Autor Tópico: O que avaliar numa Scooter comprada em 2ª mão  (Lida 1926 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Cruz

  • Visitante
O que avaliar numa Scooter comprada em 2ª mão
« em: 19 de Dezembro de 2017, 15:46 »
Boa tarde!

Desde já peço desculpa se este tópico estiver mal localizado, mas pareceu-me ser o mais indicado, dentro do tema que era.

Ora bem, moro na margem sul e como com certeza muitos outros utilizadores daqui do fórum sabem as graças dos transportes por aqui  ::), nesse sentido já à bastante tempo considero a compra de uma scooter para me deslocar essencialmente para a estação(10 mins) e ocasionalmente para Lisboa em emergências(70/80km ida e volta). Tendo em conta que só à meia dúzia de anos é que aprendi a andar de bicicleta tenho algum receio que não me adapte bem a uma scooter, por isso fiz um pouco de pesquisa e encontrei as scooters de 3 rodas que, segundo dizem, são um tanto mais seguras no que toca a situações de piso molhado, buracos e afins.
A minha escolha recaiu sobre a Yamaha Tricity pelo seu preço e baixa potência.
Já comprei 2 carros usados e sei exactamente o que ver para tentar a ter a certeza que o carro está nas melhores condições possíveis, mas no caso das scooters estou completamente à nora.
Posto isto:
Até quantos km é aceitável uma scooter em 2ª mão ter?
Que níveis de óleos e afins devemos ver e onde?
Que tipo de test drive devo fazer para saber o que está bem ou não?
Que outras verificações recomendam?

Ainda aproveito para perguntar se conhecem alguma escola aqui na margem sul ou mesmo Setúbal que tenha aulas de Scooter, uma vez que quero tirar teimas antes de avançar para a compra de uma, só encontrei a Escola Honda, mas 130€ por 1 aula parece-me muito puxado.

Obrigada! ;D
Cruz

Offline NSilva

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Out 2016
  • Mensagens: 1236
  • Localidade: Lisboa
  • Sexo: Masculino
  • Marca: SYM
  • Modelo: GTS 300i EVO
Re: O que avaliar numa Scooter comprada em 2ª mão
« Responder #1 em: 19 de Dezembro de 2017, 17:01 »
Olá Cruz! Bem-vindo ao fórum!   _palmas_
Atenção ao estacionamento perto das estações... Infelizmente é onde o amigo do alheio aparece mais  _thumbdown_
Quanto à mota em si e na minha opinião, muito mais de 20.000kms já não interessa.
Analisar as quedas (se as teve) e respetivo livro de revisões carimbado

Manual de Utilizador: Yamaha Tricity 125 - Pode esclarecer alguma questão que tenhas  _pol_ (Está em Inglês)
Como é uma mota que pouco ou nada conheço, aguarda mais um tempo que a malta que percebe disto vai chegar e respondem logo a todas as questões

Boas curvas e boa sorte !

Offline n8rodriguez

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Out 2017
  • Mensagens: 136
  • Localidade: Lisboa
  • Sexo: Masculino
Re: O que avaliar numa Scooter comprada em 2ª mão
« Responder #2 em: 19 de Dezembro de 2017, 17:42 »
Os kms e sempre relativo. Eu pouco ligo aos Kms, aliás a minha já conta uns bons kms e se correr bem faz outros tantos  scooter_

A primeira coisa a analisar é o preço, tendo um bom preço ficamos sempre salvaguardados em questões de futuros investimentos ou reparações.

Esteticamente olho sempre para os plásticos perceber se os encaixes estão ok, se já conheceres a mota procurar sempre detalhes dos mesmos que te pareçam menos resistentes.
A nível de mecânica cor do óleo , o barulho dela e importante, convém haver ponto de comparação aqui também é o mais importante um test drive andar nela, puxar travar ver todas as luzes e perceberes se está tudo ok ou existe algo fora do padrão original

Pesquisa bem na internet e uma ferramenta útil , posso dizer que até hoje comprei 3 motas e consegui sempre excelentes negócios pois quando ia ver determinado modelo já o conhecia bem e conseguia analisar a vantagem e desvantagem do negócio.

