Autor Tópico: HONDA CB125F - 1º CONTACTO…segue-se o test-ride  (Lida 8264 vezes)

Offline Sapiens21

  • Super MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Dez 2010
  • Mensagens: 12425
  • Localidade: Évora
HONDA CB125F - 1º CONTACTO…segue-se o test-ride
« em: 28 de Março de 2015, 13:16 »
HONDA CB125F - 1º CONTACTO…segue-se o test-ride




Confesso-me danado para ir ver pessoalmente as novidades que saem no mercado sempre que sou informado das mesmas e o impulso que me leva a sair bem cedo de casa, é disso reflexo!

Hoje não foi diferente e cerca de 30 a 40min. depois de ter acordado, já estava na garagem pronto para rumar ao concessionário Honda aqui em Évora (Motodiana) e ver o que tinham por lá….ainda que mentalmente já me tivesse preparado para o que seria.
Chegado ao concessionário e ainda sem ter imobilizado por completo a Forza, os meus olhos perceberam de imediato que modelo tinha o concessionário recebido….era a novíssima e acabadinha de chegar ao nosso país….CB125F.

O espanto de estar logo ali à entrada e com as letras mágicas na lateral do depósito “TEST-DRIVE” multiplicaram-se por três!!! É que além da unidade de cor preta que se encontrava do lado de fora, a Motodiana tinha recebido e prontas para venda igualmente outras duas unidades de cor branca e vermelha.


Confesso-me um bocado impulsivo quando estou perante novidades e após os cumprimentos devidos...e merecidos ao pessoal do concessionário e, sem muito mais conversa, perguntei logo: “Têm aí a chavinha da CB que está ali fora?”

A resposta, no entanto, não poderia ter sido mais desanimadora para o meu anseio….é que a unidade ali presente efectivamente estava prontinha para rolar, mas o seguro da mesma ainda não estava concluído e só mesmo na 2ª feira se poderia avançar com os test-rides.
Não sei se exteriorizei um pouco de desanimo naquele instante, mas a verdade é que de imediato e com toda a simpatia me foi dito que poderia colocar os modelos todos lá fora para os ver, sentar-me, manusear todos os comandos, etc…a Motodiana já sabe que gosto de me dar a essas coisas também!

Assim, ficou decidido que por lá passaria na 2ª feira ao final do dia ou o mais tardar na 3ª feira para testar a unidade, pelo que logo que o faça utilizarei este mesmo tópico para o publicar.

1º Contacto...
Posto isto, a minha presença ali teve de se resumir (por enquanto) a um 1º contacto com este novo modelo da Honda, o qual se revelou logo nos primeiros instantes muito leve e extremamente fácil de manusear. É verdade que os depósitos de combustível teriam basicamente 1 ou 2 litros de combustível, pelo que a percepção com que fiquei poderá ser ligeiramente diferente quando cheio, com o natural aumento do peso na zona superior da moto.


Quanto ao design da CB125F ao vivo, lembrei-me das palavras do companheiro mpaneves que a tinha visto há 2 dias atrás e com as quais concordo em absoluto….a CB125F vista presencialmente transmite uma ideia melhor do que aquela que se tem por imagens.
Perdeu um pouco aquele ar mais sport de moto semi-carenada, para ganhar uma clara tendência para um design que, sem deixar de ter carenagens, apela a um ar mais naked, o qual começa por ser transmitido desde logo pela sua secção frontal e pela conjugação do farol estilizado e inexistência de vidro frontal (pelo menos de série!).


O porte da mesma e apesar do seu peso baixo e pouco intimidatório para quem se inicie nas 2 rodas, é aquele que se espera de um motociclo de 125cc, tendo no entanto...e para mim só fica a ganhar, um depósito de concepção mais larga e uma carenagem proeminente que se prolonga até à zona frontal da CB, transmitindo a ideia de uma moto mais larga e possante, do que é na realidade.

As rodas, por opção da marca, têm maior diâmetro, contando agora com 18’. Os pneus não têm um diâmetro particularmente largo, pelo contrário, pelo que apenas no teste dinâmico que lhe farei poderei concluir até que ponto isso afectará o comportamento desta 125cc cujo carácter ainda assim não está voltado evidentemente para a velocidade. Tomei conhecimento que haverá 2 marcas de pneumáticos a servir este modelo, não me tendo apercebido, meramente por esquecimento, que marca de pneus montavam aquelas 3 unidades.

