercados ou continuar a cativar os clientes de altos rendimentos.

Assim, a Harley está a morrer.

Navegação

[0] Índice de mensagens

[#] Página seguinte

Ir para versão completa