Autor Tópico: Um veículo bateu em mim e fui bater noutro. O que fazer?  (Lida 598 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline Nuno B.

  • MaxiScootard Júnior
  • *
  • Join Date: Set 2014
  • Mensagens: 13
  • Localidade: Vila Nova de Gaia
  • Sexo: Masculino
Um veículo bateu em mim e fui bater noutro. O que fazer?
« em: 09 de Novembro de 2017, 21:53 »
Boas,

Hoje o dia não terminou da melhor maneira. Na VCI perto das 19h estava parado no trânsito quando um carro veio contra mim e eu não consegui evitar bater noutra viatura. Felizmente não caí nem me magoei mas o guarda lamas traseiro da Sym ficou em mal estado como se vê na foto. A parte por baixo da matrícula ficou a raspar na roda. Com alguma força tentei afasta-lo mas mesmo assim ainda raspa um pouco.
O carro que originou tudo não teve nada, eu à frente fiquei com o guarda lamas com um pequeno risco e o carro da frente ficou com o para-choques com uns riscos.
Fizemos 2 declarações: uma comigo e com o da frente e outra com o de trás e comigo.
Agora qual é a melhor forma de avançar com isto?
Pelo que sei quem me bateu é que deve participar e eu tenho que ficar à espera que me contactem. Mas o da frente também vai querer arranjar o para-choques só que a declaração amigável só tem espaço para 2 viaturas...
Outra questão é, posso tentar partir aquele plástico que está a roçar na roda ou é melhor parar a mota?

Obrigado.

Sent from my Nexus 6P using Tapatalk


Offline scarreira

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Mai 2017
  • Mensagens: 100
  • Localidade: Leiria/Lisboa
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Honda
  • Modelo: 125
Re: Um veículo bateu em mim e fui bater noutro. O que fazer?
« Responder #1 em: 09 de Novembro de 2017, 22:18 »
a situação das 2 declarações está correcta, todos os intervenientes tem 8 dias para comunicar às respectivas companhias... é bom k te mexas senão os seguros vão demorar...
espero que tenhas tirado 2 ou 3 fotos com os veículos no local (sempre é uma prova de como supostamente aconteceu...
não sofres -te nada? espero que não pk o efeito chicote no pescoço dói um bom bocado... aguarda por amanhã a ver se não tens mesmo nada... é o nosso problema nas 2 rodas é sermos muito vulneráveis aos enlatados...
Acima de tudo Segurança!!!!!
Honda NX650 Dominator
Honda PCX 125 9800/13800 km`s  scooter_ scooter_
honda 5225 km`s / ...

Offline Americano

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Jan 2015
  • Mensagens: 895
  • Localidade: Oeiras
  • Sexo: Masculino
  • CPM : 7337
  • Marca: Malaguti
  • Modelo: Madison 125
Re: Um veículo bateu em mim e fui bater noutro. O que fazer?
« Responder #2 em: 09 de Novembro de 2017, 22:42 »
O carro que te bateu por trás será o culpado e a seguradora vai ter de pagar o arranjo da tua mota e o parachoques do carro á frente. Aconteceu-me isso mas num enlatado que esteve 3 carros envolvidos e a seguradora do que bateu-me por trás pagou tudo. Vamos ver o que acontece mas não os largues até estar resolvido.
Artur Santos

Offline piedade

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Nov 2013
  • Mensagens: 459
  • Localidade: Odivelas
  • Sexo: Masculino
  • Marca: SYM
  • Modelo: MAXSYM400iABS
Re: Um veículo bateu em mim e fui bater noutro. O que fazer?
« Responder #3 em: 09 de Novembro de 2017, 23:00 »
Companheiro,

Ainda bem que sofres-te nada. Sobre a questão dos seguros está tudo dito, agora o andar com a mota... acho que é de evitar, pode ter ficado com mais algum problema não visível directamente e depois como 1 azar nunca vem só, imagina que tens mais algum problema entretanto?

