Autor Tópico: Subida de cilindrada e agora?  (Lida 5377 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline jiujiman

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Mar 2014
  • Mensagens: 324
  • Localidade: Loures
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Kymco
  • Modelo: Xciting 400i
Re: Subida de cilindrada e agora?
« Responder #25 em: 26 de Fevereiro de 2017, 21:41 »
Companheiro.
Tenhas a maquina que tiveres nunca vais estar satisfeito.
Mas tens que começar por algum lado.
Eu tenho agora uma 300 mas tenho a noção que sendo o ideal para a minha situação actual já vou pensando noutras.
É o vicio

Enviado do meu LG-D722 através de Tapatalk

Na vida ao olhares para trás, o que valeu foi a viagem e quem te acompanhou na dita

fanning

  • Visitante
Re: Subida de cilindrada e agora?
« Responder #26 em: 26 de Fevereiro de 2017, 21:53 »
Por isso é que acho que vale a pena passar já para as 600. Foi como no carro, comprei um que me enchia as medidas e passados 10 anos continuo satisfeito.


Offline pitsilva

  • MaxiScootard Júnior
  • *
  • Join Date: Out 2016
  • Mensagens: 48
  • Localidade: Caparica
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Kymco
  • Modelo: K-XCT 125i
Re: Subida de cilindrada e agora?
« Responder #27 em: 26 de Fevereiro de 2017, 22:21 »
Por isso é que acho que vale a pena passar já para as 600. Foi como no carro, comprei um que me enchia as medidas e passados 10 anos continuo satisfeito.

Pois... vou-te responder o mesmo que escrevi noutro post de um camarada que ia comprar a sua primeira scooter e que confirma o que disseste: experimenta e compra aquela que te enche as medidas, o olho e o coração. No final de contas, o prazer está na condução ... e os defeitos desaparecem todos ;)

Offline JViegas

  • MaxiScootard
  • ****
  • Join Date: Set 2013
  • Mensagens: 1685
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Honda
  • Modelo: Forza 300 ABS
Re: Subida de cilindrada e agora?
« Responder #28 em: 27 de Fevereiro de 2017, 10:35 »
Olá se me permites a minha opinião:

Quando andava à procura de uma scooter, e porque tinha já carta de condução, a escolha recaiu numa 300 em detrimento de uma 125.

Para o dia à dia o espaço de arrumação e a potência que a mesma me dá, atendendo que circulo com pendura 80% das vezes que a conduzo, chega-me perfeitamente.

É quando ando sozinho ou faço viagens mais longas que sinto que falta qualquer coisa.

O facto de olharmos para a cilindrada mais acima é inevitável e temos dois caminhos: a compra com o coração ou com a cabeça.

E quantas vezes isso não entra em conflito?

Também tenho as minhas escolhas pessoais: uma 500/600 seria o ideal, mas depois vem a questão prática: as manutenções, o espaço de arrumação de fosse uma maxiscooter ou se fosse uma mota. A proteção aerodinâmica se for uma mota ou de motor se for uma naked/trail, etc. etc.

Dos modelos que referes e em 2ª mão, compraria a V-Storm e depois a CBF.

Em primeira mão, se fosse racionalmente: a CB500X ou a NC750 e se fosse com o coração: a Versys, a Versys e depois da Versys... a V-Storm.

Como vês cada cabeça sua sentença. E se me permites a sugestão:

Continua a pesquisar, a ver preços e se possível experimentar. Vai para o trânsito com elas e vê se te ajeitas, pois vais passar muito tempo com ela entre o trânsito. Se possível mete o coração nisso tudo e escolhe algo que te satisfaça... até à próxima compra.



Offline jacreis

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Fev 2012
  • Mensagens: 361
  • Localidade: carvoeira-mafra
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Suzuki
  • Modelo: Vstrom 650 XT
Re: Subida de cilindrada e agora?
« Responder #29 em: 28 de Fevereiro de 2017, 09:46 »
Companheiro , eu iniciei-me no mundo das motos com uma cbf 600 sa e ao fim de 4 anos  passei para a v-strom dl650
Posso dar-te a minha opinião \ comparação entre as duas:

- CBF : Motor - suavidade dos 4 cilindros em linha imbatível, sonoridade mais apelativa, a partir das 6- 7000rpm viciante. Consumos são equiparados com a V-Strom (variando entre os 3,7l\100km e os 7l mas fazes medias 4- 4,2  em andamento normal) , melhor estabilidade a ventos laterais e ao curvar. Posição de condução um pouco mais dobrado e com as pernas mais dobradas, mas mesmo assim bastante confortável. Altura do banco regulável em 3 posições  _pol_ _pol_ _pol_. Caixa de velocidades bem escalonada , tem uma 6º velocidade que aguenta quase tudo. Primeira velocidade "manhosa", não é defeito é feitio por vezes custa a entrar

