Autor Tópico: Aquisição de moto/scooter 125 usada  (Lida 1472 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline ruicosta

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Jun 2017
  • Mensagens: 166
  • Localidade: Tomar
  • Sexo: Masculino
  • Procura-se kit de unhas...
  • Marca: Sym
  • Modelo: GTS 125 EVO
Aquisição de moto/scooter 125 usada
« em: 12 de Junho de 2017, 21:28 »
Boa tarde a todos, irei brevemente adquirir uma moto/scooter 125 e tenho algumas dúvidas que gostaria que me esclarecessem.
Para tal deixo primeiro todos os dados que me lembrei de juntar para que melhor me possam ajudar.

Utilização e tipo de percurso:
  - Pequenas deslocações casa/trabalho/estudos, todos os dias excepto com tempo muito adverso (chuva, muito frio ou gelo);
  - Serão 25km a 55km diários, 2 viagens diárias de 12,5km cada fora da época de estudos ou 2 viagens diárias de 17,5km cada uma mais duas de 10km cada uma, isto em época de estudos.

Mais em pormenor, para o caso de alguém conhecer o percurso:
  - será São Pedro (Tomar) - Entroncamento ou Lamarosa, estrada municipal/nacional com piso em bom estado, 2km em cidade e velocidades máximas de 90km/hora mas nunca de forma prolongada;
  - São Pedro - Tomar, estrada municipal, grande parte por dentro de povoações, velocidades máximas de 70km/h, maior parte entre 40 e 60.

   - Actualmente faço isto com um carro que gosta de beber, carrinha com motor a gasolina, e jantes de 17'', consumo médio de 7.1/7.2 e pneus a voar.
      
Principal intuito:
   - Poupar carro e carteira (são dois carros em casa a comer e no final do mês nota-se)
   
Tecto máximo 2300€ com capacete, blusão e luvas - obviamente terá de ser usada.

Principais preocupações:
   - Poupança;
   - Segurança nas viagens em estrada (ventos, estabilidade, travagem)

Necessidades "especiais":
   - Conduzir apenas com carta de automóvel
   - Conseguir chegar com os pés ao chão e segurar a Scooter (tenho 1,66m de altura), peso 71Kg
        - Já me sentei numa GTS 125 de 2011 e consegui colocar os calcanhares no chão mas mesmo à justa.
   - Transportar mochila com portátil;
   - Compartimento de bagagem tem de dar para pequenas compras de supermercado;
   
Aquisição futura:
   - Top Case grande (para mochila com portátil)

Manutenção e outros:
   - Tentarei fazer em casa o máximo possível de manutenção (velas, óleos, filtros) deixando para quem sabe todas as manutenções que necessitarem de conhecimento;
   - Moto vai dormir em garagem com temperatura máxima de 25 graus no verão e 13 graus no inverno;

As minhas dúvidas:
 - em quanto me ficará a manutenção de uma GTS 125/PCX a cada 12 000km (sem contar pneus).
 - em quanto me fica cada pneu (tendo como exemplo uma destas 2) e quanto costumam durar.
 - qual costuma ser realmente o consumo de qualquer uma destas, em estrada que é o que realmente irei fazer. Muito raramente apanho filas e quando acontece é por um minuto ou menos.
   
O que já encontrei até ao momento, todas usadas, em concessionários:
 - Honda PCX de 2013, com 27419km, muito bom estado - 2175€;
 - Sym GTS 125 de 2011, com 11500km, apenas tem um raspão na parte inferior, de resto está impecável - 2250€;
 - Sym GTS 125 de 2010, com 17000km, estado irrepreensível - 2250€;
 - Sym VS 125 de 2014, com 21080km, estado impecável - 1875€

Todas têm preço negociável, em valor ou em acessórios, apenas um dono e um ano de garantia.
No caso das GTS, ambas foram adquiridas pelo primeiro dono no concessionário, foram lá assistidas a tempo e horas. E do que percebi ambas foram entregues à troca por cilindradas superiores (ainda não confirmei esta parte)


Resumindo, por questões de roupa, espaços de arrumação e falta de prática a conduzir motos estou inclinado para uma scooter.
Ainda ponderei a hipótese de uma Keeway Superlight 125  - até chego melhor ao chão e encontro-as mais baratas - mas o facto de não ter qualquer proteção e ter mudanças desviou-me.


