Autor Tópico: Poderes da EMEL em multar  (Lida 13062 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

ivocaturra

  • Visitante
Re: Poderes da EMEL em multar
« Responder #25 em: 03 de Outubro de 2016, 08:01 »
Bom dia meus caros. A emel, sendo uma empresa municipal, logo estatal, tem "os tão falados" poderes para autoar. Basta verificarem o código da estrada, no qual poderão verificar que as câmeras municipais teem esse poder. Sendo a EMEL uma empresa da câmara municipal... Poderão verificar no boletim municipal, tal autenticidade. Informo que qualquer infração ao código da estrada, relativamente ao eatacionamento, bem como qualquer categoria do veiculo, serão autoados. E não, julgo que nem todos os agentes da EMEL, terão mau caracter, ou falta de educação, ou falta de "poder para tal"... Cumprimentos

Enviado do meu NOS NEVA 80 através de Tapatalk


Offline Filipe Pombo

  • MaxiScootard
  • ****
  • Join Date: Dez 2013
  • Mensagens: 1879
  • Localidade: Albarraque-Sintra
  • Sexo: Masculino
  • Não conduzas + rápido que o teu anjo da guarda voa
  • Marca: Y Xmax 400
  • Modelo: VStrom 650
Re: Poderes da EMEL em multar
« Responder #26 em: 03 de Outubro de 2016, 08:50 »
Bom dia meus caros. A emel, sendo uma empresa municipal, logo estatal, tem "os tão falados" poderes para autoar. Basta verificarem o código da estrada, no qual poderão verificar que as câmeras municipais teem esse poder. Sendo a EMEL uma empresa da câmara municipal... Poderão verificar no boletim municipal, tal autenticidade. Informo que qualquer infração ao código da estrada, relativamente ao eatacionamento, bem como qualquer categoria do veiculo, serão autoados. E não, julgo que nem todos os agentes da EMEL, terão mau caracter, ou falta de educação, ou falta de "poder para tal"... Cumprimentos

Enviado do meu NOS NEVA 80 através de Tapatalk


Hum!!    _pensador_  o que se discute aqui não é se os agentes da EMEL tem mau caracter ou não...  a dúvida nasce de um comandante da GNR como pode verificar no texto inicial ...e é sobre os poderes da EMEL que gere os espaços de estacionamento camarários e que já multa fora dos espaços reservados... da Camara que eles têm o poder de autuar ...  todos sabemos , onde é que o limite desse poder acaba é que se discute..  cumpts

 
Espirito Scootard

Offline Grandpa

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Abr 2015
  • Mensagens: 196
  • Localidade: Sintra
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Honda
  • Modelo: Forza 125 a Pipoca Saloia
Re: Poderes da EMEL em multar
« Responder #27 em: 03 de Outubro de 2016, 09:00 »
Mais uma acha para a fogueira

Afinal quem pode multar?

e já agora

Multas EMEL
« Última modificação: 03 de Outubro de 2016, 09:13 por Grandpa »
Travel to know the world

Offline Filipe Pombo

  • MaxiScootard
  • ****
  • Join Date: Dez 2013
  • Mensagens: 1879
  • Localidade: Albarraque-Sintra
  • Sexo: Masculino
  • Não conduzas + rápido que o teu anjo da guarda voa
  • Marca: Y Xmax 400
  • Modelo: VStrom 650
Re: Poderes da EMEL em multar
« Responder #28 em: 03 de Outubro de 2016, 12:38 »
Boa, obrigado pela partilha da informação.

