Clube Português Maxiscooters

Geral => Assuntos Diversos => Legislação e Organismos Públicos => Tópico iniciado por: jorge taborda em 03 de Maio de 2014, 19:18

Título: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: jorge taborda em 03 de Maio de 2014, 19:18
 _convivio_ boas! fiz pesquisa no topico,e tenho esperança que alguem saiba disto, pois vi algumas respostas que se relacionavam com o que queria encontrar mas nada de muito concreto.

as 50cc ja podem circular em AE?? na verdade dize-se que as 125 sao permitidas,e as 49cc ja nao sao.. nao encontrei nada especificado do limite minimo. a minha devo ja dizer que é matricula amarela,mas tambem ja li que isso tinha a haver com o sitio de emissao da matricula, e nao concretamente com os cc da scooter. pois ainda ontem conversei com um colega la da escola onde estudo a noite, a dele é 50cc e a matricula e branca...

possiveis respostas??
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: fantasma do lençol em 03 de Maio de 2014, 19:31
Uma 50 e um ciclomotor, logo nao pode circular em vias reservadas a automoveis e motociclos
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: Cromix em 03 de Maio de 2014, 19:32
Apenas superiores a 50cc é que podem.

Cumps,
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: twin-pt em 03 de Maio de 2014, 19:43
 A diferença entre as matricula amarela e branca está no facto de estarem limitadas ou não. As com matricula amarela estão limitadas a 45 km/h e são ciclomotores. As não limitadas têm matrículas brancas.

Como a velocidade mínima em AE e vias reservadas é de 50 km/h os ciclomotores não podem circular.


Sent from iPhone using Tapatalk
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: omcj em 03 de Maio de 2014, 19:44
E para completar tambem não podem passar na ponte Vasco da gama e 25 de Abril :)
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: jorge taborda em 03 de Maio de 2014, 19:47
digamos...eu fiz um upgrade a scooter, aumentou concerteza o cc... mesmo assim continua sem poder?isto se eu legaliza-se o livrete com o cc atual
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: jorge taborda em 03 de Maio de 2014, 19:49
A diferença entre as matricula amarela e branca está no facto de estarem limitadas ou não. As com matricula amarela estão limitadas a 45 km/h e são ciclomotores. As não limitadas têm matrículas brancas.

Como a velocidade mínima em AE e vias reservadas é de 50 km/h os ciclomotores não podem circular.


Sent from iPhone using Tapatalk

obrigado pelo esclarecimento,entao nao sei porque a minha esta limitada,ela ja quando a comprei dava 80 numa boa
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: twin-pt em 03 de Maio de 2014, 19:50
Depende da homologação... Mas o limitador não é difícil e retirar... _Rolley_


Sent from iPhone using Tapatalk
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: jorge taborda em 03 de Maio de 2014, 20:06
Depende da homologação... Mas o limitador não é difícil e retirar... _Rolley_


Sent from iPhone using Tapatalk

substituir matricula nao?lol
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: José em 03 de Maio de 2014, 20:59
Ponto! até 50cc matrícula amarela, (ciclomotores), há quem tenha matrícula branca numa 50cc
mas é para enganar,  _policia_ _policia_ :))
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: jorge taborda em 03 de Maio de 2014, 21:09
mas e assim,se eu quiser legaliza-la depois de fazer o upgrade(aumentou o piston por causa de ganhar mais força nas subidas por exemplo) o que e que se pode fazer?vale a pena?
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: Silver em 04 de Maio de 2014, 00:58
Olá _pol_
Penso que faças o que fizeres, não vais conseguir legalizar um ciclomotor de 50cc para mais cilindrada _pensador_ _pensador_ _pensador_, não me parece que uma marca que homologa uma certa cilindrada tenha vontade de passar o papel _reg_, eles querem é vender os modelos que tem disponíveis acima de 50cc scooter_
Mais vale comprar uma 125cc, anda em todo o lado _pt_ _pt_ _pt_ 
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: José em 04 de Maio de 2014, 01:16
Olá _pol_
Penso que faças o que fizeres, não vais conseguir legalizar um ciclomotor de 50cc para mais cilindrada _pensador_ _pensador_ _pensador_, não me parece que uma marca que homologa uma certa cilindrada tenha vontade de passar o papel _reg_, eles querem é vender os modelos que tem disponíveis acima de 50cc scooter_
Mais vale comprar uma 125cc, anda em todo o lado _pt_ _pt_ _pt_