Um abraço e que tudo se resolva rapidamente.
Piedade

Offline rumabrica

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Abr 2014
  • Mensagens: 252
  • Localidade: Oliveira de Azeméis
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Honda
  • Modelo: Integra
Re: Um veículo bateu em mim e fui bater noutro. O que fazer?
« Responder #4 em: 10 de Novembro de 2017, 01:22 »
É melhor parar a mota até o perito ver e mandar arranjar.
Por vezes não parece nada e não é bem assim, todos os apoios de motor devem ter sofrido(ou não) com a pancada e até mesmo a suspensão.
Votos para que tudo se resolva depressa e não esqueçam quando param em semáforos nunca parem a meios dos carros , sempre de lado.

Offline JViegas

  • MaxiScootard
  • ****
  • Join Date: Set 2013
  • Mensagens: 1589
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Honda
  • Modelo: Forza 300 ABS
Re: Um veículo bateu em mim e fui bater noutro. O que fazer?
« Responder #5 em: 10 de Novembro de 2017, 09:36 »
Companheiro, ainda bem que não aconteceu nada contigo.

Tal como te referiram, não mexas na maxiscooter. O perito necessita de ver o estado em que ficou a maxi.
Participa imediatamente ao teu mediador/seguradora, entregando a declaração amigável (aquela que fizeste com o condutor em que bateste).
Seria ideal juntar a cópia da outra declaração que fizeste com quem te bateu.

Apesar de não ser possível identificar mais do que duas viaturas na declaração existem espaços onde se pode incluir outros envolvidos no acidente assim como no croqui poder-se desenhar os envolvidos.

É extremamente importante relatar bem o sucedido e envolver todos os participantes no acidente.

A recolha de imagens começa cada vez mais a fazer sentido.



Há uns anos, estava parado em fila (enlatado), na saída do eixo norte-sul para a segunda circular, uma viatura que seguia em frente, não se desviou a tempo da faixa mais à direita e embateu em duas viaturas antes da minha, indo embater (imobilizando-se) num outra que estava à frente do meu carro.

Pelo embate sofrido, essa viatura que "amparou" a viatura que provocou o acidente, embateu na viatura da frente e por conseguinte a outra viatura embateu numa outra (lembro que estávamos todos em fila).

As declarações foram feitas entre a viatura que embateu nas 4 viaturas (incluída a minha) e os restantes condutores fizeram declarações independentes. No entanto foi informado nessas declarações que o acidente foi provocado pelo embate de uma outra viatura que "empurrou" os restantes (pela força do acidente/velocidade) as restantes.

Não sei como ficou a situação, ou seja, se os condutores que não sofreram o embate da viatura causadora do acidente foram ressarcidos dos danos que sofreram.

Offline fastnet

  • Moderador Global
  • MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Ago 2013
  • Mensagens: 1777
  • Localidade: Lisboa
  • Sexo: Masculino
  • Marca: honda
  • Modelo: cbf 125
Re: Um veículo bateu em mim e fui bater noutro. O que fazer?
« Responder #6 em: 10 de Novembro de 2017, 10:07 »
Felizmente, pelo menos aparentemente, a questão não passou de chapa e plásticos.
Como foi dito, qualquer das partes pode/deve entregar a declaração junto da seguradora.
Convêm que seja no menos curto espaço de tempo, pois estas coisas demoram sempre. 
Aguarda pela peritagem à tua mota mesmo que isso implique paragem da mesma.
Sym Symphony 125s, Honda S-Wing 125, Bmw f650 funduro
Honda cbf 125, em rodagem Spritmonitor.de" border="0
Honda pcx, a sair da casca Spritmonitor.de" border="0

Offline Élio

  • Super MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Set 2010
  • Mensagens: 3937
  • Localidade: Agualva - Cacém
  • Sexo: Masculino
  • Carpe Diem & Scooter Spirit
  • Marca: Suzuki
  • Modelo: Burgman AN650/Z
Re: Um veículo bateu em mim e fui bater noutro. O que fazer?
« Responder #7 em: 10 de Novembro de 2017, 12:03 »
Extremamente importante na declaração:
data hora e local do acidente
Todas as colunas do meio devidamente assinaladas
Se possível sacar logo uma declaração de culpa (apesar e a companhia poder achar o contrário)
Testemunhas
Pelo que sei, a companhia após recepcionar  a declaração tem 48 horas para marcar a peritagem. Depois da peritagem tem outras 48 horas para se pronunciar. (acho que em dias úteis)
Já aqui disseram para veres bem se tens dores no pescoço, etc.