 _pol_


No entanto , uma questão não me parece clara...que é se podem ou não multar fora das zonas concessionadas   _pensador_



Uma coisa é multarem e bloquearem os veículos que não pagam titulo de estacionamento , outra coisa, é o que se tem visto, multarem veículos fora das zonas, como por exemplo , as motas que estejam nos passeios, como no exemplo da mota que estava no Saldanha, numa zona em que ninguém passa e um fiscal da EMEL foi lá deixar um bilhetinho para pagamento voluntário de uma coima de estacionamento.  Eu percebo que a Policia Municipal o faça...mas que os fiscais da EMEL ultrapassem as suas zonas e multem tudo á volta... _martelada_  .  Em toda a Europa, existe um fechar de olhos para as motas, já que segundo os regulamento que li, estão isentas de pagamento de estacionamento, no texto que li, já partilhado num tópico, as motas estão isentas, não fala exclusivamente em parques de motas (até porque esses estão cheios),, além de que não temos capacidade de guardar o titulo em local seguro e visível  .

As aplicações para pagamento, obrigam a smartphone, e a pagamento adiantado de 10€ para crédito, que no meu caso com a mota, devo levar uns dois anos a utilizar o crédito  _martelada_

Mais uma acha para a fogueira

Afinal quem pode multar?

e já agora

Multas EMEL
« Última modificação: 03 de Outubro de 2016, 12:38 por Filipe Pombo »
Espirito Scootard

Offline moto2cool

  • MaxiScootard
  • ****
  • Join Date: Mar 2015
  • Mensagens: 1555
  • Localidade: Porto
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Suzuki
  • Modelo: SV 650 A
Re: Poderes da EMEL em multar
« Responder #29 em: 03 de Outubro de 2016, 18:29 »
Na minha modesta opinião a competência das empresas municipais extingue-se nos parques de estacionamento, pelo que não pode multar estacionamento em passeio, por exemplo
Spritmonitor.de" border="0 Suzuki SV650A "Back to Classics"
"Viver a vida não é esperar que a tempestade passe, é aprender a andar à chuva"

Offline JViegas

  • MaxiScootard
  • ****
  • Join Date: Set 2013
  • Mensagens: 1648
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Honda
  • Modelo: Forza 300 ABS
Re: Poderes da EMEL em multar
« Responder #30 em: 04 de Outubro de 2016, 14:39 »
Destaco este texto que o companheiro Grandpa colocou nos links do seu post e creio que isto poderá demonstrar como uma pequena alteração da legislação permitiu aquela empresa obter lucros.

Reparem nos valores que obteram com bloqueios e remoções: 4 milhões.

"Os números falam por si: 2015 ficou marcado pela subida dos resultados operacionais da empresa, com o total dos rendimentos a crescer 7% face ao ano anterior. A empresa arrecadou cerca de 21 milhões de euros com receitas de estacionamento, na via pública e em parques, ganhando também quatro milhões com bloqueios e remoções."

Mais alguma informação sobre o bloqueio de veículos.

O valor da coima é o correspondente à contra-ordenação praticada, encontrando-se definido no Código da Estrada ou Regulamento de Sinalização de Trânsito, conforme a infracção em causa.

Esse valor é variável em função da infracção, sendo por exemplo no caso da falta de pagamento do estacionamento de 30€.

Quando existe Bloqueamento, para além do valor da Coima são devidas as seguintes taxas:
€ 35 para veículos ciclomotores e motociclos;
€ 67 para veículos ligeiros;
€ 131 para veículos pesados.

Quando existe intervenção do Reboque, para além do valor da Coima são devidas as seguintes taxas:
€ 35 para veículos ciclomotores e motociclos;
€ 83 para veículos ligeiros;
€ 163 para veículos pesados.

Quando o Veículo seja removido para um Parque EMEL, para além da Coima e da Taxa de Remoção, existe o custo diário de Depósito do Veículo de:
€ 11 para veículos ciclomotores e motociclos;
€ 19 para veículos ligeiros;
€ 35 para veículos pesados.

No site da empresa ainda não encontrei qualquer referencia à competência de multar fora das áreas "concessionadas".

Offline jotapê

  • MaxiScootard Júnior
  • *
  • Join Date: Out 2015
  • Mensagens: 25
  • Localidade: Odivelas
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Sym
  • Modelo: HD 125
Re: Poderes da EMEL em multar
« Responder #31 em: 06 de Outubro de 2016, 09:40 »
Em Lisboa e se nao estou em erro no Porto os "agentes" de parquimetros estão equiparados\equivalentes á policia municipal e por isso podem atuar em situações de transito e estacionamento.