E tem lógica o que dizes,  :) :)  _pol_ _pol_   
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: mpaneves em 04 de Maio de 2014, 08:16
Em 97 a minha aerox tinha mat  branca como um carro com livrete,etc tudo igual,na altura dava para escolher com branca,sem limite,ou amarela(45 kmh),ah no livrete não tinha nada referido da vem,agora não tenho a certeza
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: cristina em 05 de Maio de 2014, 13:26
Em 97 a minha aerox tinha mat  branca como um carro com livrete,etc tudo igual,na altura dava para escolher com branca,sem limite,ou amarela(45 kmh),ah no livrete não tinha nada referido da vem,agora não tenho a certeza

Há e sempre houve modelos que podem ser homologados como motociclo ou ciclomotor. Eu tive uma Yamaha target homologada como ciclomotor, (matrícula amarela, que antigamente era emitida pelas CM e tinha uma numeração começada por 3 letras identificadoras do monicípio de emissão) mas por exemplo em Mem Martins circulava uma homologada como ciclomotor (matricula branca).
 
Não tenho agora presente a definição exacta de motociclo  nem de ciclomotor, mas o poder ou não circular em AE e IC, ou IP depende da homologação, e de uma forma simplista, tudo o que tem matrícula branca pode, mas tudo o que tem matrícula amarela já não pode.
 
Ressalvo que não tive ainda oportunidade de ler as alterações mais recentes ao CE, mas tenho ideia de que nada foi mexido nesse campo.
 
Em nota de roda-pé, em determinada altura, quando não se podia conduzir até 125 com carta de carro, e sobretudo durante o periodo em que se podia conduzir ciclomotores com carta B (durante um periodo limitado de anos nem isso era permitido, a não ser aos titulares de carta emitida antes de 31/03/1989 salvo erro) muitos compravam ciclomotores que vinham limitados de fábrica, mas que já traziam a curva de escape alternativa, sem limitador, e assim que acabava a garantia...  _Rolley_
Conheço pessoalmente um caso  _corado_ _Rolley_
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: jorge taborda em 05 de Maio de 2014, 18:16
reconheco que uma 125 neste momento nao esta ao meu alcance financeiro,mas e uma proposta bastante apelativa.esta foi a minha primeira experiencia com uma scooter,estou bastante descontente com a scooter mas isso e por problemas mecanicos que ainda nao consegui resolver,ainda ontem deu um tombo quase sozinha que ate me assustou,mas a experiencia de conduzir scooter imprime um sentido de liberdade muito grande,mas tambem um sentido de responsabilidade.resumindo,adorei..e chato e a minha estar restringida,sem poder circular em auto.estrada,se nao mais longe iria
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: jordax em 07 de Maio de 2014, 23:18
em 1995 comprei uma Cagiva Prima 50 R, o vendedor perguntou-me qual a matricula que cria amarela ( emitida pela CM, e que demorava uma eternidade ) , ou branca ( emitida pela DGV e pode vir levantar a moto amanhã), o preço não era o mesmo pagava-se 5 contos pelas amarelas e 15 contos pelas brancas , mas ainda assim eu queria era enrolar punho e optei pela branca, mas desde logo o vendedor me avisou que em termos de legislação era igual para ambas. É claro que a moto era do tamanho de uma 125 , a ignorância da autoridade era mais do que muita, e a auto-estrada dava-me um jeitão para ir para o Alentejo, eheheheh _Rolley_
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: Milfont em 08 de Setembro de 2015, 14:18
Bom, depois de estudar e re-estudar o assunto, questinar as autoridades competentes em alguns telefonemas e procurar a exactidao da informaçao completo:

Ciclomotores que registados com matricula amarela nas camaras municipais com 3 letras indicando o municipio estao obrigados a terem suas chapas alteradas para as actuais, visto que agora so uma instituiçao faz o registo das mesmas. Circular com a matricula amarela com 3 letras ja da direito a apreensao da mota, embora a policia diga que nao e habitual. _reg_

De facto podemos optar por por matricula branca nas 50cc's, mas nao somos obrigados. o que e certo ´e que seja com matricula amarela registada no IMTT, ja com 2 numeros + 2 letras + 2 numeros como os carros seja a mesma em branco, o que define o poder andar ou nao nas AE's e pontes e a cilindrada.   _martelada_


Em resumo: Nao, nunca pode. Ainda que modificada para ter mais cilindrada, ela continuara com o registo original de uma 50cc. Sendo tal facto punido com coima.  _policia_

Se tiveres matricula branca na 50cc podes sempre por uns impressos colados a fingir de carenagens de uma 125cc, talvez te safes  _Rolley_

Comprimentos, M.M.
 
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: HEsteves em 08 de Setembro de 2015, 16:24
Foi uma das perguntas que saiu no meu exame.

