Autor Tópico: Escolha da 1ª mota  (Lida 3508 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

smart_ze

  • Visitante
Escolha da 1ª mota
« em: 15 de Novembro de 2010, 15:52 »
Boas pessoal. após a apresnetação vem a seugnda fase... o pedido de ajuda lol. Faço diariamente o trajecto  Marginal, Cril, 2ª Circular de casa (S.D.Rana) até ao local de trabalho (Torres de Lisboa). Final da tarde trânsito em liboa até à Barbosa du Bocage para as aulas e depois... regresso a casa normalmente pela A5... juntando a isto uma "pikena besta" de 1,85m e com os módicos 105kg (ok vou ter de perder peso eu sei  :P) o que me aconselham?

Ahhh quase me esquecia... sem qualquer experiência em motas....

Andei a ver (preços apenas)... pelo que

Honda PCX125
Vespa GTS 125 S

Ou melhor tirar a carta de moto?

Qualquer dica é útil neste momento... obrigado a todos.
« Última modificação: 15 de Novembro de 2010, 15:53 por smart_ze »

Offline CCM

  • Assembleia Consultiva
  • MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Fev 2012
  • Mensagens: 1273
  • Localidade: Belas
  • Sexo: Masculino
  • 45 000 kms de LIBERDADE!
  • Marca: SYM
  • Modelo: GTS 125 EVO
Re: Escolha da 1ª mota
« Responder #1 em: 15 de Novembro de 2010, 16:06 »
Viva Companheiro!
 
Se vais para as aulas deduzo que necessites de levar livros!!!  _lol_  Para além do preço, deverás equacionar a capacidade de carga. Os 2 modelos que referes não são uma referência em espaço... Cabe um capacete e mal...
 
Pelo preço da Honda PCX compras a Yamaha Majesty. Vê aqui: http://clubeportuguesmaxiscooters.org/forum/index.php?topic=4066.0
 
Não querendo repetir-me aconselho-te a leres os tópicos deste quadro.
 
Abraço ;)
scooter_   Não há perto nem longe. Há uma Sym GTS 125

Offline Carlujo

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Mai 2010
  • Mensagens: 1030
  • Localidade: São Marcos - Cacém
  • Sexo: Masculino
  • Membro CPM nº 271
  • Marca: Sym
  • Modelo: MaxSym 400i
Re: Escolha da 1ª mota
« Responder #2 em: 15 de Novembro de 2010, 16:17 »
Companheiro, na minha modesta opinião, tira a carta e compra algo mais potente!
Com a tua compleição física e a fazeres AE, com uma 125 vai-te parecer que estás parado... As 125 são algo limitadas quando rodas o punho e mais complicado é com o teu peso e tamanho.
Com 1,85m e com o teu peso não me parece que caibas na PCX...  _Rolley_ Além disso, fazer AE sem qualquer protecção aerodinâmica, o que acontece em ambos os modelos que mencionaste, não deve ser fácil. Se mantiveres a ideia de ficar pelas 125cc, procura algo mais "encorpado" e experimenta, pelo menos, sentar-te na mota, para que vejas se te sentes confortável.
Boas "compras".  _pol_
SYM GTS 125 Evo - 0 km (15/05/2010) até 48.627 Kms. (23/09/2014) Deixou saudades...
Maxsym 400i - 6.155 kms (23/09/2014) até ...

RUI PEDRO

  • Visitante
Re: Escolha da 1ª mota
« Responder #3 em: 15 de Novembro de 2010, 16:19 »
Companheiro eu Tenho uma DAELIM S2, que já vai fazer um aninho dia 26, e está a chegar aos 16.000Km, também sou um "Armário" , quer dizer 1.80m e com aprox. 120Kg. e a bela da S2 aguenta-se à bronca. Faço o Trajecto todos os dias de Almada para Loures e à hora de Almoço vou ao restelo e volto, o que prefaz no final do dia 100 a 105 Km. Por isso já dá para ver o que a pequena têm de aguentar, quanto a espaço debaixo do banco existe bastante, com mais uma top case e é suficiente. Mas isto tudo depende do gosto de cada um, mas eu pelo preço / qualidade, é mais que bom e eu estou satisfeito
Abraço e boas curvas  scooter_ scooter_ scooter_