O problema é quando há compensações monetárias pelo numero de autos passados que levam a um excesso de zelo...
Há companheiros (estafetas na maioria) que por vezes deixam a mota atravessada no passeio e aí concordo com um auto, mas encostadas ao passeio sem perturbar apassagem de cadeiras de rodas ou carrinhos de bébé não acho correto o auto, no regulamento da EMEL diz que o estacionamento de veiculos de duas rodas é gratuito nos locais disponibilizados para tal , mas o problema é que fazem estacionamento para 6 motas e naquele  local existem 45 e até hoje nunca ninguem deu resposta como se resolve.

Já fui "avisado" por estacionar numa "bolsa" para carros, contestei pois senao havia local para motas ou se encontrava cheio deixei no lugar dum carro, já lá vão dois anos e sem resposta de volta...
Já fui multado por estacionar num passeio, tirei foto a comprovar que nao estorvava nada nem ninguem num passeio de 3,5 metros e a moto estava encostada á parede tendo tido o cuidado de a trazer á mão até á berma da estrada afim de evitar problemas, o agente da psp virou costas, a policia municipal idem e o gajo da emel veio pedir identificação... nunca me identifiquei e pedi aos agentes verdadeiros para serem testemunhas da má educação e da estupida abordagem que me foi feita, recebi duas cartas em casa e escrevi para lá com o meu relato e a identificar os outros agentes e até hoje espero consequencias.

Retomando o tópico e após estudo destas personagens que roubam á descarada sei que estão equiparados a agentes de policia municipal para autos de transito em geral em zonas concessionadas!!

A atuação deixa muito a desejar e mesmo de carro sou contra o modelo desta empresa evitando pagar ao maximo, mas é outro assunto. Há historias de quem se safe e vê os processos arquivados e há quem ainda pague mais, mas mesmo havendo contestação aos pagamentos de autos o processo fica arquivado e o guito do outro lado...

Eu tive uma acerca dum ano onde estacionaram um reboque no inicio da rua e todos os que se encontravam bloqueados tinham de pagar o valor do reboqueque dava cerca de 120€ no total, na unica vez que fui bloqueado e era o quinto da fila de pagamento foi-me pedido o valor e recusei e questionei se o reboque tinha sido chamado para o anterior como era para mim, a resposta foi o anterior ja pagou e portanto o reboque fica disponivel para si; ok mas o carro do senhor anterior esta no inicio da rua e o meu no fim da rua e pelo meio existem mais 7 carros bolqueados!!!!!
Têm de pagar e sem refilar respondeu o gajo!
OK entao reboquem que vou de taxi atras levantar a 7 rios, paguei mas tiveram de o rebocar :) saiu-me mais 7 euros do taxi mas também não me fizeram de parvo.

O problema no meio disto tudo é que a maior parte de nós cidadãos não conhecemos os nossos direitos e alguns que conhecem não estão para se chatear e o sistema vai fazendo o que quer!

Todos deveriamos enviar uma carta ou um email a pedir mais bolsas de estacionamento para motos e chatear até termos os nossos objetivos alcançados, depois temos uma camara em Lisboa que luta contra o excesso de transito na cidade e inventa obras e afins, alguem tem de pagar isto tudo e é via autos que vão buscar o dinheiro. No saldanha sei que as coisas v~ºao apertar pois entre o campo pequeno e a praça do sandanha vão desaparecer cerca de 180 lugares de estacionamento o que vai originar mais guerras com as motas seja em cima do passeio seja no estacionamento pago.... o mesmo na baixa...

