Autor Tópico: Inspecção de motociclos - o cerco aperta pela mão dos nossos representantes  (Lida 1667 vezes)

Offline moto2cool

  • Super MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Mar 2015
  • Mensagens: 3888
  • Localidade: Porto
  • Marca: Suzuki
  • Modelo: VStrom 650
Em pergunta enviada ao Presidente da Assembleia da República na quinta-feira, dia 26 de julho, e a que a Lusa teve acesso esta sexta-feira, Fernando Jesus quer saber para quando está prevista "a entrada em vigor da obrigatoriedade das inspeções periódicas de motociclos", tendo em conta que "o Governo anunciou que iria adotar medidas".

"Temos conhecimento que, no final da primeira reunião da Comissão Interministerial para a Segurança Rodoviária [realizada a 12 de janeiro], o Governo anunciou que iria adotar medidas para reduzir o número de mortos e feridos de acidentes de viação", afirmou o socialista, eleito pelo círculo do Porto, no documento dirigido ao Ministro da Administração Interna.

No documento, o socialista destaca que, segundo a última informação periódica de sinistralidade rodoviária, de 01 de janeiro a 21 de julho, "já se registaram 70.554 acidentes, 249 mortos e 999 feridos graves", salientando também o "aumento no número de colisões e despistes em motociclos".

Em pergunta, o vice-presidente da direção do grupo parlamentar do PS questionou ainda o Governo se "continua a considerar vantajoso" alargar o limite de velocidade de circulação a 30 quilómetros/hora em certas localidades e quais os estudos em que se fundamenta ou critérios que se irá basear esta medida

https://www.dn.pt/pais/interior/ps-questiona-governo-sobre-inspecoes-periodicas-de-motociclos-9645363.html


Nota - Claro que quando falo em nossos representantes é uma ironia, porque não tenho nenhum centro de inspecção :)
« Última modificação: 29 de Julho de 2018, 13:46 por moto2cool »
"Viver a vida não é esperar que a tempestade passe, é aprender a andar à chuva"

Offline moto2cool

  • Super MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Mar 2015
  • Mensagens: 3888
  • Localidade: Porto
  • Marca: Suzuki
  • Modelo: VStrom 650
Outra vamos lá acordar este tópico que para desagrado nos nossos empresários do ramo automóvel está muito parado.
Nova publicação na qual, além de ser mais do que já estamos habituados tem uma notícia sobre quem meteu luzes LED quando as originais eram "normais".



« Última modificação: 17 de Janeiro de 2021, 14:05 por moto2cool »
"Viver a vida não é esperar que a tempestade passe, é aprender a andar à chuva"

Offline diogor

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Jul 2018
  • Mensagens: 189
  • Localidade: Porto
  • Marca: Honda
  • Modelo: NC750x
Estão sempre a ameaçar que um dia vai ser oficial.

Cada vez mais impostos, ter uma mota é cada vez mais um luxo.

Offline Paulo Silveiro

  • Provedor
  • MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Jun 2013
  • Mensagens: 1823
  • Localidade: Oeste
  • The scooter rider
  • Marca: Yamaha
  • Modelo: Tmax 530 ABS
Isto vai ser como os carros.
Arranja se uma oficina que leve a mota e passã tudo com  Akra, placas de matricula racing,  etc.  Andam põe aí  muitos carros  fumaremtos.
Para mim a mota é um veículo que faz barulho, e dá  prazer de condução. As eletricas não  são para mim. Felizmente quando isso acontecer  já  cá  não  estou.
 Não vou tirar o Akra, e a placa de matricula  da Tmax, tudo material Yamaha.
Honda PCX - Maio/2013 a Outubro 2014
XMAX - Outubro 2014 a Novembro de 2015
Tmax - Novembro de 2015;Yamaha D'elight 110 - 2016;Vespa Primavera 125 - Julho de 2018...
Scootard Spirit, o direito à diferença, nas duas rodas

