Autor Tópico: Capacetes para motociclistas com novas normas EC 22.06  (Lida 871 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline omcj

  • Assembleia Consultiva
  • MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Dez 2013
  • Mensagens: 2321
  • Localidade: Queluz
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Yamaha
  • Modelo: XJ600N

Offline CaMorais

  • Assembleia Consultiva
  • MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Fev 2011
  • Mensagens: 2427
  • Localidade: Vila Franca de Xira
  • Sexo: Masculino
  • Membro CPM nº 1397
  • Marca: Honda
  • Modelo: NC750X-ABS/2018

Offline davidsantos

  • MaxiScootard
  • ****
  • Join Date: Set 2016
  • Mensagens: 1508
  • Localidade: sintra
  • Sexo: Masculino
  • Marca: SYM
  • Modelo: CRUISYM 125
Re: Capacetes para motociclistas com novas normas EC 22.06
« Responder #2 em: 22 de Março de 2020, 03:23 »
Excelente partilha, um capacete mais seguro é sempre positivo.
Sym Gts SE 12/2013  5/2017 a 11/2018
 21500 Kms até 28500 kms

Sym Cruisym 125 11/2018

Offline fastnet

  • Assembleia Consultiva
  • MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Ago 2013
  • Mensagens: 2282
  • Localidade: Lisboa
  • Sexo: Masculino
  • Marca: honda
  • Modelo: cbf 125
Re: Capacetes para motociclistas com novas normas EC 22.06
« Responder #3 em: 22 de Março de 2020, 12:15 »
Boa noticia, já estava mais que na hora de atualizar.

Curioso o detalhe na notícia:
"Acessórios: O proprietário não está autorizado a modificar o capacete de acordo com suas especificações originais, enquanto os acessórios devem ser instalados de acordo com as instruções do fabricante. Somente os acessórios testados serão válidos e autorizados."
Será que Scala ou outros auriculares "genéricos" vão deixar de ser permitidos?
Sym Symphony 125s, Honda S-Wing 125, Bmw f650 funduro, Honda cbf 125
Honda pcx, a sair da casca Spritmonitor.de" border="0
CB500s, a tímida

Offline Rufido

  • Moderador Global
  • MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Nov 2013
  • Mensagens: 1190
  • Localidade: Oeiras
  • Sexo: Masculino
  • Respeito, muito respeito pelos outros e pela máqª
  • Marca: Suzuki
  • Modelo: SV650A
Re: Capacetes para motociclistas com novas normas EC 22.06
« Responder #4 em: 22 de Março de 2020, 13:02 »
 _pol_
Grato pela partilha

Curioso o detalhe na notícia:
"Acessórios: O proprietário não está autorizado a modificar o capacete de acordo com suas especificações originais, enquanto os acessórios devem ser instalados de acordo com as instruções do fabricante. Somente os acessórios testados serão válidos e autorizados."
Será que Scala ou outros auriculares "genéricos" vão deixar de ser permitidos?

"O regulamento será apresentado, alterado e aprovado em junho de 2020 (dependendo de como a crise do coronavírus estiver na altura), mas só entrará em vigor três anos após a data da publicação. A partir daí, todos os capacetes à venda terão de cumprir o novo EC 22.06."

Se a aprovação demorar tanto tempo quanto a questão das inspecções, talvez já nem me apanhem na estrada... _pensador_
« Última modificação: 22 de Março de 2020, 13:03 por Rufido »
Rui

Offline Lone Wolf

  • Provedor
  • MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Out 2011
  • Mensagens: 788
  • Localidade: Amadora City
  • Sexo: Masculino
  • Com civismo cabemos lá todos...
  • Marca: Honda
  • Modelo: SD04
Re: Capacetes para motociclistas com novas normas EC 22.06
« Responder #5 em: 23 de Março de 2020, 22:22 »
Se estas mudanças, forem efectivas e colocadas em práctica, já é um grande avanço na protecção, nomeadamente as duas ultimas (em minha opinião), embora fiquem de fora algumas não menos importantes e bem conhecidas de quem regula e fabrica capacetes.... ao nível da resistência da calota, densidade do EPS e velocidade minima de embate em teste...

Que mudanças o ECE 22.06 traz para os capacetes?

. Capacetes Integrais: Estes capacetes serão testados com a viseira colocada tornando-se num só involucro.

. Capacetes modulares: Este tipo de capacete de motociclo, com a parte móvel ou removível ficando com baixa proteção, será testado com ou sem a parte instalada na posição.

. Viseiras: Ao abrir a viseira, a viseira deve rodar com um simples movimento, a viseira deve poder mover-se separadamente e terão que ser anti-reflexo. O capacete jet com viseira será testado com esse elemento na sua posição normal.

. Autocolantes refletores: Para atender aos requisitos nacionais, pode ser necessário que o capacete seja vendido já com materiais refletores. Esses materiais podem vir já colados ou ser entregues juntamente com o capacete, com as instruções adequadas de onde e como instalá-los.

. Acessórios: O proprietário não está autorizado a modificar o capacete de acordo com suas especificações originais, enquanto os acessórios devem ser instalados de acordo com as instruções do fabricante. Somente os acessórios testados serão válidos e autorizados.

. Teste de partículas no visor a alta velocidade: Os visores são testados batendo neles com uma bola de aço a 60 metros por segundo para verificar se não são destruídos durante o impacto. A viseira não deve partir ou se deformar, enquanto o suporte da viseira não se deve separar em 2 ou mais peças ou se não conseguir segurar a viseira na posição de fixação.

. Lesão cerebral provocada por rotação: Novo método de medir a aceleração rotacional, às vezes são causadas lesões mais graves que o próprio impacto e que ocorrem quando se está em contacto com algo e sofre golpes sucessivos. Para realizar este teste, o capacete irá cair em ângulos e velocidades específicos contra um obstáculo de betão.
O bom-senso é o ultimo dos sensos...
Sendo que a coerência é por vezes incoerente...

Offline Élio

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Jan 2019
  • Mensagens: 82
  • Localidade: Lisboa
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Suzuki
  • Modelo: Bandit 600 + Burgman 650
Re: Capacetes para motociclistas com novas normas EC 22.06
« Responder #6 em: 24 de Março de 2020, 09:27 »
Obrigado pela partilha.
Muito bom e se for para nos proteger, tanto melhor.
O limite é apenas uma fronteira criada pela sua própria mente.