Quando ao 2 cá 3 rodas acho que é um mito, e a adaptação podes ir em frente sem medo, todas as pessoas que se converteram que conheço não voltaram atrás, provavelmente não é a melhor altura do ano para te iniciares (conheço motards muito experientes que não saem com chuva) mas pensa que tens a vantagem que é a altura do ano que se faz melhores negócios

Offline Americano

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Jan 2015
  • Mensagens: 1418
  • Localidade: Oeiras
  • Sexo: Masculino
  • CPM : 7337
  • Marca: Suzuki
  • Modelo: Burgman 125
Re: O que avaliar numa Scooter comprada em 2ª mão
« Responder #3 em: 19 de Dezembro de 2017, 17:51 »
Quer dizer que compro uma mota com 10.000 kms e se por acaso andar com ela e tiver 30.000 kms é para deitar para o lixo

porque "não interessa" com essa é que me lixaste....  _pensador_  _lol_ _lol_

Vendi uma Sym VS 125 com 41.000 kms a um stand e eles venderam a um cliente que ainda anda ai já com mais de 50.000 kms.

Tenho de avisar o dono que está na hora de deita-la fora porque "não interessa"   _lol_ _lol_ _lol_

So tu para me fazeres rir num dia de stress.... _pol_ _pol_

Grande abraço Nuno
Não sejas negativo....pensa positivo.
Artur Santos

Offline NSilva

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Out 2016
  • Mensagens: 1236
  • Localidade: Lisboa
  • Sexo: Masculino
  • Marca: SYM
  • Modelo: GTS 300i EVO
Re: O que avaliar numa Scooter comprada em 2ª mão
« Responder #4 em: 19 de Dezembro de 2017, 17:55 »
Americano são opiniões
Eu, pessoalmente, não compraria uma mota com mais de 20.000km's e já o facto de ter tantos, era duvidoso  _thumbdown_
Para mim, enquanto cliente e possível comprador de uma mota, com estes km's já não serve até porque a garantia por norma, já foi ao ar
Cá em casa não se compram motas "muito usadas".

Quanto ao deitar fora por ter muitos km's.... Não se aplica. temos a maxsym com quase 40.000kms e a minha com 80.000kms.
Uma comprada nova e a outra com menos de 20.000km's  _pol_

Um abraço americano boa semana

Cruz

  • Visitante
Re: O que avaliar numa Scooter comprada em 2ª mão
« Responder #5 em: 19 de Dezembro de 2017, 18:57 »
Boas

Obrigada a todos pelas respostas!
NSilva - obrigada pelo manual, vai ajudar bastante! Quanto ao estacionamento ainda é algo a considerar de facto, nada que alguma precaução não ajude :)
A minha questão com os Km é saber a "vida útil" que terei irei tirar do meu investimento, se num carro algo acima dos 250mkm em gasolina já começa a ser muito, porque implica já ter havido uma serie de revisões que nunca se tem 100% que foram feitas, logo baixa a confiança naquele motor, dai a perguntar o mesmo relativamente a scooters, pois sei bem que a vida útil é bem menor.
n8rodriguez -Quanto às pesquisas na internet isso é certo :p e quanto à experiência é algo que será com calma, quero andar 1º numas à experiência antes, o meu receio não é não gostar mas sim não conseguir, pq acho que não há melhor para andar no transito do que 2 rodas.


Offline n8rodriguez

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Out 2017
  • Mensagens: 136
  • Localidade: Lisboa
  • Sexo: Masculino
Re: O que avaliar numa Scooter comprada em 2ª mão
« Responder #6 em: 19 de Dezembro de 2017, 19:07 »
Como disseram acima os kms é relativo, para mim faz parte da historia da mesma , a minha tem 66000  scooter_


Mas o mais importante também te digo, Sorte

Offline NSilva

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Out 2016
  • Mensagens: 1236
  • Localidade: Lisboa
  • Sexo: Masculino
  • Marca: SYM
  • Modelo: GTS 300i EVO
Re: O que avaliar numa Scooter comprada em 2ª mão
« Responder #7 em: 19 de Dezembro de 2017, 20:16 »
Deixo ainda aqui uma análise à tricity

Yamaha Tricity 125 - Gosto de Scooters

CarlaLopes

  • Visitante
Re: O que avaliar numa Scooter comprada em 2ª mão
« Responder #8 em: 20 de Dezembro de 2017, 01:44 »
Boa noite, para mim 20 mil km não é muito, ainda por cima sendo como primeira  Scooter para treinares.
Compra uma leve e com que chegues com os pés ao chão, pois apesar de precisares do equilíbrio, não é uma bicicleta.
Acho que podes perguntar nas escolas de condução se eles te podemdar umas aulas ( pagas ) claro.
Vai dando notícias.