Há que haver vozes e açoes de contestação  _mau_ _mau_ 

Offline twin-pt

  • Super MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Mai 2013
  • Mensagens: 2876
  • Localidade: Alcabideche - Cascais
  • Sexo: Masculino
  • Scooter por opção...
  • Marca: Honda
  • Modelo: X-ADV 750
Re: Poderes da EMEL em multar
« Responder #32 em: 06 de Outubro de 2016, 11:58 »
Uma das melhores contribuições neste tópico de um homónimo (JP)!  _palmas_ _palmas_ _palmas_

Pois, trabalho em Picoas naquela que já foi uma das maiores e melhores referências empresariais deste país, mas esses tempos já lá vão...

Confirmo que as coisas vão apertar a sério paras as duas rodas no eixo Marquês de Pombal -- Saldanha -- Campo Pequeno, com uma redução BRUTAL do estacionamento para 2 rodas, pois estive a far com o encarregado da obra (o único de chapéu branco que vi de todos os que lá andavam) e ele confirmou que vão criar zonas de lazer (???) no eixo, a maior parte às custas dos estacionamentos que existiam na zona, e especialmente os que estavam a ser utilizados pelas scooter/motociclos... Basta passar a meio da manhã pela zona para ver o monte de motos estacionados de um lado e de outro da Av Fontes Pereira de Melo...

Para ajudar, a maior parte dos estacionamentos pagos (cobertos) da zona não tem tarifas especificas para motos, pagam o mesmo que um carro mas têm zonas especificas para estacionar, onde "encaixam mais de meia dúzia de motos no mesmo espaço de 2 viaturas de 4 rodas, e dizem que são espaços premium... Pois, isso!

Em Lisboa e se nao estou em erro no Porto os "agentes" de parquimetros estão equiparados\equivalentes á policia municipal e por isso podem atuar em situações de transito e estacionamento.

O problema é quando há compensações monetárias pelo numero de autos passados que levam a um excesso de zelo...
Há companheiros (estafetas na maioria) que por vezes deixam a mota atravessada no passeio e aí concordo com um auto, mas encostadas ao passeio sem perturbar apassagem de cadeiras de rodas ou carrinhos de bébé não acho correto o auto, no regulamento da EMEL diz que o estacionamento de veiculos de duas rodas é gratuito nos locais disponibilizados para tal , mas o problema é que fazem estacionamento para 6 motas e naquele  local existem 45 e até hoje nunca ninguem deu resposta como se resolve.

Já fui "avisado" por estacionar numa "bolsa" para carros, contestei pois senao havia local para motas ou se encontrava cheio deixei no lugar dum carro, já lá vão dois anos e sem resposta de volta...
Já fui multado por estacionar num passeio, tirei foto a comprovar que nao estorvava nada nem ninguem num passeio de 3,5 metros e a moto estava encostada á parede tendo tido o cuidado de a trazer á mão até á berma da estrada afim de evitar problemas, o agente da psp virou costas, a policia municipal idem e o gajo da emel veio pedir identificação... nunca me identifiquei e pedi aos agentes verdadeiros para serem testemunhas da má educação e da estupida abordagem que me foi feita, recebi duas cartas em casa e escrevi para lá com o meu relato e a identificar os outros agentes e até hoje espero consequencias.

Retomando o tópico e após estudo destas personagens que roubam á descarada sei que estão equiparados a agentes de policia municipal para autos de transito em geral em zonas concessionadas!!

A atuação deixa muito a desejar e mesmo de carro sou contra o modelo desta empresa evitando pagar ao maximo, mas é outro assunto. Há historias de quem se safe e vê os processos arquivados e há quem ainda pague mais, mas mesmo havendo contestação aos pagamentos de autos o processo fica arquivado e o guito do outro lado...