Independentemente de matricula branca ou não, o que define um ciclomotor, é o facto de ser um veículo de duas rodas (com ou sem carro lateral), até 50cc e cujo fabricante define, que não excede os 45km/h de fábrica.
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: joaoasduarte em 22 de Junho de 2016, 23:46
Boa noite.
Citar
TÍTULO IV
Dos veículos
CAPÍTULO I
Classificação dos veículos
Artigo 107.º
Motociclos, ciclomotores, triciclos e quadriciclos

1 – Motociclo é o veículo dotado de duas rodas, com ou sem carro lateral, com motor de propulsão com cilindrada superior a 50 cm3, no caso de motor de combustão interna, ou que, por construção, exceda em patamar a velocidade de 45 km/h.
Ora bem, tenho uma Piaggio NRG MC2, 49cc, Motociclo de livrete e matricula branca 3x-3x-IG.
Ou seja, até que estradas é que ela pode andar?
Desculpem o desenterranço, mas sou novo nisto...
Abraços!
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: CoutoJr em 22 de Junho de 2016, 23:57
Auto estradas está off segundo me parece...


Sent from my iPhone using Tapatalk
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: FARMOBOY83 em 22 de Junho de 2016, 23:58
Boa noite.Ora bem, tenho uma Piaggio NRG MC2, 49cc, Motociclo de livrete e matricula branca 3x-3x-IG.
Ou seja, até que estradas é que ela pode andar?
Desculpem o desenterranço, mas sou novo nisto...
Abraços!

Nesse caso é ciclomotor e não motociclo logo não pode andar em autoestrada nem vias reservadas a automóveis, vulgares vias rápidas. A cor da matricula é irrelevante.
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: omcj em 23 de Junho de 2016, 00:00
E nas pontes vasco da gama e 25 de Abril tambem não
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: interceptor em 23 de Junho de 2016, 06:59
Basicamente pode circular em todas as vias excepto nas reservadas a veículos automóveis. Normalmente o acesso a estas vias está devidamente assinalado com sinalização vertical
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: TG em 23 de Junho de 2016, 10:09
Bom dia companheiros

Fui proprietário de uma Honda SFX de 49 cm3, detentora de chapa de matrícula branca e com a categoria de MOTOCICLO averbada no livrete que era em tudo idêntico aos dos veículos automóveis.

Não me recordo do que definia o código da estrada da altura mas sei que era uma grande confusão em relação a este assunto, mas era notícia corrente que a chapa de matrícula branca e a categoria de MOTOCICLO tinha sido um "truque" para que estes veículos cuja velocidade máxima legal era 55 Kms/hora, pudessem atravessar a ponte 25 de Abril.

Nem as autoridades tinham conhecimentos suficientes sobre o assunto e como o livrete dizia MOTOCICLO não diziam nada.

Hoje em dia desconheço o significado da diferença das cores nas chapas de matrícula visto que a categoria do veículo é atribuída pela cilindrada.

Cumprimentos

TG
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: joaoasduarte em 23 de Junho de 2016, 23:27
São os chamados "buracos negros" da lei...
Legisla-se tudo, mas de forma confusa...
Depois fica ao critério de quem tem de aplicar a lei...
Infim....
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: JPA em 27 de Junho de 2016, 14:17
Tive uma Peugeot Speedfight 2 LC com 50cc, que tinha matricula branca e averbada como motociclo, emitida pelo Município.

Em 2007 quando se extinguiram as matriculas municipais, e todas foram obrigadas nos averbamentos do IMTT, começou a confusão...

Precisei de 2 meses e insistências várias com o IMTT de Coimbra, para deferirem o meu pedido de esclarecimento, e no fim consideraram que podia fazer uma matrícula branca, porque para todos os efeitos a marca homologou com a conivência da antiga DGV que a Speedfight 2 LC era motociclo.

Era no fundo um motociclo no papel, mas ciclomotor para IP's e AE's... tudo dependia da vontade do vento da cabeça das autoridades fiscalizadoras...

Se tivessem vento contra, não podia andar a mais de 45km/h, mas com vento a favor já aceitavam que podia atingir os 100 Km/h com uma relativa facilidade...

Ironias à parte, a verdadeira justificação só tive conhecimento mais tarde  e deveu-se à necessidade de a DGV regulamentar a homologação de alguns modelos com 80 cm3 que eram a cilindrada oficial, mas restritas na sua potência( restritor na polia do varidador) permitia os condutores de 16 anos com a licença municipal estarem legais e circularem em certas vias rápidas destinadas para veículos automóveis.

