Autor Tópico: Silence 01  (Lida 751 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline EML

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Nov 2018
  • Mensagens: 133
  • Localidade: Porto
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Sym
  • Modelo: Symphony 125 ST
Silence 01
« em: 29 de Novembro de 2019, 23:30 »
Esta Silence 01 está no bom caminho nas scooters elétricas!
Tem baterias amovíveis, piso plano e espaço de arrumação, o que não se vê na concorrência.



O motor é potente: um motor sem escovas alojado dentro da roda traseira que oferece 7 kW de potência nominal com picos de 11 kW (15 hp) , equivalente a uma mota de 125 cc. Com velocidade máxima de 100 km/h e autonomia de cerca de 75 km a 80 km/h.



O preço é que é salgado em Portugal! 6.709.65€ + 500€ de despesas é exagerado ao ultrapassar os 7k.
« Última modificação: 29 de Novembro de 2019, 23:35 por EML »
Sym SymphonY 125 ST (8/2018) - 2,69 l/100 km (5282 Km)

Offline fastnet

  • Assembleia Consultiva
  • MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Ago 2013
  • Mensagens: 2214
  • Localidade: Lisboa
  • Sexo: Masculino
  • Marca: honda
  • Modelo: cbf 125
Re: Silence 01
« Responder #1 em: 30 de Novembro de 2019, 11:15 »
Cada vez mais surgem propostas interessantes no mercado  _pol_
Falta concorrência nesta gama para se terem valores mais realistas.
A vespa elétrica, equivalente a 50cc, custa cerca de 6K. Na mesma gama temos as super soco por cerca de 4K...

O mercado das eléctricas de 2 rodas está mais atrasado que outros veículos, mas só tem de evoluir.
E particular neste segmento faz falta a aposta indiana no mercado nacional.
Sym Symphony 125s, Honda S-Wing 125, Bmw f650 funduro, Honda cbf 125
Honda pcx, a sair da casca Spritmonitor.de" border="0
CB500s, a tímida

Offline Paulo Renato Ferreira

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Jan 2012
  • Mensagens: 1312
  • Localidade: Vila Franca do Rosário
  • Sexo: Masculino
  • "Não há duas, sem três..."
  • Marca: Piaggio
  • Modelo: X10
Re: Silence 01
« Responder #2 em: 30 de Novembro de 2019, 12:18 »
Por enquanto os três principais aspectos que me condicionam numa hipotética adesão, são:
- O preço base
- O valor de €500 de despesas que não compreendo. Procuram-se e fomentam-se alternativas aos combustíveis fósseis e agravam-se os custos de aquisição.
- A autonomia de 75/80 Kms, que é francamente baixa, qualquer passeio que eu queira dar, ficava a meio...

Isto faz-me lembrar quando começou a haver uma maior consciência ambiental e apareceu o papel reciclado. Toda a gente, nomeadamente os diversos Governos, defendiam, em teoria, a mudança de hábitos, mas o papel reciclado era muito mais caro que o papel normal, que raio de incentivo à mudança...

Offline fastnet

  • Assembleia Consultiva
  • MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Ago 2013
  • Mensagens: 2214
  • Localidade: Lisboa
  • Sexo: Masculino
  • Marca: honda
  • Modelo: cbf 125
Re: Silence 01
« Responder #3 em: 30 de Novembro de 2019, 14:51 »
Todas as questões ambientais têm um custo que pode ser significativo, quer para o consumidor e/ou para as empresas.
Nem sempre estamos dispostos a entender e concordar com esse valor adicional  _thumbdown_
Efetivamente, para um motociclo equivalente a 125cc, 500 patacas para documentação parece demasiado…

Edito meu post: após consulta ao site do construtor, vejo que o projeto é financiado, entre outros, pela União Europeia (através de um dos vários fundos para o desenvolvimento)

Possivelmente poderia ter um produto e valor final bem mais interessante, digo eu.

 
« Última modificação: 30 de Novembro de 2019, 15:00 por fastnet »
Sym Symphony 125s, Honda S-Wing 125, Bmw f650 funduro, Honda cbf 125
Honda pcx, a sair da casca Spritmonitor.de" border="0
CB500s, a tímida