Quanto às jantes, são espectaculares!
Aliás, são elas e em grande medida, as responsáveis por dar um carácter um pouco mais desportivo ao modelo, pois sem elas a sua expressão visual não seria tão marcante. Aqueles raios de cor cinza-escuro, concebidas de forma quase que a anunciar um perpétuo movimento, encaixam perfeitamente no visual deste novo modelo da Honda. Este ponto em particular chamou-me bastante à atenção e aplaudo a decisão da marca em sair do conservadorismo de jantes simples, para cada vez mais apostar neste tipo de concepção bem mais apelativa. Aqui encaixa perfeitamente a máxima: “Os olhos também comem!”


O banco, após me ter sentado aos seus comandos, pareceu-me suficientemente confortável, sem ser naturalmente nenhum exemplo de grande destaque. No fundo, poderei dizer que cumpre com o package e com o que se exige da marca e categoria de veículo. O banco situa-se a uma altura acessível e não me parece que cause problemas a qualquer condutor.

As suspensões não as testei pois, como já referi, ainda não foi possível efectuar o teste dinâmico, mas ainda assim não deixei de apreciar a opção da marca em colocar neste modelo dois amortecedores traseiros com a espiral de cor vermelha (não fica piroso, acreditem!) e um curso da suspensão dianteira longo e prenunciador de conseguir digerir o piso mais degradado com alguma facilidade.

O accionamento dos comandos é do mais fácil que pode haver, com uma localização muito intuitiva e uma operacionalidade rigorosa. Aliás, neste tocante fiquei espantado com a suavidade da caixa e tacto da embraiagem, pois estando ali imobilizado no parque exterior do concessionário e sem a possibilidade de ir dar uma volta (maldito seguro!), não me coibi ainda assim de accionar a caixa de velocidades durante um breve momento.


O escape, mais curto do que na anterior e agora descontinuada CBF125, assenta bem no design do modelo, sem ser demasiado desportivo ou demasiado clássico. No fundo, compõe o seu perfil de forma bem conseguida sem entrar em excessos.

A qualidade da pintura, colocação e junção dos painéis e peças mecânicas visíveis, aparentemente transmitem durabilidade a longo prazo, mas sendo este um aspecto só passível de ser conferido com o passar do tempo, reservo-me em tecer muito mais palavras do que estas.

O painel de instrumentos poderia talvez ir um pouco mais longe, mas se me detiver a pensar no propósito do modelo, compreendo a decisão da marca. Apresenta-se um pouco mais moderno que o anterior, ainda que continuando à boa maneira do analógico…mas, e isto é importante…já possui indicador de mudança engrenada! Considero, como disse, este aspecto extremamente importante, pois demonstra que a Honda reconheceu ser este um modelo de "rampa" para voos mais altos e o facto de o tornar o mais fácil de conduzir possível, passa por também permitir aos recém encartados a possibilidade de facilmente saberem que mudança se encontra engrenada a cada momento, até tal situação se tornar naturalmente intuitiva. Boa decisão esta de colocar num modelo de 125cc esta indicação da mudança engrenada a cada momento!


Globalmente, este modelo da Honda apela precisamente a esse público que gostaria de se iniciar nas 2 rodas e fazê-lo com um modelo de baixo custo de aquisição (relembro que o preço é bastante bom atendendo ao produto apresentado - €2.590 + desp.); extremamente fácil de conduzir e perfeitamente capaz de ostentar o título de user-friendly; com uma mecânica que tem provas dadas em termos de durabilidade e agora melhorada tanto no motor propriamente dito, como na injecção electrónica; uma posição de condução que permite ser conduzida por condutores de diversas estaturas e um design que, sem ser de virar cabeças, ainda assim se apresenta moderno e consentâneo com aquilo que se espera de um produto recém-lançado.



AGRADECIMENTO: Obrigado à Motodiana por me ter deixado à vontade para conhecer melhor os modelos nas 3 cores ali disponíveis e permitir-me levar a cabo esta sessão de fotos para o CPM.