Que te corra tudo pelo melhor
X-Max 250 --- Xciting 500Ri ABS --- Suzuki Burgman 650 Executive --- Suzuki Burgman AN650/Z
Membro CPM 758


Offline Rufido

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Nov 2013
  • Mensagens: 849
  • Localidade: Oeiras
  • Sexo: Masculino
  • Respeito, muito respeito pelos outros e pela máqª
  • Marca: Gilera
  • Modelo: Nexus 500
Re: Um veículo bateu em mim e fui bater noutro. O que fazer?
« Responder #8 em: 10 de Novembro de 2017, 12:38 »
e como ficaste privado do teu meio de transporte, guarda todos os comprovativos das viagens efectuadas no decorrer do processo até ficar resolvida a situação, para que sejas devidamente ressarcido.
Rui

Offline Nuno B.

  • MaxiScootard Júnior
  • *
  • Join Date: Set 2014
  • Mensagens: 13
  • Localidade: Vila Nova de Gaia
  • Sexo: Masculino
Re: Um veículo bateu em mim e fui bater noutro. O que fazer?
« Responder #9 em: 10 de Novembro de 2017, 18:05 »
Boas,

Obrigado pelas sugestões.

Hoje fui de manhã falei com o que me bateu e ele ao final da manhã ligou-me a confirmar que já tinha feito a participação.
Fui também à seguradora dele apresentar as 2 declarações. A senhora registou a minha entrega como "reclamação" e disse que eu devia ir à minha seguradora entregar as declarações. Em sistema ainda não aparecia a participação do culpado (também ele apenas tinha participado menos de 1 hora antes e se fio no mediador pode não entrar logo em sistema).
Fui então à minha seguradora e aqui a senhora disse que eu não tinha que ter ido lá pois a seguradora do culpado é que tinha que me contactar e avançar com o processo. De qualquer forma como eu embati no da frente ficou com cópias das declarações e assegurou-me que mesmo que o dono do veículo da frente for lá, a culpa será imputada ao de trás. Indicou-me também que se até segunda, terça-feira não me contactarem, ligar eu para a seguradora do culpado a solicitar uma peritagem.

Aparentemente o culpado continua bastante prestável e a dar-se como tal. O problema é que as companhias não devem gostar de gastar.

Vamos ver como corre.


Offline Americano

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Jan 2015
  • Mensagens: 895
  • Localidade: Oeiras
  • Sexo: Masculino
  • CPM : 7337
  • Marca: Malaguti
  • Modelo: Madison 125
Re: Um veículo bateu em mim e fui bater noutro. O que fazer?
« Responder #10 em: 10 de Novembro de 2017, 19:34 »
Boas,

Obrigado pelas sugestões.

Hoje fui de manhã falei com o que me bateu e ele ao final da manhã ligou-me a confirmar que já tinha feito a participação.
Fui também à seguradora dele apresentar as 2 declarações. A senhora registou a minha entrega como "reclamação" e disse que eu devia ir à minha seguradora entregar as declarações. Em sistema ainda não aparecia a participação do culpado (também ele apenas tinha participado menos de 1 hora antes e se fio no mediador pode não entrar logo em sistema).
Fui então à minha seguradora e aqui a senhora disse que eu não tinha que ter ido lá pois a seguradora do culpado é que tinha que me contactar e avançar com o processo. De qualquer forma como eu embati no da frente ficou com cópias das declarações e assegurou-me que mesmo que o dono do veículo da frente for lá, a culpa será imputada ao de trás. Indicou-me também que se até segunda, terça-feira não me contactarem, ligar eu para a seguradora do culpado a solicitar uma peritagem.

Aparentemente o culpado continua bastante prestável e a dar-se como tal. O problema é que as companhias não devem gostar de gastar.

Vamos ver como corre.


Nem mais.....vai tudo ser encaminhado a teu favor....... _pol_ _pol_ _pol_
Artur Santos

Offline Nuno B.