Acontece que esses modelos nunca chegaram a serem por cá vendidos ao contrário de espanha, mas como forma de não perderem vendas surgiram assim algumas  50's com chapa branca, mas mais caras cerca de 40 contos por serem averbadas como motociclos.

Nunca arriscando... _anjo_
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: karloxilva em 27 de Junho de 2016, 20:13
Essa das matrículas brancas...
Há anos a minha "Maria" comprou uma BWS (trazia a marca da subsidiária francesa, MBK, mas era uma Yamaha para todos os efeitos) e o vendedor entregou-lha com uma chapa branca. Na altura questionei se a cor da chapa não entrava em contradição com a cilindrada (49 cc). Que não, que "agora era assim". E lá andou a minha cara metade com a sua BWS francesa durante mais de 5 anos.

Um belo dia e uma bicha de trânsito numa subida íngreme. Uma menina recém-encartada acompanhada pelo papá fazia os seus primeiros quilómetros de carro. Acontece-lhe o que acontece a muitos "maçaricos", falha-lhe o ponto de embraigem e o carro começa a descair. A "Maria", vá-se lá saber a razão porque ficou ali, buzina assustada. A menina lá consegue travar, não sem antes encostar o pára-choques ao guarda-lamas dianteiro da "mais que a conta" da minha cara-metade. O papá sai fora do carro e encena o truque do costume: "Bateu por trás, é a culpada". Mas, azar, havia testemunhas.

Chama-se a polícia. Hora de jantar e dia de jogo... uma hora depois lá apareceu a "autoridade". Visivelmente zangado pelo incómodo, pede os documentos à "Maria". Licença Municipal e chapa branca? "Não está habilitada a conduzir motociclos". E, pimba, multa.
Entretanto, eu já havia chegado e confrontei-o com o livrete: "49 centímetros cúbicos, ela pode conduzir um veículo com as características indicadas neste livrete."
- "Não pode, a chapa é branca", uma cor tão brilhante que ofuscava a importância do Livrete e da Licença Camarária. E mais a informação, que ele sabia, de que havia montes de scooters registadas daquela forma pelos vendedores...
- "Isto é, se eu meter uma chapa amarela na minha mota ela já a pode conduzir, é isso?", ainda afirmei. Mas apercebi-me de que a coisa já se estava a tornar um episódio dos "Monty Pithons" e desisti, deixando o "sô guarda" brilhar de esferográfica justiceira na mão. Não sem antes fazẽ-lo recolher os testemunhos do acidente.
Mais tarde a multa foi retirada pelo responsável do posto que me informou de uma coisa que eu já sabia "O tipo é estúpido". E aconselhou-me a tentar trocar a cor da matrícula.

Obediente, tratei de mudar a cor da chapa de matrícula para não haver mais confusões:
- Não, não pode mudar a chapa porque se trata de um motociclo.
- Não é um motociclo - afirmei - tem aqui o livrete a comprová-lo.
- Mas a chapa é branca, é de motociclo.
- É por isso mesmo que estou aqui, para tentar colocar a cor certa, o amarelo.
- Não pode, foi matriculada como motociclo, é um motociclo
E eu, quase a deitar fumo:
- Mas se for um "motociclo" ela não pode conduzir a scooter.
- Pode sim, porque só tem 49 cc.

Mais um episódio dos Monty Python...

Resolveu-se a coisa trocando a BWS por uma Aerox de chapa amarela.
Moral da estória: as Aerox de chapa amarela andam muito mais que as BWS de chapa branca.

Brincadeira à parte:
Se não tiver licença de condução que lhe permita conduzir uma 125 cc não adquira nenhuma scooter de 49 cc de chapa branca.
É que nunca se sabe quando é que um grunho está de serviço ao trânsito. E se cair no "labirinto"... não há hipótese, lá só há "Minotauros".
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: joaoasduarte em 27 de Junho de 2016, 20:49
Lá está, albarda-se do dono a vontade do burro....
Mas enfim...
O facto de ter chapa branca, apenas exclui a restrição de velocidade, certo?
Abraços!
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: JPA em 27 de Junho de 2016, 22:11
Lá está, albarda-se do dono a vontade do burro....
Mas enfim...
O facto de ter chapa branca, apenas exclui a restrição de velocidade, certo?
Abraços!


Deveria ser nesse sentido, mas o problema é o legislador que interpreta diretivas comunitárias sem saber o panorama ou mesmo com algum conhecimento da realidade.

È obvio que qualquer 50 dá mais de 45km/h, pelo menos a 2 tempos, e mesmo assim podem ser alteradas para andarem mais do dobro.