-V-Strom- motor apesar de bicilindrica praticamente sem vibrações incomodativas, bom binário com grande facilidade de utilização em baixas e medias rotações também entusiasma em altas embora de forma mais linear do que na CBF. Sonoridade  do motor , foi preciso alguma habituação pois em baixas e medias rotações parecia-me tipo maquina de costura. Excelente conforto, deixei de ter dores no joelho e ombros ao fim de algumas horas de condução, passa pelas irregularidades da estrada de forma muito confortável, curva muito bem.
Travões necessitam alguma habituação pois  pneus mais estreitos e tipo misto provocam algumas vezes a entrada do ABS, Sinto a falta da travagem combinada da CBF
Embraiagem e caixa, mais suaves do que na CBF e bem escalonada
 Em conclusão a V-Strom veio de encontro ao que procurava pelo que estou plenamente satisfeito com a aquisição, embora a CBF ficou-me na memória, talvez por ter sido a minha 1ª moto mas também pelas excelentes características dela que muito me ensinou quando entrei neste mundo das 2 rodas 
Fiabilidade são dois modelos de referençia em fiabilidade, manutenção equivalem-se , na CBF 12000\12000km ou anual com intermedia a cada 6 000km: na V-strom 6000\6000km. Passando a garantia fazem bem 12000\12000km
Facilidade na condução diária entre os carros , prefiro a v-strom.
De qualquer forma é experimentar as duas e ver qual te sentes melhor , mas com 1,90m é provável ser a v-strom . Mas só tu poderás dizer

Para mais informações passa pelos diarios de bordo.

http://clubeportuguesmaxiscooters.org/forum/index.php/topic,26189.0.html

http://clubeportuguesmaxiscooters.org/forum/index.php/topic,11123.0.html

Boa escolha  _pt_ _pt_ _pt_

fanning

  • Visitante
Re: Subida de cilindrada e agora?
« Responder #30 em: 28 de Fevereiro de 2017, 21:20 »
Agradeço o vosso feedback, a procura continua, neste momento existem bons negocios quer da CBF como da Versys.
Vou dando novidades.

Offline jpmartins

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Jan 2017
  • Mensagens: 82
  • Localidade: Lisboa
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Sym
  • Modelo: GTS 125i
Re: Subida de cilindrada e agora?
« Responder #31 em: 03 de Março de 2017, 08:22 »
Com outro orçamento certamente iria para a Tracer. Mas nesta altura tenho de ter calma.
A bandit para ser uma óptima opção.
Relativamente à montada teria de ser uma all rounded, tem de dar para AE bem como para a marginal, até é minha ideia ir para lá pela A5 e voltar via marginal.
Fanning, há uma Bandit à venda na Consensual Motas em Alcântara (www.consensualmotas.pt).

Enviado do meu A0001 através de Tapatalk

The best thing about being lost is what you find along the way...

fanning

  • Visitante
Re: Subida de cilindrada e agora?
« Responder #32 em: 13 de Março de 2017, 22:07 »
Caríssimos,

A vida da muitas voltas, e depois de ponderar e estar no mercado, a ver trails, apareceu me uma tmax de 2012, e não podia recusar o negócio.

A tmax vem com escape Yoshimura, mas faz demasiado barulho, acho o que algo não está bem, na zona da grande Lisboa aconselham me alguma oficina?



Offline antoniopat

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Fev 2014
  • Mensagens: 744
  • Localidade: Sobral de Monte Agraço
  • Sexo: Masculino
  • Membro nr6120
  • Marca: Yamaha
  • Modelo: XJ600S Div
Re: Subida de cilindrada e agora?
« Responder #33 em: 15 de Março de 2017, 01:03 »
Parabens companheiro o escape tem DB killer? se não tem é normal fazer barulho se fizeres negócio faz com que leves o escape original da Tmax é que caso as inspeções ou a  _policia_ comece a embirrar assim tens o original para trocar é que isso de origem é caro muito caro.

Cumps
Ex Vespa PX 125 T5
Ex Piaggio X7 125 21.000 km desde 04-2014 até 08-2016 39.000 km
Ex Gilera Nexus 500 31K desde 02-2017 a 5-18 46.000 km
Yamaha XJ600S Diversion 93 33k