Na 2ª feira ou o mais tardar na 3ª feira...cá colocarei o teste dinâmico ao modelo...
« Última modificação: 02 de Abril de 2015, 20:01 por Sapiens21 »

Offline mpaneves

  • Super MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Abr 2013
  • Mensagens: 3668
  • Localidade: sintra-cascais
  • Mebro nº 5131
  • Marca: YAMAHA
  • Modelo: XMAX 300
Re: HONDA CB125F - 1º CONTACTO…segue-se o test-ride
« Responder #1 em: 28 de Março de 2015, 16:43 »
E pronto já me tiraste as palavras da boca e acabas de fazer o que eu queria mas não tive tempo!!!
Parece que os seguros em todas só na segunda feira,no Lopes e Lopes dizem já estar OK.
Resumindo,como disse,é isatamente como o companheiro sapiens21  descreve e bem como aliás é normal nas suas descrições.
Eu assim que lhe puser as mãos em cima faço um video!!!!
casal k 50--sis saschs 50--yamaha target 50--yamaha aerox 50--yamaha neos50--yamaha aerox 50--yamaha bws 125--yamaha xcity125--honda cbf 125--kymco kxct125
kymco xciting400--benelli trk 502--yamaha xmax 300
Membro:5131
Marco Neves

Offline Sapiens21

  • Super MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Dez 2010
  • Mensagens: 12425
  • Localidade: Évora
Re: HONDA CB125F - 1º CONTACTO…segue-se o test-ride
« Responder #2 em: 28 de Março de 2015, 18:37 »
Eu assim que lhe puser as mãos em cima faço um video!!!!

Gostaria muito de ver esse video, companheiro.  _convivio_
Ainda te embeiças por esta mais recente e a levas para casa... _careta_ ....estou a brincar, claro.

A tua CBF está como nova e as diferenças para esta, exceptuando o design, são de pormenor.

Offline mpaneves

  • Super MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Abr 2013
  • Mensagens: 3668
  • Localidade: sintra-cascais
  • Mebro nº 5131
  • Marca: YAMAHA
  • Modelo: XMAX 300
Re: HONDA CB125F - 1º CONTACTO…segue-se o test-ride
« Responder #3 em: 28 de Março de 2015, 18:49 »
Naaa,por muito que gostasse não posso e já chega de gastar dinheiro em carros e motas vou em 8 para cada,já chega e agora vem mais um pequenito a caminho.
Eu gostei do que vi mas a vida é mesmo assim ,ha sempre novidades a sair .
Estou contente com a CBF e acho-a muito gira .
Se tivesse o euromilhoes tinha uma coleção de 125 sim porque não tiro a carta porque seria ainda pior....
casal k 50--sis saschs 50--yamaha target 50--yamaha aerox 50--yamaha neos50--yamaha aerox 50--yamaha bws 125--yamaha xcity125--honda cbf 125--kymco kxct125
kymco xciting400--benelli trk 502--yamaha xmax 300
Membro:5131
Marco Neves

Offline fastnet

  • Assembleia Consultiva
  • MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Ago 2013
  • Mensagens: 2376
  • Localidade: Lisboa
  • Marca: honda
  • Modelo: cbf 125
Re: HONDA CB125F - 1º CONTACTO…segue-se o test-ride
« Responder #4 em: 28 de Março de 2015, 21:05 »
Sapiens, já andas a escolher modelo para o novo rebento?  _careta_

Depois da fotos meio "manhosas" que iam aparecendo na net gostei bem mais de ver no video. Nas tuas fotos parece que as carenagens sobressaem bastante na zona dos joelhos, podendo assim oferecer alguma proteção ao vento.

Depois das mulas de carga do modelo CG, Titan e derivados, a cbf125 e agora cb125f ficaram mais metrosexuais embora mantendo enfase num veiculo económico e de fácil acesso aos iniciantes.

O companheiro mpaneves já desvendou que o circuito eletrico é DC e pedal mudanças sem aquelas articulações, mas deviam ter feito mais um pequeno esforço na lâmpada do farol de 35w e no raio dos pneus.