Inicialmente estava inclinado para a PCX por consumos e por chegar melhor ao chão mas depois de me sentar numa verifiquei que para mim a diferença era pouca. Restam mesmo as questões de consumos e de capacidade da PCX para fazer estrada.

Além das dúvidas aceito sugestões de qualquer outra dentro da mesma gama e que me permita fazer estas viagens diariamente.

Desculpem o testamento e obrigado a todos.

Offline cgomes

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Mar 2015
  • Mensagens: 266
  • Localidade: Barreiro
  • Sexo: Masculino
  • o "espirito" não tem género nem cilindrada
  • Marca: Apeado
Re: Aquisição de moto/scooter 125 usada
« Responder #1 em: 12 de Junho de 2017, 22:06 »
Para a utilização que lhe queres dar sugiro a PCX. Rápida, ágil e baixo consumo.
Boa sorte para a escolha.
Abraço
cgomes

Offline NSilva

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Out 2016
  • Mensagens: 1128
  • Localidade: Lisboa
  • Sexo: Masculino
  • Marca: SYM
  • Modelo: GTS 300i EVO
Re: Aquisição de moto/scooter 125 usada
« Responder #2 em: 12 de Junho de 2017, 22:55 »
Tentando responder a algumas questões, aqui vai...

As revisões de uma GTS 125 são de 6000km a 6000km (suponho que estejas a falar do modelo antigo). Se for apenas mudar óleo e filtros deve rondar os 50/60€. No entanto de 12000 a 24000 kms tens de trocar a correia. No fundo é o que pesa mais (salvo erro deve rondar uns 200/250€).

A PCX em consumos consegue ganhar à GTS 125, é mais leve e está estudada para gastar pouco. No entanto, a nível de espaço é completamente o contrário.



Um pneu para a mota, de marca, custa à volta de 60/70€ ( Michelin city grip, Bridgestone hoop, batlax etc).

Eu pessoalmente iria evitar uma GTS 125 a carburador. (Consegue distinguir pelo "I" vermelho que tem depois de GTS 125, ou seja, 125i)


Sugiro ainda que leias alguns diário de bordo. Nesses tópicos tens o percurso da mota a nível mecânico e ainda algumas opiniões dos donos.


Espero ter ajudado. Um abraço boas curvas


Enviado do meu HUAWEI VNS-L31 através de Tapatalk
« Última modificação: 12 de Junho de 2017, 22:58 por NSilva »

Offline Rufido

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Nov 2013
  • Mensagens: 948
  • Localidade: Oeiras
  • Sexo: Masculino
  • Respeito, muito respeito pelos outros e pela máqª
  • Marca: Gilera
  • Modelo: Nexus 500
Re: Aquisição de moto/scooter 125 usada
« Responder #3 em: 13 de Junho de 2017, 10:19 »
temos a mesma estatura e embora nunca tenha comprado alguma moto/scooters 125cc, a minha curta experiência (cheguei a fazer alguns kms) com uma PCX é para transito urbano e ou estradas nacionais, a mais aconselhada. Como falas numa posterior compra de topcase, para transporte de um portátil (admitindo que já o acomodas em mochila, poderás continuar a usá-la para o efeito, até à compra do restante material) o problema de espaço deixa de existir.
 _convivio_
Rui

Offline fastnet

  • MaxiScootard
  • ****
  • Join Date: Ago 2013
  • Mensagens: 1913
  • Localidade: Lisboa
  • Sexo: Masculino
  • Marca: honda
  • Modelo: cbf 125
Re: Aquisição de moto/scooter 125 usada
« Responder #4 em: 13 de Junho de 2017, 13:12 »
Companheiro, qualquer das soluções que apresentas fará esse percursos sem problemas.
Consoante o modelo escolhido poderás ganhar mais conforto, ou economia, ou capacidade de carga.
Deves testar o máximo de modelos que conseguires para saber em qual te "encaixas" melhor.
Quanto às opções que apresentas, escolheria ... nenhuma. Acho esses valores muito acima do razoável.
Sym Symphony 125s, Honda S-Wing 125, Bmw f650 funduro
Honda cbf 125, em rodagem Spritmonitor.de" border="0
Honda pcx, a sair da casca Spritmonitor.de" border="0
CB500s, a tímida