TOG

  • Visitante
Re: Escolha da 1ª mota
« Responder #4 em: 15 de Novembro de 2010, 18:52 »
Eu tambem tenho uma S2  e apesar de estar satisfeito com ela já começa a saber a pouco, por isso também te aconselho a tirar a carta e comprar uma coisa mais potente, isto se puderes claro  _pol_

paufer

  • Visitante
Re: Escolha da 1ª mota
« Responder #5 em: 15 de Novembro de 2010, 19:23 »
Viva Companheiro

Há pouco mais de um ano atrás, optei por algo semelhante ao que equacionas neste momento. Na altura, Companheiros mais experientes expressaram as suas opiniões apontando os prós e os contras da opção 125cc. A minha escolha apresentava-se ainda mais problemática dado que teria de enfrentar cerca de 150 km diários. Contudo, ainda que as opiniões de indivíduos experimentados fizessem todo o sentido, para mim era impensável iniciar a "construção da casa pelo telhado". Afinal de contas eu nem tinha a certeza se "as duas  rodas" eram a opção certa para mim. Optei pela 125 cc (Sym GTS Evo), comprei nova, em 8 meses fiz 17860 km. Ao fim de três meses a "rolar" com a Sym percebi que fazia cada vez mais sentido evoluir a cilindrada e comecei a tirar a carta de mota. Dei o "pulo" para os 400 cc (e ainda não estou satisfeito _rir_). Neste processo perdi cerca de 1000 euros (desvalorização da Sym), no entanto penso que foi o modo correcto de abordar o assunto. Poderia ter optado por uma "usada" e poupado uns trocos...mas também poderiam surgir avarias...e lá se ia a poupança...como em muitas outras decisões que tomamos, é algo que pode ser influenciado por factores que não controlamos.
Se "cozinhares" todas as opiniões que até agora te foram manifestadas por vários companheiros, percebes rapidamente que todos te estão a fornecer dados úteis para fundamentares uma decisão. Às "cegas" não é fácil....precisas de veres as "meninas". Mesmo de carro podes aparecer numa tertúlia (nós fazemas algumas  _rir_), conversas com os companheiros e esclareces as dúvidas.
Espero não te ter confundido ainda mais  _rir_!

Abraço

Rider

  • Visitante
Re: Escolha da 1ª mota
« Responder #6 em: 15 de Novembro de 2010, 22:49 »
Bem eu posso dizer-te que em Abril comprei uma 125 CC Daelim S2 e em Agosto já estava a comprar a actual Kimco 300.
Quanto aos custos na 1ª troca perdi quase 500 €.
Com esta e ao fim de quase 1.000 km já vou gastar quase 600 € em plásticos + um fato (400 €) + capacete riscado + umas negras + um joelho esfolado que teima em não cicatrizar...
Os custos são sempre relativos.
Quando comprei mota disse para a mulher, isto agora é que vai ser poupar.... _Rolley_
A mulher agora só diz então já poupas-te muito  :-?  . mas ainda diz podia ser pior heim  :-? e de resto andar á pendura é para esqueçer. Enfim alguns amigos que por causa da mota já sairam destas férias diga-se vida.

No fundo acredito que não vou andar mais de mota quando estiver a chover ou isso se preveja, os custos eventualmente associados são brutais, e acreditem é mais por causa disso e não por medo.

Mas como até estamos num país de Sol.

Bom para não ficar (Of-topic)  :) , que bem que sabe acelarar nas maxis é uma liberdade fantástica, e poder fazê-lo sem ser só a ir para o trabalho ainda melhor sabe, por isso a potência a mais é sempre bem vinda.  scooter_