Eu tive uma acerca dum ano onde estacionaram um reboque no inicio da rua e todos os que se encontravam bloqueados tinham de pagar o valor do reboqueque dava cerca de 120€ no total, na unica vez que fui bloqueado e era o quinto da fila de pagamento foi-me pedido o valor e recusei e questionei se o reboque tinha sido chamado para o anterior como era para mim, a resposta foi o anterior ja pagou e portanto o reboque fica disponivel para si; ok mas o carro do senhor anterior esta no inicio da rua e o meu no fim da rua e pelo meio existem mais 7 carros bolqueados!!!!!
Têm de pagar e sem refilar respondeu o gajo!
OK entao reboquem que vou de taxi atras levantar a 7 rios, paguei mas tiveram de o rebocar :) saiu-me mais 7 euros do taxi mas também não me fizeram de parvo.

O problema no meio disto tudo é que a maior parte de nós cidadãos não conhecemos os nossos direitos e alguns que conhecem não estão para se chatear e o sistema vai fazendo o que quer!

Todos deveriamos enviar uma carta ou um email a pedir mais bolsas de estacionamento para motos e chatear até termos os nossos objetivos alcançados, depois temos uma camara em Lisboa que luta contra o excesso de transito na cidade e inventa obras e afins, alguem tem de pagar isto tudo e é via autos que vão buscar o dinheiro. No saldanha sei que as coisas v~ºao apertar pois entre o campo pequeno e a praça do sandanha vão desaparecer cerca de 180 lugares de estacionamento o que vai originar mais guerras com as motas seja em cima do passeio seja no estacionamento pago.... o mesmo na baixa...

Há que haver vozes e açoes de contestação  _mau_ _mau_
« Última modificação: 06 de Outubro de 2016, 11:59 por twin-pt »
João Mestre / twin-pt
Espirito Scootard, uma maneira de estar e viver as duas rodas.
X-ADV 750 (RC95):
PCX125 -- X-MAX 125 ABS (link consumos)

GRodrigues

  • Visitante
Re: Poderes da EMEL em multar
« Responder #33 em: 06 de Outubro de 2016, 14:31 »
A Emel desde 2005 que tem toda a autoridade para efectuar todo o tipo de acção no que a estacionamento diz respeito, seja dentro ou fora de zonas tarifadas. Já agora a Emel não obtém qualquer tipo de lucro através das suas multas, esse dinheiro é revertido para a autoridade de segurança rodoviária, o lucro da emel provém das moedinhas que colocamos nos parquímetros e nos bloqueios que fazem dos veículos.

Eu sou trabalhador num departamento de uma das nossas forças policiais e trabalhamos em conjunto com a EMEL diariamente até porque infelizmente eles têm melhor equipamento que a polícia e não poucas vezes somos obrigados a recorrer aos seus serviços.

A regra geral é que tanto a polícia como a emel fecham os olhos às infracções das motos, mas há situações delicadas. Ainda há semanas na Rua Castilho presenciei uma senhora cega que caiu porque embateu numa mota estacionada no passeio e os cidadão que passavam quase matavam o pobre agente de fiscalização da zona porque fechava os olhos às motas e só queria saber dos carros e se não estavam ambos abrangidos pela lei, perguntavam eles.

Enfim, o estacionamento em Lisboa é uma questão muito delicada e a profissão é ingrata e pouco compreendida, embora muito útil. Lisboa sem fiscalização seria uma selva porque a verdade é que a maioria dos cidadãos condutores de veículos de 4 rodas são bastante mal formados no que a estacionamento diz respeito, o pessoal quer carro à porta "no matter what".

Já estamos a divagar, enfim.  :)) Importante importante era a criação de mais lugares de estacionamento para as motas, cada vez são mais e não devem ser ignoradas.

Offline Filipe Pombo

  • MaxiScootard
  • ****
  • Join Date: Dez 2013
  • Mensagens: 1879
  • Localidade: Albarraque-Sintra
  • Sexo: Masculino
  • Não conduzas + rápido que o teu anjo da guarda voa
  • Marca: Y Xmax 400
  • Modelo: VStrom 650
Re: Poderes da EMEL em multar
« Responder #34 em: 06 de Outubro de 2016, 15:34 »
Lisboa sem fiscalização seria uma selva porque a verdade é que a maioria dos cidadãos condutores de veículos de 4 rodas são bastante mal formados no que a estacionamento diz respeito, o pessoal quer carro à porta "no matter what".