Offline davidsantos

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Set 2016
  • Mensagens: 483
  • Localidade: sintra
  • Sexo: Masculino
  • Marca: SYM
  • Modelo: GTS EVO SE
Re: Aquisição de moto/scooter 125 usada
« Responder #5 em: 13 de Junho de 2017, 13:40 »
Companheiro , nada como conduzires os dois modelos , no meu caso estava entre estes dois modelos e fez me optar pela Gts . _convivio_

Offline ruicosta

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Jun 2017
  • Mensagens: 166
  • Localidade: Tomar
  • Sexo: Masculino
  • Procura-se kit de unhas...
  • Marca: Sym
  • Modelo: GTS 125 EVO
Re: Aquisição de moto/scooter 125 usada
« Responder #6 em: 13 de Junho de 2017, 16:03 »
Respondendo a algumas das observações/sugestões, as quais desde já agradeço.

Citar
frytos
Posso te aconselhar uma mota que era minha e dei a troca, trata-se de uma YAMAHA XMAX 125, está em óptimo estado, sempre dormiu na garagem, está impecável.(961828481)
Obrigado, vou ver como é esta moto e ver se se encaixa dentro do que pretendo

Citar
fastnet
Quanto às opções que apresentas, escolheria ... nenhuma. Acho esses valores muito acima do razoável.
Aqui por estas bandas, com valores abaixo disto, não está fácil, só adquirindo a particular. Mais abaixo explico


Citar
cgomes
Para a utilização que lhe queres dar sugiro a PCX. Rápida, ágil e baixo consumo.
Só prefiro a PCX por três motivos, intervalos de manutenção mais alargados, fiabilidade e consumos.
De resto, estive montado numa GTS e numa PCX e para surpresa minha a dificuldade em chegar ao chão era a mesma.
Na GTS agradou-me o maior espaço de arrumação por baixo do bancoe uma maior proteção quer das pernas quer do resto do corpo, as que vi tinham o vidro alto e as PCX não, teria de o adquirir à parte.

A estes e aos restantes, o meu obrigado.

Offline ruicosta

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Jun 2017
  • Mensagens: 166
  • Localidade: Tomar
  • Sexo: Masculino
  • Procura-se kit de unhas...
  • Marca: Sym
  • Modelo: GTS 125 EVO
Re: Aquisição de moto/scooter 125 usada
« Responder #7 em: 13 de Junho de 2017, 17:04 »
Diário de bordo (da pesquisa das motos)

Andei a correr stands de motos da zona. Não é fácil encontrar particulares aqui na zona a vender e muito menos a preços convidativos.
Em todos os stands frisei logo que a minha procura de usadas era por uma questão de valor e disse que tipo de percurso ia fazer.

Primeiro stand: um "não temos usadas e não costumamos ter" - dito de forma seca e rude, quase como se procurar uma usada fosse uma heresia - levou-me a agradecer a atenção, desejar um bom dia e sair.

Segundo stand: não temos usadas e o que temos de novas é o que estava à vista.
Atendimento melhor mas com uma indiferença à qual eu não fiquei indiferente, temos pena.

Terceiro stand, este foi o melhor e merecia um capítulo de um livro.
Tinham uma folha quase à entrada com a lista de motos usadas, incluindo várias scooters, algumas de serviço. Disse ao que vinha, expliquei o tipo de percurso que faria (tentei, porque não me deixou acabar). Ainda consegui ter tempo para falar na lista de motos usadas que estava à entrada.
Daqui para a frente tudo ficou quase resumido a um monólogo do vendedor tentando-me convencer das vantagens de comprar uma  PCX nova. E ia-me tentando explicar que após fazermos contas às manutenções (PCX nova versus qualquer outra usada), pagar 2875€ mais cerca de 250€ de documentação fica no mesmo que adquirir uma PCX ou uma GTS usada, na casa dos 15000km, por 2200€.
Não me perguntou sequer quantos anos eu pretendia manter a scooter nem quantos quilómetros iria fazer por dia ou por ano. É que quando tentei explicar o percurso que iria fazer ele não me deixou acabar.

Quando tentei voltar a falar nas usadas voltou à carga com as vantagens das PCX novas.

São 3 stands aos quais não me devo dirigir tão cedo, muito menos a este último.