Offline Ccarvalho

  • Moderador Global
  • MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Dez 2014
  • Mensagens: 1360
  • Localidade: Amadora
  • Sexo: Masculino
O que avaliar numa Scooter comprada em 2ª mão
« Responder #9 em: 20 de Dezembro de 2017, 07:51 »
A questão da kilometragem é relativa. No caso de uma 125cc, depende muito do percurso efetuado antes, se tiver feito muita autoestrada ou via rápida é normal ter mais desgaste do que uma que andou apenas em cidade, uma vez que, no primeiro caso, normalmente, andam sempre a fundo. Mesmo assim, caso o anterior dono tiver respeitado as revisões, não deverá haver problemas.
Seria recomendável no teu caso levares alguém com experiência quando fores ver a mota para a testar e detetar uma eventual falha. Se a compra for feita a um particular, ainda mais se justifica. Há aqui vários companheiros da margem sul que não se deverão importar de te ajudar nessa tarefa.
Sobre as aulas de condução, esquece as escolas de condução, essas só te ensinam o que precisas para passar nos exames. A escola da Honda ensina técnicas de condução defensiva que não irás aprender em mais lado nenhum, é útil até em motociclistas já com muitos anos de estrada.
Acrescento ainda um tema que ninguém referiu, quando tiveres a mota não te esqueças do equipamento de proteção, capacete (obrigatório), blusão e luvas. Dá preferência ao equipamento de boa qualidade, pode ser um pouco mais caro no imediato mas dura mais tempo e protege-te melhor em caso de queda.
« Última modificação: 20 de Dezembro de 2017, 07:57 por Ccarvalho »

Offline mpaneves

  • Super MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Abr 2013
  • Mensagens: 3041
  • Localidade: sintra-cascais
  • Sexo: Masculino
  • Mebro nº 5131
Re: O que avaliar numa Scooter comprada em 2ª mão
« Responder #10 em: 20 de Dezembro de 2017, 08:37 »
Os km não são importantes se teve o cuidado necessário ou suficiente.
Eu só compraria uma scooter em segunda mão se conhecesse o anterior dono , pois rodagens mal feitas ,arranques a frio sem cuidado ,punhos sempre trancados,pontos de ferrugem etc, sao o prato do dia em 90%delas,há excepções claro que são de aproveitar.
casal k 50--sis saschs 50--yamaha target 50--yamaha aerox 50--yamaha neos50--yamaha aerox 50--yamaha bws 125--yamaha xcity125--honda cbf 125--kymco kxct125
kymco xciting400
Membro:5131
Marco Neves

Offline Mercurio

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Out 2013
  • Mensagens: 473
  • Localidade: Lisboa
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Yamaha
  • Modelo: Xmax 250
Re: O que avaliar numa Scooter comprada em 2ª mão
« Responder #11 em: 20 de Dezembro de 2017, 11:12 »
NSilva, onde objectaivamente arranjaste esse número de 20000 km?
Porque não 18 mil ou 22 mil... ??

Não precisas responder, tiraste-o da cartola da ignorância. Obviamente, a engenharia mecânica não é o teu percurso academico
Repara, se vens para aqui inventar dogmas não ajudas ninguém.
"Não comprarás motas com mais de 20 mil kilómetros". Enfim...

Uma scooter que respeita a manutenção recomendada pela fabricante e tem um dono minimamente cuidados dura muito para lá dos fatídicos 20 mil kilómetros.
Tenho um vizinho com uma Xmax 125 com 130 mil kilómetros (sacrilégio!) e segue impecável.

Nisto  de comprar viaturas em 2a mão talvez a melhor dica que me deram foi olhar mais para o dono que para a viatura.
Um dono calmo e que mostra que percebe de mecânica e tem a scooter em bom estado é sempre melhor que um puto com o boné ao contrário é que afirma que "isto anda comó cara**o".

Objectivamente, se a scooter está em bom estado geral, tem um trabalhar "redondo" e foi bem mantida é provavelmente uma compra segura. Mais km, menos km.