  • MaxiScootard Júnior
  • *
  • Join Date: Set 2014
  • Mensagens: 13
  • Localidade: Vila Nova de Gaia
  • Sexo: Masculino
Re: Um veículo bateu em mim e fui bater noutro. O que fazer?
« Responder #11 em: 13 de Novembro de 2017, 11:31 »
Follow up:
Ligaram-me hoje de manhã da seguradora para marcar a peritagem para amanhã. Supostamente o perito vai-me ligar ainda hoje para marcar uma hora. Disseram ainda que vai ser uma peritagem condicional para avaliar os valores de reparação pois a companhia ainda está a "averiguar as circunstâncias do sinistro"...
Depois terei que aguardar que a companhia dê o OK para reparar. Questionei o que significa isso de estarem a avaliar as circunstâncias e informou-me que é normal esta averiguação prévia. A ver.


Offline Americano

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Jan 2015
  • Mensagens: 895
  • Localidade: Oeiras
  • Sexo: Masculino
  • CPM : 7337
  • Marca: Malaguti
  • Modelo: Madison 125
Re: Um veículo bateu em mim e fui bater noutro. O que fazer?
« Responder #12 em: 13 de Novembro de 2017, 11:48 »
É normal que façam uma peritagem condicional, são palavras "caras" que eles usam.
Vai tudo correr bem.
Artur Santos

Offline moto2cool

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Mar 2015
  • Mensagens: 1443
  • Localidade: Porto
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Suzuki
  • Modelo: SV 650 A
Re: Um veículo bateu em mim e fui bater noutro. O que fazer?
« Responder #13 em: 13 de Novembro de 2017, 16:56 »
A peritagem é sempre condicional porque é feita antes da decisão da imputação da responsabilidade, por causa dos prazos serem muito curtos.
Depois vão dizer qual a percentagem de culpa (responsabilidade) atribuída a cada um.



« Última modificação: 15 de Novembro de 2017, 22:17 por moto2cool »
Spritmonitor.de" border="0 Suzuki SV650A "Back to Classics"
"Viver a vida não é esperar que a tempestade passe, é aprender a andar à chuva"

Offline fastnet

  • Moderador Global
  • MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Ago 2013
  • Mensagens: 1777
  • Localidade: Lisboa
  • Sexo: Masculino
  • Marca: honda
  • Modelo: cbf 125
Re: Um veículo bateu em mim e fui bater noutro. O que fazer?
« Responder #14 em: 13 de Novembro de 2017, 19:43 »
A peritagem é sempre condicional porque é feita antes da decisão da imputação da responsabilidade, por causa dos prazos serem muito curtos.
Depois vão dizer qual a percentagem de culpa (responsabilidade) atribuída a cada um.

Enviado do meu Aquaris M5 através de Tapatalk

A peritagem é condicional ou a reparação é que é condicionada pelo apuramento dos outros trâmites ?
Sym Symphony 125s, Honda S-Wing 125, Bmw f650 funduro
Honda cbf 125, em rodagem Spritmonitor.de" border="0
Honda pcx, a sair da casca Spritmonitor.de" border="0

Offline Americano

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Jan 2015
  • Mensagens: 895
  • Localidade: Oeiras
  • Sexo: Masculino
  • CPM : 7337
  • Marca: Malaguti
  • Modelo: Madison 125
Re: Um veículo bateu em mim e fui bater noutro. O que fazer?
« Responder #15 em: 13 de Novembro de 2017, 19:46 »
A peritagem é condicional ou a reparação é que é condicionada pelo apuramento dos outros trâmites ?

As peritagens são condicionadas para ver se o valor do arranjo é superior ao valor da viatura.
Já passei por isto algumas vezes.
Artur Santos