Totalmente de acordo, embora os condutores de 4 rodas sejam os mesmos dos de 2 rodas   _Rolley_

é incrível ao que tenho visto em Lisboa, ontem fui dar uma volta grande a pé por Lisboa e toa a zona entre Mártires da Pátria e a Duque de Loulé estava á pinha com carros estacionados nos passeios, passadeiras etc... em Campolide onde tenho o meu estúdio, a coisa está igual..não se consegue andar a pé sem o risco de ser apanhado por um carro, dado que as curvas, passadeiras e passeios estão sem lei nem roque...infelizmente o Tuga é um povo que sem repressão não sabe respeitar nem ser respeitado  _thumbdown_  e isso é válido para o mar de motas que está á frente das amoreiras no lado do Holmes Place, em que nem espaço para os peões sobra...   _thumbdown_
Espirito Scootard

Offline jotapê

  • MaxiScootard Júnior
  • *
  • Join Date: Out 2015
  • Mensagens: 25
  • Localidade: Odivelas
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Sym
  • Modelo: HD 125
Re: Poderes da EMEL em multar
« Responder #35 em: 06 de Outubro de 2016, 15:41 »

Enfim, o estacionamento em Lisboa é uma questão muito delicada e a profissão é ingrata e pouco compreendida, embora muito útil. Lisboa sem fiscalização seria uma selva porque a verdade é que a maioria dos cidadãos condutores de veículos de 4 rodas são bastante mal formados no que a estacionamento diz respeito, o pessoal quer carro à porta "no matter what".



Como motorista de ligeiros a circular todos os dias em Lisboa admito que nao ha fiscalização suficiente, ou varia conforme as ruas, pessoas que vão tomar o pq almoço e deixam em segunda fila era bloquio certo, motas atravessadas nem me oponho sequer... encostadas as paredes admito tolerancia.

Agora tem e devem ser criadas maneiras e estacionamentos e cabe-nos a nós também fazer pressão, alguem com o dom da escrita que redija um texto afim de cada um de nós o reencaminhar para a emel, CML e outras entidades como parques cobertos, mais vale já do que quando começarem os problemas de multas e bloqueios

Offline moto2cool

  • MaxiScootard
  • ****
  • Join Date: Mar 2015
  • Mensagens: 1555
  • Localidade: Porto
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Suzuki
  • Modelo: SV 650 A
Re: Poderes da EMEL em multar
« Responder #36 em: 06 de Outubro de 2016, 17:55 »
Com todo o respeito por opiniões contrárias, na minha humilde opinião a EMEL só pode intervir nos parques e zonas de estacionamento por força do art 2 do Decreto-Lei n.º 146/2014, de 9 de outubro. Não inclui passeios, por exemplo. Mas estou receptivo a outras interpretações ;)
Spritmonitor.de" border="0 Suzuki SV650A "Back to Classics"
"Viver a vida não é esperar que a tempestade passe, é aprender a andar à chuva"

Offline Filipe Pombo

  • MaxiScootard
  • ****
  • Join Date: Dez 2013
  • Mensagens: 1879
  • Localidade: Albarraque-Sintra
  • Sexo: Masculino
  • Não conduzas + rápido que o teu anjo da guarda voa
  • Marca: Y Xmax 400
  • Modelo: VStrom 650
Re: Poderes da EMEL em multar
« Responder #37 em: 06 de Outubro de 2016, 20:33 »
Com todo o respeito por opiniões contrárias, na minha humilde opinião a EMEL só pode intervir nos parques e zonas de estacionamento por força do art 2 do Decreto-Lei n.º 146/2014, de 9 de outubro. Não inclui passeios, por exemplo. Mas estou receptivo a outras interpretações ;)