Felizmente que hoje os tempos são outros, e houve alguém em sede no IMTT  que acabou com a vigarice das 50's homologadas como motociclos, sem exceções.  _pol_

De notar que seria o belo, se os papas-reformas, os mata-vacas, e mesmo as moto 4, fossem equiparados a veículos automóveis... _martelada_

Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: cristina em 28 de Junho de 2016, 13:35
Mas que grande açorda!  _lol_

O código da estrada não deixa dúvidas:

"Artigo 107.º - Motociclos, ciclomotores, triciclos e quadriciclos
1 - Motociclo é o veículo dotado de duas rodas, com ou sem carro lateral, com motor de propulsão com cilindrada superior a 50 cm3, no caso de motor de combustão interna, ou que, por construção, exceda em patamar a velocidade de 45 km/h.
2 - Ciclomotor é o veículo dotado de duas ou três rodas, com uma velocidade máxima, em patamar e por construção, não superior a 45 km/h, e cujo motor:
a) No caso de ciclomotores de duas rodas, tenha cilindrada não superior a 50 cm3, tratando-se de motor de combustão interna ou cuja potência máxima não exceda 4 KW, tratando-se de motor eléctrico;(...)"


Assim:

Ciclomotor: cilindrada inferior a 50 cm3 e velocidade máxima em patamar não superior a 45 km/h;

Motociclo: Cilindrada inferior a 50 cm 3, OU que por construção exceda em patamar a velocidade de 45 km/h

Os veículos têm que estar homologados de fábrica como ciclomotores ou como motociclos, e sempre houve modelos que de fábrica vinham homologados para as 2 modalidades, bastando para tal mudar algumas peças do veículo (normalmente a curva de escape).


Aliás, um pouco mais atrás neste mesmo tópico, já em Maio de 2014 tinha esclarecido:


Há e sempre houve modelos que podem ser homologados como motociclo ou ciclomotor. Eu tive uma Yamaha target homologada como ciclomotor, (matrícula amarela, que antigamente era emitida pelas CM e tinha uma numeração começada por 3 letras identificadoras do município de emissão) mas por exemplo em Mem Martins circulava uma homologada como ciclomotor (matricula branca).
 
Não tenho agora presente a definição exacta de motociclo  nem de ciclomotor, mas o poder ou não circular em AE e IC, ou IP depende da homologação, e de uma forma simplista, tudo o que tem matrícula branca pode, mas tudo o que tem matrícula amarela já não pode.
 
Ressalvo que não tive ainda oportunidade de ler as alterações mais recentes ao CE, mas tenho ideia de que nada foi mexido nesse campo.
 
Em nota de roda-pé, em determinada altura, quando não se podia conduzir até 125 com carta de carro, e sobretudo durante o período em que se podia conduzir ciclomotores com carta B (durante um período limitado de anos nem isso era permitido, a não ser aos titulares de carta emitida antes de 31/03/1989 salvo erro) muitos compravam ciclomotores que vinham limitados de fábrica, mas que já traziam a curva de escape alternativa, sem limitador, e assim que acabava a garantia...  _Rolley_
Conheço pessoalmente um caso  _corado_ _Rolley_
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: Rodrigues em 28 de Junho de 2016, 13:50
Lembro-me de uma polemica sobre isso quando a velocidade mínima nas AE era de 40 kms h e passou a ser de 50 para as motorizadas e mata-velhos não poderem circular nas mesmas.

Todos sabemos que as motorizadas dão mais de 50, eu tive uma que dava 90 mas por lei não podemos circular a mais de 45.
Título: Re: 50cc podem circular em auto-estradas?
Enviado por: joaoasduarte em 28 de Junho de 2016, 21:54
Boas!
Lembro-me de uma polemica sobre isso quando a velocidade mínima nas AE era de 40 kms h e passou a ser de 50 para as motorizadas e mata-velhos não poderem circular nas mesmas.

Todos sabemos que as motorizadas dão mais de 50, eu tive uma que dava 90 mas por lei não podemos circular a mais de 45.
Lá está, uma coisa é o que elas dão, outra coisa é o que elas devem dar por lei.
Eu até questionei este caso das velocidades, porque aqui em casa tenho a minha NRG MC2 de 97 com chapa branca e tenho uma NRG MC2 Extreme emprestada com chapa amarela.
O que me faz espécie é mesmo isso, a Extreme dá bem mais de 45 km/h, pelo menos de quadrante vai até aos 90 bem embalada, a outra aidna não sei porque a mesma está numa fase de reparação e desde que a comprei ainda não foi a estrada.
Sendo as duas motas exactamente iguais, mesmo a nível mecânico, achei engraçada a situação....
Abraços!