Offline moto2cool

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Mar 2015
  • Mensagens: 1443
  • Localidade: Porto
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Suzuki
  • Modelo: SV 650 A
Re: Um veículo bateu em mim e fui bater noutro. O que fazer?
« Responder #16 em: 14 de Novembro de 2017, 01:51 »
Peritagem “condicional” - Sendo esta a classificação do Relatório, considera-se que o Segurador ainda não está na posse de todos os dados imprescindíveis à definição da responsabilidade no acidente. Este facto não impede que o proprietário da viatura mande efectuar a reparação dos danos, caso esta deva ter lugar, assumindo aquele o custo da reparação até ao apuramento das responsabilidades pelo Segurador e na medida desse apuramento. No caso de o Segurador assumir posteriormente a responsabilidade pelo sinistro reembolsará o lesado (total ou, caso haja divisão de responsabilidade entre os intervenientes, na medida dessa repartição) do custo da reparação que lhe competir suportar, contra a apresentação dos necessários documentos comprovativos.
Spritmonitor.de" border="0 Suzuki SV650A "Back to Classics"
"Viver a vida não é esperar que a tempestade passe, é aprender a andar à chuva"

Offline Élio

  • Super MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Set 2010
  • Mensagens: 3937
  • Localidade: Agualva - Cacém
  • Sexo: Masculino
  • Carpe Diem & Scooter Spirit
  • Marca: Suzuki
  • Modelo: Burgman AN650/Z
Re: Um veículo bateu em mim e fui bater noutro. O que fazer?
« Responder #17 em: 14 de Novembro de 2017, 08:32 »
As peritagens são condicionadas para ver se o valor do arranjo é superior ao valor da viatura.
Já passei por isto algumas vezes.
No meu caso o condicionamento devia-se a esse factor.
A culpa estava claramente e sem sombra de dúvidas decidida, pela natureza do acidente, porém faltava apurar se o valor de reparação era superior a 80% do valor real da scooter.
Se isso acontecesse era perda total
X-Max 250 --- Xciting 500Ri ABS --- Suzuki Burgman 650 Executive --- Suzuki Burgman AN650/Z
Membro CPM 758


Offline José Bairrada

  • Assembleia Consultiva
  • MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Nov 2011
  • Mensagens: 1703
  • Localidade: Vila Franca De Xira/ ANSIÃO
  • Sexo: Masculino
  • Nunca trates a mota por TU!
  • Marca: Apeado
  • Modelo: Apeado
Re: Um veículo bateu em mim e fui bater noutro. O que fazer?
« Responder #18 em: 14 de Novembro de 2017, 09:26 »
, porém faltava apurar se o valor de reparação era superior a 80% do valor real da scooter.
Se isso acontecesse era perda total

Se tu aceitares a perda total.
Nem tudo o que dizem as seguradoras é lei.
Nunca discutas com um idiota que ele arrasta-te até ao nível dele, e depois vence-te em experiência.

Offline Élio

  • Super MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Set 2010
  • Mensagens: 3937
  • Localidade: Agualva - Cacém
  • Sexo: Masculino
  • Carpe Diem & Scooter Spirit
  • Marca: Suzuki
  • Modelo: Burgman AN650/Z
Re: Um veículo bateu em mim e fui bater noutro. O que fazer?
« Responder #19 em: 14 de Novembro de 2017, 11:20 »
Se tu aceitares a perda total.
Nem tudo o que dizem as seguradoras é lei.

Sim, concordo contigo. Apenas não mencionei esse detalhe porque esse processo é o seguinte.
Só aceita se quiser. Apenas tenho dúvidas se a responsabilidade for dividida.
Mas obrigado pelo teu apoio.
X-Max 250 --- Xciting 500Ri ABS --- Suzuki Burgman 650 Executive --- Suzuki Burgman AN650/Z
Membro CPM 758


Offline Americano

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Jan 2015
  • Mensagens: 895
  • Localidade: Oeiras
  • Sexo: Masculino
  • CPM : 7337
  • Marca: Malaguti
  • Modelo: Madison 125
Re: Um veículo bateu em mim e fui bater noutro. O que fazer?
« Responder #20 em: 14 de Novembro de 2017, 12:40 »
Se tu aceitares a perda total.
Nem tudo o que dizem as seguradoras é lei.


Tambem estou de acordo mas não aceitando, o processo vai para tribunal e dura e dura e dura....enfim

Temos o direito segundo a lei de exigir a nossa viatura arranjada se não substituída por outra igual nas
mesmas condições que se encontrava a nossa antes do acidente.
Atenção----estou a dizer isto porque foi o que aconteceu com um carro meu....uma carta da minha advogada resultou.  _pol_
Artur Santos