Aguardemos pelos testes, teus e da restante imprensa  _convivio_
Sym Symphony 125s, Honda S-Wing 125, Bmw f650 funduro, Honda cbf 125
Honda pcx, a sair da casca Spritmonitor.de" border="0
CB500s, a tímida

Offline santos466

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Dez 2009
  • Mensagens: 1317
  • Localidade: Damaia/Torres Novas
  • Marca: Yamaha
  • Modelo: Fazer 600
Re: HONDA CB125F - 1º CONTACTO…segue-se o test-ride
« Responder #5 em: 29 de Março de 2015, 22:34 »
Acho que tem tudo para o sucesso! Realmente o depósito ficou muito melhor com aqueles "apêndices" a dar um ar mais largo!
"...façam o que vos dá prazer e ponham de lado o que vos faz sentir mal ! " - By JorgeVaz 

Offline Sapiens21

  • Super MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Dez 2010
  • Mensagens: 12425
  • Localidade: Évora
Re: HONDA CB125F - 1º CONTACTO…segue-se o test-ride
« Responder #6 em: 31 de Março de 2015, 19:22 »
TEST-RIDE a bordo da nova CB125F….Easy Peasy




A expressão inglesa “Easy Peasy” que intitula este test-ride é de facto a que melhor se encaixa neste novo modelo da Honda, porque é mesmo muito…muito fácil de guiar.


Mas voltemos atrás, nomeadamente ao momento que antecedeu eu ter-me sentado aos seus comandos. E aqui, já com o capacete na cabeça, reflecti por um brevíssimo momento sobre o que poderia esperar deste test-ride, pois quase tudo neste modelo significava logo à partida que as emoções fortes estariam arredadas do seu dicionário.

Apesar de não negar a sua maior propensão para um andamento calmo e sem excessos, ainda assim e agora que me sento a escrever e reflito sobre todo o test-ride, o qual me fez percorrer cerca de 20Kms entre cidade e estrada…tenho de dar a mão à palmatória e dizer que vale cada cêntimo que é pago por ela.

As razões para tal toraram-se evidentes no 1ª contacto que já descrevi e o mesmo acontece quando se circula com ela.
Ao ligá-la pela 1ª vez, a unidade motriz que equipa a CB125F mostrou-se de tal modo silenciosa, que só unicamente pelos mostradores luminosos no painel e pela ligeiríssima vibração sentida por baixo de mim me garantia que efectivamente estava ligada e não era produto da minha imaginação…


Primeira velocidade engrenada e no centro do mostrador a CB125F apresentou de imediato aquilo que já tinha referido no 1º contacto com ela… Numa tonalidade de cor azul violeta, a numeração ali presente acompanhava todas as minhas passagens de caixa, levando-me a crer que dificilmente alguém poderia ter dificuldade na sua condução, independentemente da circunstância.

As primeiras centenas de metros foram passadas nas calmas e a aperceber-me das suas reacções muito leves e intuitivas. Este é, claramente, um modelo que abraça qualquer tipo de condutor que necessite de ganhar experiência e confiança nas 2 rodas.


Levo-a para uma zona limítrofe da cidade, com algum mau piso intercalado com piso bem mais composto e a máquina testada começou a mostrar que vibrações incómodas ou barulhos estranhos não era com ela. Estava bem construída, apresentava-se sólida no pisar e rigorosa na informação que transmitia ao condutor sobre o que se passava por baixo dela.

O conforto de um modelo destes ou semelhante e que naturalmente não tem a protecção que conhecemos por exemplo de uma maxiscooter, não pode ser muito…e de facto não o é!

Porém, considero importante dizer que a marca conseguiu conceber o depósito suficientemente delgado na zona das pernas, acrescendo a isso a carenagem que o ladeia na frente, que ajuda a canalizar o fluxo da deslocação do ar para o exterior. Pode ser um pormenor para alguns, mas na prática resulta mesmo e ajuda ao conforto em tiradas mais longas e tempo fresco.


Já no tocante ao binómio banco/amortecimento das suspensões, é aceitável…e não estou a ser simpático na escolha da palavra. O diâmetro das jantes ajuda bastante à filtragem, mas não deixa de ter alguma dureza no amortecimento em pisos mais degradados.

O teste decorria com calma e em ritmo de 60-70Km/h, até que deliberadamente a levo a tomar o caminho da estrada e decido então levar a CB um pouco mais longe no ritmo tido até esse momento.

