Geral > Segurança

Nas curvas... em segurança!!

(1/24) > >>

Ferro:
Curvar com scooter é diferente de curvar com outro tipo de moto?


Sim. Tendo em conta o diâmetro das rodas que é mais reduzido, o centro de gravidade e a posição de condução, é, sem dúvida, diferente a arte de curvar quando se circula numa scooter.
Existem vários casos relatados de motociclistas experientes que após circularem milhares de quilómetros em motas de roda alta e motor central, acabam por cair nas primeiras curvas que fazem numa scooter.
É necessária uma fase de habituação para se fazer a transição segura entre estes dois tipos de veículos - Imagens 1 e 2.




Imagem 1 – Características gerais de um motociclo comum.



Imagem 2 – Características gerais de uma maxiscooter.

Etapas da curva

Em curva, condutor e scooter estão sujeitos à ação da força centrífuga, que tende a empurrá-los para fora da estrada – imagem 3.


Imagem 3 – Força centrífuga.

Para contrariar essa tendência é necessário inclinar a scooter de forma a mudar ligeiramente o centro de gravidade, garantindo assim a manutenção do equilíbrio e da trajectória.


São QUATRO os passos básicos para curvar:

1. Reduzir - Nunca entrar em excesso de velocidade numa curva. Tenha o cuidado de desacelerar e, se for caso disso, travar ligeiramente antes da curva. Não se deve travar durante uma curva, mas, caso isso seja inevitável, não travar bruscamente e de uma só vez. Deverá dar leves apertos na manete de travão, corrigindo a trajectória do veículo.


2. Olhar - Usar a cabeça e os olhos para direccionar a sua trajectória e não os ombros. Olhar através da curva para o ponto onde quer chegar, mantendo os olhos dirigidos para a linha de horizonte, evitando olhar para o chão. Este procedimento facilita muito a manutenção de trajectórias seguras e estáveis.

3. Inclinar - Para virar, a scooter tem de se inclinar.Para inclinar a scooter, empurre ligeiramente o guiador na direção da curva.

Empurrar o guiador para a direita + inclinar para a direita + virarpara a direita.
Empurrar o guiador para a esquerda + inclinar para a esquerda  + virar para a esquerda.

As velocidades mais elevadas ou curvas mais apertadas exigem um ângulo de inclinação maior. Em curvas normais, o condutor e a scooter funcionam como um só e devem inclinar-se juntos no mesmo sentido – imagem 4.



Imagem 4 – Curvas a velocidade normal.


Em curvas mais lentas, o truque é inclinar só a scooter e manter o corpo direito – imagem 5.

Imagem 5 – Curvas a baixa velocidade.

4. Recuperar lentamente velocidade - Evitar desacelerar enquanto estiver em curva. Manter ou aumentar muito ligeiramente a velocidade vai estabilizar a suspensão e melhorar o controlo global. Acelere gradualmente assim que atingir o final da curva. A trajectória do veículo deve ser adequada à curva - Imagens 6 e 7.



Imagem 6 – Curvas à direita.



Imagem 7 – Curvas à esquerda.
 
Fontes:
www.hondapilotomais.com.br
http://www.arranques.com.br/dicas_de_direcao_defensiva.htm
http://www.beginnerbikers.org/showthread.php?32043-Experimental-Motorcycle-Dressage(or-parking-lot-practice-exercise(s)-for-beginners)/page21
http://www.motoseguranca.com.br/manual7_03.html

Afonso:
Ferro!

Tópico muito útil. "thanks"!

Abraço e boas curvas.

_AXE_:

Mt Bom !!  _palmas_ _palmas_ _palmas_

Bom trabalho !!  _pol_ _pol_ _pol_

ffmarques:
Muito bom.  _palmas_ Informação muito útil.  _palmas_

Como sempre, Ferro no seu melhor.  _lool_

José Paulo:
Pequenos pormenores, que por vezes até achamos insignificantes ou ridículos,

mas que nos podem salvar a vida.

Obrigado pela partilha

Cumprimentos

J. P.

Navegação

[0] Índice de mensagens

[#] Página seguinte

Ir para versão completa