Autor Tópico: Madrid en Moto SI  (Lida 167 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline moto2cool

  • MaxiScootard
  • ****
  • Join Date: Mar 2015
  • Mensagens: 2260
  • Localidade: Porto
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Suzuki
  • Modelo: SV 650 A
Madrid en Moto SI
« em: 20 de Dezembro de 2018, 22:43 »

Madrid em Moto Sim, foi um evento com uma participação massiva para que a voz dos motociclistas foi ouvida no fórum da Administração local da Capital da Espanha. Mas além de cobri-lo informativamente, queríamos mergulhar na maior parte da demonstração para saber o que os participantes sentiam. Estes são seus testemunhos:

Perguntámos, sentado em sua própria mota, a alguns participantes de genero, idade e estilo diferentes para entender o mundo de duas rodas; e foi isto que nos disseram:

Antonio, 47, com uma Suzuki Bandit e residente em Madrid diz:
Eu venho, então, homem, reivindicar os direitos da mota, porque é um meio de transporte rápido e ágil e, portanto, não nos classifiquem como um carro no nível da poluição.

Milagros, 30 anos, com Suzuki Gladius e residente também em Madrid, diz:
Eu venho para nos dêem um pouco de liberdade, porque nós estamos pagando impostos, eles  cobram o selo e  não nos deixam circular, eles não nos deixam estacionar ... Tudo são proibições. E além disso, o que a moto faz é ajudar que não haja muita poluição. Se eles também se meterem com os motociclos, como vamos nos deslocar se não aumentarem o transporte público?

Mario, 24, com uma Honda CBR600RR e residente em Las Rozas,  diz:
Eu venho porque é uma pena que nós compramos uma mota para evitar multidões e não nos deixam a opção de ir trabalhar com ela tranquilamente. Especialmente porque só se procura ir para o trabalho com conforto.

Gustavo, 56 anos, com uma BMW K1200RS, reside em Las Rozas e explica assim a razão de sua participação na demonstração de "Madrid em Moto Sí":
Eu vim protestar contra uma equipe do governo municipal absurda, ridícula e patética que, em vez de administrar e organizar as coisas como Deus manda, dedica-se a dizer asneiras como
um motociclo polui mais do que um carro.

Havia mais, mais alguns que nos deixaram seus comentários off the record , e ainda mais, logicamente, aqueles que tivemos a oportunidade de ouvir durante todo o evento, tantos que transformaram as principais artérias da capital num clamor popular sobre duas rodas que, por pura força da lei natural, têm que ter peso quando os responsáveis ​​pela circulação de Madrid tomam uma decisão  sobre a mobilidade de motocicletas no centro de Madrid e, dependendo das circunstâncias, em sua arredores.

https://www.soymotero.net/manifestacion-en-madrid-los-testimonios-de-madrid-en-moto-si-27677
Spritmonitor.de" border="0 Suzuki SV650A "Back to Classics"
"Viver a vida não é esperar que a tempestade passe, é aprender a andar à chuva"