Não vou estar com falsidades…não é nenhum foguete…ou sequer muito impressionante (não nos podemos igualmente esquecer de que é uma 1/8 de Litro), mas quando se roda o punho direito com mais determinação, o som do motor transfigura-se e ela não se coíbe ainda assim de fazer elevar o indicador do velocímetro com alguma rapidez para aquilo que se espera de uma moto 125cc que orgulhosamente ostente a sigla “CB”.


Não explorei mais, apenas porque não quis, a sua velocidade máxima, mas manter um ritmo a rondar os 90-100Km/h é extremamente fácil e o motor não denota sinais de fraqueza neste regime, mantendo-o com relativa facilidade.

Acredito que dos 100Km/h em diante seja do género “dar tempo ao tempo”, pelo que não se deverá esperar muito mais do que uns 115Km/h (no velocímetro) e com as devidas condições de circulação e morfologia do terreno a favorecer a situação.


Mas este modelo da Honda em concreto foi desenvolvido para andar num regime de velocidades um degrau abaixo deste e aí cumpre muito bem, com um consumo combinado que a marca anuncia como muito baixo…e que eu apelido de extraordinário!

Outro aspecto deste motor que merece umas palavras é a sua capacidade de permitir rolar a uma velocidade muito baixa sem o motor denotar sinais de começar a “bater”, que é como quem diz…não se sente que peça urgentemente outra mudança. A título de exemplo, é perfeitamente possível circular a uma velocidade ridiculamente baixa, do género 15Km/h…com a 3ª engrenada e sem que o motor denote o mais pequeno esforço ou mostras de ter de se baixar uma velocidade.

A Honda aplicou na CB125F um sistema de injecção mais evoluído do já conhecido PGM-FI e diz ter operado modificações internas que lhe melhoraram o desempenho em baixos e médios regimes. Pois eu testei, andei mais um pouco…voltei a testar e de facto a Honda tornou-a completamente à prova de erro com este motor.


Quanto ao curvar, mesmo tendo em atenção ao facto de os pneus serem novos a estrear (marca CST) e com uma goma que à partida os tornaria mais falsos, na realidade mostraram-se suficientemente seguros e em momento nenhum senti que ela me fugisse....mesmo quando numa curva em rotunda de perfil mais rápido a inclinei um pouco demais. Acredito que estes pneumáticos sejam especialmente duros e difíceis de desgastar, mas com o bom tempo que se fazia e como é de esperar, cumpriram com o que lhes foi exigido.

A travagem está fornecida por um disco frontal de 240mm com pinça de duplo pistão à frente e um sistema de tambor atrás. Olhando para isto pensar-se-á….Ehhh nada de especial! Na teoria de facto dou razão a quem pense isso, mas depois de lhe aplicar com 3 ou 4 abusos na manate direita e no pedal de travagem, depressa percebi que o sistema de travagem que serve este modelo serve perfeitamente, tanto por via do baixo peso de todo o conjunto, como das velocidades que atinge.


A agilidade do modelo é muito boa e o peso baixo do modelo torna-a apta a uma circulação sem medos e nada intimidatória. Julgo que não me engano se disser que a CB125F se tornará, muito provavelmente, como o modelo de eleição de muitas escolas de condução que a querem pelas razões anteriormente apontadas e também, é claro…pela sua afamada fiabilidade, baixos consumos e manutenção acessível.

Cheguei ao fim do test-ride, devolvi as chaves, olhei novamente um par de vezes para a CB125F e pensei para comigo…por €2.590 seria difícil pedir-lhe mais!

Agradecimento: Obrigado à Motodiana, na pessoa do seu gerente, por me ter possibilitado este test-ride. Foi possivelmente a moto com o consumo mais baixo em que já andei até hoje....