Caminho seguinte:
  • continuar a ver e experimentar para ir tirando conclusões;
  • ver o que há na zona de Lisboa (maior variedade, melhores preços) - apenas tenho medo de apanhar alguma de trânsito tipo pára-arranca e não sei como farei o percurso até Tomar com ela sem ter experiência.
  • não colocar de parte a compra a um particular, que pelo menos tenha a manutenção toda certinha.
  • voltar ao stand que visitei há uns dias - o preços eram altos mas negociáveis, ofereciam-me no mínimo um capacete eventualmente até um blusão, vinham-me deixar a scooter a casa, davam garantia de um ano e ainda me ensinavam a fazer algumas manutenções, pelo menos a mudança de óleo.

Não me interpretem mal, eu não quero que me levem ao colo, nem quero toda a atenção do mundo mas realmente hoje parecia estar  em maré de azar.

Offline PSH72

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Jan 2017
  • Mensagens: 996
  • Localidade: Odivelas
  • Sexo: Masculino
  • Marca: SYM
  • Modelo: 125i GTS ABS Start/Stop
Re: Aquisição de moto/scooter 125 usada
« Responder #8 em: 13 de Junho de 2017, 20:37 »
Em primeiro lugar convém saber para que tipo de percurso pretende fazer uso, a media de Km.

Depois se pretende andar mais sozinho ou acompanhado, uma pcx aqui perde um pouco de vantagem se for para fazer viagens mais longas a dois, isto a nivel de conforto.

Existe alguns bons negócios online algumas com relativamente poucos km.

Qual o valor que pretende gastar?

Offline Marafado

  • MaxiScootard Júnior
  • *
  • Join Date: Out 2015
  • Mensagens: 14
  • Localidade: Algarve
  • Marca: Suzuki
  • Modelo: GSX650F
Re: Aquisição de moto/scooter 125 usada
« Responder #9 em: 13 de Junho de 2017, 21:10 »
Os stands, a maioria quer vender é novas...a margem é obviamente maior que numa usada.
Ha uns anos andava tb eu a procura de uma motita usada para as primeiras voltas e as respostas que tive eram mais ou menos como as que tiveste, o interesse era pouco ou nenhum da parte dos vendedores, até mesmo quando eu me mostrava interessado nalguma mota que lá tivessem, parecia que não as queriam vender...

Offline fastnet

  • MaxiScootard
  • ****
  • Join Date: Ago 2013
  • Mensagens: 1913
  • Localidade: Lisboa
  • Sexo: Masculino
  • Marca: honda
  • Modelo: cbf 125
Re: Aquisição de moto/scooter 125 usada
« Responder #10 em: 14 de Junho de 2017, 12:20 »
Companheiro,
comprar a um particular é geralmente mais barato, comprar num stand pode trazer alguma segurança pela garantia que são obrigados a dar.
Faço um reparo que esta garantia, que deve ser passada a escrito, cobre geralmente apenas motor e caixa de velocidades, tudo o resto (que é muito) não é coberto.
Quando referi que os valores mencionados estão mais alto que o razoável, diria que correspondem em torno de 500€, o que é uma boa maquia.
As ultimas sym gts evo sairam, 2015/2016 a um valor de 2600€

Pela minha experiência pessoal existem stands que são de fugir e existem stands mais sérios, nunca esquecendo que aquilo é uma empresa e convêm que tenha lucro.

Ilustro com um exemplo recente que tive.
Visitei um agente honda da grande Lisboa para avaliar a possibilidade de retoma da minha scooter por uma nova.
Esse stand tinha em exposição para venda um modelo igual, mais velho um ano e com menos kms, anunciado a 2550€. Após a avaliação da minha scooter, o vendedor me ter dito que estava com muito bom aspeto, disse-me que aceitaria a retoma por mil, mil e poucos euros.
Claro que lhe disse que iria pensar na excelente oferta que me estava a propôr e pedi um cartão com os contatos do vendedor para posterior contato.

Não faltam opções de motas e scooters por aí, apenas terás de escrutinar o que para ti será a melhor opção de modelo/estado/preço.

Boas escolha
Sym Symphony 125s, Honda S-Wing 125, Bmw f650 funduro
Honda cbf 125, em rodagem Spritmonitor.de" border="0
Honda pcx, a sair da casca Spritmonitor.de" border="0
CB500s, a tímida