Offline Mercurio

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Out 2013
  • Mensagens: 825
  • Localidade: Lisboa
  • Marca: Yamaha
  • Modelo: Xmax 300
O problema do "Akra" não és, muito provavelmente,  tu.
É o pessoal que abusa, que anda a fazer barulho em bairros habitacionais,  a passar "a abrir" ao pé de escolas, passadeiras, etc.
Onde moro, havia um puto com uma Honda Hornet com um escape obscenamente alto a passar a todas as horas da noite.
Claro, começaram a fazer queixas na Polícia, e a mota foi multada e obrigada a ir a uma inspecção técnica extraordinária.
Acabou o barulho.
E a mim, por ir de mota, mandaram-me parar muitas vezes, todas sem consequências.
Enfim, por causa de uns, pagam os outros.

Offline JPA

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Jul 2010
  • Mensagens: 1183
  • Localidade: Figueira da Foz
  • Marca: Suzuki
  • Modelo: DL 1000 V-STROM
Com a devidas reservas, e tratando-se de mais uma ao estilo do CM cuja veracidade informativa nem sempre se pauta por exactidão, é um assunto que vem à baila com alguma frequência.

Assim até prova em contrário, nada foi ventilado de forma oficial, a não ser que há um decreto lei de 2012 da obrigatoriedade e uma ausência até agora, de uma portaria a regulamentar o sector IPO a motociclos.

Se tiver andamento, ainda bem! Mas por uma questão de justiça, deveriam incluir o segmento das 125cc...

A questão dos gadgets e afins é assunto que irá dar alguma confusão, pois se uma determinada marca vende produtos e acessórios homologados e muitos com a aprovação CE gravada, não creio que por exemplo um Akra aprovado irá ser motivo de reprovação... mas é o país que temos.


Kymco Downtown 125i
Suzuki DL 1000 V-STROM


Offline Scooterado

  • MaxiScootard
  • ****
  • Join Date: Set 2010
  • Mensagens: 2167
  • Localidade: Barlavento-Algarve
  • Darwin e a evolução das espécies: T500---» T530 x2
  • Marca: YAMAHA
  • Modelo: TMAX 530 ABS
Um Akra sem o miolo claro que irá chumbar na inspeção; Há que ter "miolos" e colocar o dito cujo miolo no escape homologado. Aqui na minha zona notam-se bem as cinquentinhas quitadas até ao tutano a fazer ruídos estridentes que afetam a mioleira de qualquer um menos dos caríssimos donos dessas aberrações que sem dúvida têm deficit de atenção e querem dar nas vistas por aquela via.
Mas claro, essas não irão à inspeção nem aquelas outras de baixa cilindrada cuja mistura óleo/gasolina deixa muito a desejar e bem que poderiam estar nas pradarias dos E.U. a fazer sinais de fumo aos outros índios.
É certo que o estado vai embolsar mais uns bons milhões em impostos com mais esta mama dos motociclos, mas por outro lado, pelo menos os pneus, travões e as luzes terão de estar nos trinques e o ruído já agora..... e só isso, já irá contribuir para um aumento da segurança rodoviária e menos idas aos testes auditivos.
Aconselho os estimados membros do CPM a comprar ações das empresas de Inspeção automóvel, é um negócio do melhor que há por aí.
1 abraço
Scooterado  scooter_ _slb_

P.s. Espero bem que o meu Akra passe com distinção na inspeção, já a matricula, vou colocar a original, just in case!!
XMAX 125 de 30/11/2010 até 9/1/2013
Tmax 500 abs "Blackmax" 2009
com 23.000 Kms.-1ªmédia 4,82.última média 4,36 e deixei-a ir com 87778 km e com muito bom aspeto.
desde 9/12/2015 comprei 1 Tmax 530  preta com 22.242 e  vendi-a com 84.400 , entretanto há outra T 530 de 2015!!

Offline davidsantos

  • Super MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Set 2016
  • Mensagens: 4537
  • Localidade: sintra
Há muita mota que ficará em apuros ... _Rolley_
Sym Gts SE 12/2013  5/2017 a 11/2018
 21500 Kms até 28500 kms

Sym Cruisym 125 11/2018