Offline mpaneves

  • Super MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Abr 2013
  • Mensagens: 3668
  • Localidade: sintra-cascais
  • Mebro nº 5131
  • Marca: YAMAHA
  • Modelo: XMAX 300
Re: HONDA CB125F - 1º CONTACTO…segue-se o test-ride
« Responder #7 em: 02 de Abril de 2015, 18:59 »

Espero que gostem!!!!
« Última modificação: 02 de Abril de 2015, 19:01 por mpaneves »
casal k 50--sis saschs 50--yamaha target 50--yamaha aerox 50--yamaha neos50--yamaha aerox 50--yamaha bws 125--yamaha xcity125--honda cbf 125--kymco kxct125
kymco xciting400--benelli trk 502--yamaha xmax 300
Membro:5131
Marco Neves

Offline Sapiens21

  • Super MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Dez 2010
  • Mensagens: 12425
  • Localidade: Évora
Re: HONDA CB125F - 1º CONTACTO…segue-se o test-ride
« Responder #8 em: 02 de Abril de 2015, 20:19 »
Gostei do teste e recordei-me de diversas pormenores quando a conduzi.  _pol_

Quanto às jantes e curiosamente aquando da divulgação inicial do modelo...portanto aqui há uns meses atrás...era referido que viria com 18 polegadas à frente e 17' polegadas atrás. A realidade é outra e como inclusivamente já se encontra na página oficial do modelo no site da Honda, são de 18' polegadas nas duas rodas, o que ajuda àquela sensação de conforto sentida em piso mais degradado.

No geral, por €2.590....pfff....é mesmo difícil pedir-lhe mais e melhor.

Fico a aguardar o vídeo de estrada. De certeza que te apercebeste da facilidade com que ela anda a baixa velocidade, com uma mudança mais alta do que teoricamente recomendado. E fá-lo sem queixumes... _convivio_

Offline mpaneves

  • Super MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Abr 2013
  • Mensagens: 3668
  • Localidade: sintra-cascais
  • Mebro nº 5131
  • Marca: YAMAHA
  • Modelo: XMAX 300
Re: HONDA CB125F - 1º CONTACTO…segue-se o test-ride
« Responder #9 em: 02 de Abril de 2015, 20:21 »
É para já companheiro
casal k 50--sis saschs 50--yamaha target 50--yamaha aerox 50--yamaha neos50--yamaha aerox 50--yamaha bws 125--yamaha xcity125--honda cbf 125--kymco kxct125
kymco xciting400--benelli trk 502--yamaha xmax 300
Membro:5131
Marco Neves

Offline mpaneves

  • Super MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Abr 2013
  • Mensagens: 3668
  • Localidade: sintra-cascais
  • Mebro nº 5131
  • Marca: YAMAHA
  • Modelo: XMAX 300
Re: HONDA CB125F - 1º CONTACTO…segue-se o test-ride
« Responder #10 em: 02 de Abril de 2015, 20:22 »
casal k 50--sis saschs 50--yamaha target 50--yamaha aerox 50--yamaha neos50--yamaha aerox 50--yamaha bws 125--yamaha xcity125--honda cbf 125--kymco kxct125
kymco xciting400--benelli trk 502--yamaha xmax 300
Membro:5131
Marco Neves

Offline mpaneves

  • Super MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Abr 2013
  • Mensagens: 3668
  • Localidade: sintra-cascais
  • Mebro nº 5131
  • Marca: YAMAHA
  • Modelo: XMAX 300
Re: HONDA CB125F - 1º CONTACTO…segue-se o test-ride
« Responder #11 em: 02 de Abril de 2015, 20:26 »
Resumindo,adorei a nova posição de condução ,mais direita, do motor ainda não da para comparar mas é sem duvida mais suave,mas para já a minha(CBF) tem mais motor ,em baixa principalmente .é incrivelmente fácil de a manobrar e é MT ágil
Gostei e dou os parabéns à honda
casal k 50--sis saschs 50--yamaha target 50--yamaha aerox 50--yamaha neos50--yamaha aerox 50--yamaha bws 125--yamaha xcity125--honda cbf 125--kymco kxct125
kymco xciting400--benelli trk 502--yamaha xmax 300
Membro:5131
Marco Neves

Offline Sapiens21

  • Super MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Dez 2010
  • Mensagens: 12425
  • Localidade: Évora
Re: HONDA CB125F - 1º CONTACTO…segue-se o test-ride
« Responder #12 em: 02 de Abril de 2015, 21:40 »
Curiosamente no teu video de estrada o motor fez-se ouvir bem melhor do que aquilo de que me recordo.
É certo que o capacete anulou grande parte desses decibéis, mas no meu teste não me tinha apercebido bem do som que ela fazia, sobretudo quando levaste essa unidade (em rodagem) a fazer um par de "cumprimentos" aos 100km/h.  _careta_