Offline NSilva

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Out 2016
  • Mensagens: 1236
  • Localidade: Lisboa
  • Sexo: Masculino
  • Marca: SYM
  • Modelo: GTS 300i EVO
Re: O que avaliar numa Scooter comprada em 2ª mão
« Responder #12 em: 20 de Dezembro de 2017, 12:42 »
Vamos lá por as coisas como deve de ser que já não estou a achar piada à conversa e a certo tipos de comentários de pessoas ignorantes.
Referi alguma vez que era o que o companheiro deveria fazer ? Meu amigo referi no meu primeiro comentário que era a minha opinião, logo se andou na escola, aprendeu que a deve respeitar, ou não ?
De outro modo, também não referi que eram especificamente 20.000kms, referi sim que muito mais de 20.000 PARA MIM já não interessa.
O CPM é feito de opiniões e conselhos só os aceita quem quer meu amigo.
Vens para aqui dar a tua opinião ou criticar a dos outros ? É que se o meu comentário não foi "útil", porque de certa forma foi, o teu foi ? Ou vieste aqui atirar postas de bacalhau ?

Meu amigo, uma mota que saiu perto de 2014, com mais de 20.000kms, para mim já não serve. Custa a engolir ? Temos pena.
Pelo teu comentário, observo que avalias mais o dono. Se for uma mulher bonita compra logo? Sinceramente... Se for de stand então, faço ideia
Quantos companheiros do CPM compram motas novas ? Ah calma, devem ser criticados também! Deviam ter comprado com mais de 20.000kms.... Sinceramente  _martelada_
E por fim, vou voltar a repetir.
Tenho uma GTS 300i evo com 80.000 e não a vou trocar já que o valor comercial dela não é grande coisa e como não dá problemas, também cá fica.

Companheiro mercurio, que tal trocar a sua montada pela do seu vizinho ? Já que os KMS não fazem diferença, porque é que a sua não tem 200.000km?
Sinceramente veio aqui atirar postas de pescada, mas com pessoas insignificantes estou eu habituado a lidar todos os dias
Passem bem.
« Última modificação: 20 de Dezembro de 2017, 12:43 por NSilva »

Cruz

  • Visitante
Re: O que avaliar numa Scooter comprada em 2ª mão
« Responder #13 em: 20 de Dezembro de 2017, 13:15 »
NSilva - Obrigada pelo tópico, ainda me convenceu mais que a tricity é a melhor para mim  ;D
CarlaLopes - é mesmo isso que estou a tentar fazer =)
Ccarvalho - quanto à escola da Honda acredito que seja uma boa escolha e até não me importaria de ir para apreender, o meu caso é mesmo o preço meio puxado da aula em si, se o pai natal for generoso se calhar tenho sorte xD e quanto ao equipamento é algo que já ando a dar uma vista de olhos e algo que sei que vai ser um investimento alem da mota :)

Quanto às restantes opiniões em relação aos Km, como a minha escolha está a recair sobre a Yamaha tricity e esta é uma scooter relativamente recente, 1º não há muitas à venda, 2º as que tenho visto até à data nem 10.000km tem, algumas até tem pouco mais de 1000/2000km por isso será algo quase novo no que toca a rodagem, como disse anteriormente apenas queria ter uma ideia dos km que um motor faz até morrer(ou estar perto disso) para ter uma ideia, eu compreendo perfeitamente o que dizem, uma scooter bem cuidada pode rodar imensos km, mas enquanto eu sei que tratei bem os meus carros e que fizeram as revisões a tempo e com os melhores óleos e afins possíveis, a realidade é que não faço ideia o que passaram antes de os comprar, como compradora e não vendedora sei qual é esse receio, o meu 1º carrinho parecia que tinha andado na guerra onde o antigo dono claramente pouca ou nenhuma paixãozinha tinha pelo mesmo, depois de o comprar fui ver que nem o filtro de ar tinha! Dai o meu receio, quero saber o que devo ver onde devo mexer para ter a certeza que vou fazer uma escolha certa.

Offline mpaneves

  • Super MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Abr 2013
  • Mensagens: 3041
  • Localidade: sintra-cascais
  • Sexo: Masculino
  • Mebro nº 5131
Re: O que avaliar numa Scooter comprada em 2ª mão
« Responder #14 em: 20 de Dezembro de 2017, 13:25 »
Ok
Vê se tem revisão feita,mas faz depois uma limpeza no vareador e embraiagem, vê o i filtro de ar e os respiradores,vê a vela também e  por final vê como está o óleo,depois das uma volta e vês se faz algum ruído estranho e o seu comportamento.
« Última modificação: 20 de Dezembro de 2017, 13:25 por mpaneves »
casal k 50--sis saschs 50--yamaha target 50--yamaha aerox 50--yamaha neos50--yamaha aerox 50--yamaha bws 125--yamaha xcity125--honda cbf 125--kymco kxct125
kymco xciting400
Membro:5131
Marco Neves

Offline Mercurio

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Out 2013
  • Mensagens: 473
  • Localidade: Lisboa
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Yamaha
  • Modelo: Xmax 250
Re: O que avaliar numa Scooter comprada em 2ª mão
« Responder #15 em: 20 de Dezembro de 2017, 13:41 »
NSilva, as opiniões sem fundamento de experiência ou conhecimento técnico são simplesmente inúteis.
E repara, se uma pessoa for da opinião que o Nazismo é um excelente projecto social deve de ser "respeitado" ?
As opiniões caem ou vencem pelo seu próprio mérito.

Como pode a tua opinião que, "para ti uma mota com mais de 20.000 km não serve" ajudar o nosso colega?
Como pode este argumento evoluir o assunto? Que mérito tem?

O comentar sexista da mulher é igualmente contraproducente. Se for alguém que encaixa no perfil do usuário descrito não importa o genro, raça, idade, religião ou orientação sexual...

O meu vizinho foi usado para ilustrar, com um caso concreto, a menor importância dos kilómetros na escolha da mota usada. Como tu próprio dizes, a tua scooter tem 80k kilómetros e... Sempre a bombar, daí a pergunta de onde ou que justificação possível podes dar ao número de 20 mil km.
Pensa antes de escreveres, saúde, umas valentes postas de Bacalhau para o Natal e cuidado na estrada.

Ao nosso colega Cruz, a Tricity é uma escolha segura e com um motor com provas dadas.
Se tiveres hipótese de fazer um bom negócio e, de novo, se a mota tiver em bom estado geral, força.

A Honda faz uns cursos de condução em scooter (introdução e técnicas de condução em seguranca) em Palmela.
Encontras facilmente informação na net .
Como somos vizinhos, se necessitares de QQ coisa específica, mana PM.

PS
http://www.honda.pt/motorcycles/experience-honda/escola-de-pilotagem-honda.html
« Última modificação: 20 de Dezembro de 2017, 13:45 por Mercurio »

Offline NSilva

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Out 2016
  • Mensagens: 1236
  • Localidade: Lisboa
  • Sexo: Masculino
  • Marca: SYM
  • Modelo: GTS 300i EVO
Re: O que avaliar numa Scooter comprada em 2ª mão
« Responder #16 em: 20 de Dezembro de 2017, 13:57 »
Mercúrio não tenho mais nada a apontar.
Acho que existe aqui um forte problema de interpretação. Em momento algum referi que uma mota com mais de 20.000kms não servia, referi sim e vou novamente citar que: enquanto cliente é possível comprador de uma mota e sendo a tricity uma geração recente, mais de 20.000kms (usada) para mim já não interessa e vou manter essa opinião durante o resto da minha vida (penso eu...)
Conheço quase a 80% o plano de revisões da minha mota e posso afirmar que no caso da GTS, 20.000kms já pedem algumas intervenções que nem todos os stands, com os seus técnicos, sabem fazer

Feliz natal a todos

Enviado do meu HUAWEI VNS-L31 através do Tapatalk


Cruz

  • Visitante
Re: O que avaliar numa Scooter comprada em 2ª mão
« Responder #17 em: 21 de Dezembro de 2017, 19:50 »
mpaneves - Obrigada era mesmo isso que necessitava de saber :)
Mercurio - obrigada pelas dicas e a disponibilidade ^^


Offline Rafael Ala

  • MaxiScootard Júnior
  • *
  • Join Date: Jan 2018
  • Mensagens: 2
  • Localidade: Amadora
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Sym
  • Modelo: Gts 125
Re: O que avaliar numa Scooter comprada em 2ª mão
« Responder #18 em: 15 de Janeiro de 2018, 10:03 »
Bom dia eu tenho uma SYM 125 e tem 52.000km ta na oficina e tou a ver que  vai levar tudo novo, misturava água com óleo, desde bomba de agua, carter e agora no oleo da embraiagem foram encontradas limalhas, mais uma despesa, ja la vou com 300 só em peças.
A embraiagem quanto custará?
Abraço
Rafael Ala ( iniciei hoje no forum)