O poder da EMEL está tão abusado que um comandante da GNR o coloca em causa, como se lê na origem deste tópico  _martelada_
Espirito Scootard

ivocaturra

  • Visitante
Re: Poderes da EMEL em multar
« Responder #38 em: 11 de Outubro de 2016, 14:27 »
Eu trabalho na dita empresa e o que sou vem da minha educação. É certo que somos vistos com maus olhos, devido a uma enormidade de situações. Mas generalizar... Não concordo, somos todos diferentes, e afinal tão iguais, ou não será assim? Não defendo nenhuma parte em particular, tenho colegas que nem para eles são bons, existe utentes que só ao pontapé, mas só é só um trabalho com o qual sustento a minha familia. Um bem haja a todos. 

Enviado do meu NOS NEVA 80 através de Tapatalk


Offline TMaxer

  • MaxiScootard
  • ****
  • Join Date: Out 2014
  • Mensagens: 2082
  • Localidade: Lisboa
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Ducati
  • Modelo: Multistrada 1200S
Re: Poderes da EMEL em multar
« Responder #39 em: 11 de Outubro de 2016, 17:16 »
O valor das multas/coimas praticada pela empresa onde trabalhas tem valores que apenas podem ser consideradas de ROUBO ao utentes... portanto no meu ver se alguem vos insulta, apesar de vocês serem apenas mão de obra barata contratada pela emel para palmilhar uns bons kms por dia, estao apenas a ter o seu direito à indignação  _pol_


Pagar 126€ porque se estacionou (muitas vezes ate apenas parou) mal durante uns minutos não tem qualquer justificação num pais em o ordenado minimo sao pouco mais do que 500 €



A EMEL quase sempre deu prejuizo, e deu-o porque as os salários e mordomias das administração que lá é colocada por quem manda, sao altissimos...  _Rolley_

RCEu

  • Visitante
Re: Poderes da EMEL em multar
« Responder #40 em: 11 de Outubro de 2016, 17:45 »
Eu trabalho na dita empresa e o que sou vem da minha educação. É certo que somos vistos com maus olhos, devido a uma enormidade de situações. Mas generalizar... Não concordo, somos todos diferentes, e afinal tão iguais, ou não será assim? Não defendo nenhuma parte em particular, tenho colegas que nem para eles são bons, existe utentes que só ao pontapé, mas só é só um trabalho com o qual sustento a minha familia. Um bem haja a todos. 

Enviado do meu NOS NEVA 80 através de Tapatalk



Ivo:
É uma forma muito honrosa de ganhares o teu salário para a tua família.
Infelizmente existem pessoas boas e outras menos boas em todos os locais e em todas as empresas. A tua empresa e o que ela representa para as pessoas é que não é nada agradável. Mas isso tu não tens culpa e sabes bem disso.

Mas confesso que a qualidade do v/ pessoal tem vindo a melhorar.

Tenho observado que existe alguma abertura e tolerância com os utentes dos estacionamentos. Antes isto não se verificava. Tenho colegas que foram beber café para conseguir arranjar algumas moedas e nem tiveram tempo de regressar aos carros.


ivocaturra

  • Visitante
Re: Poderes da EMEL em multar
« Responder #41 em: 11 de Outubro de 2016, 17:47 »
Obrigado. Sim conheço casos desses.

Enviado do meu NOS NEVA 80 através de Tapatalk


Offline Filipe Pombo

  • MaxiScootard
  • ****
  • Join Date: Dez 2013
  • Mensagens: 1879
  • Localidade: Albarraque-Sintra
  • Sexo: Masculino
  • Não conduzas + rápido que o teu anjo da guarda voa
  • Marca: Y Xmax 400
  • Modelo: VStrom 650
Re: Poderes da EMEL em multar
« Responder #42 em: 11 de Outubro de 2016, 21:28 »
Tenho colegas que foram beber café para conseguir arranjar algumas moedas e nem tiveram tempo de regressar aos carros.


Para não falar que estavam a multar a minha filha, ainda estava ela na máquina a pagar e já tinham o ticket   _martelada_ _martelada_
Espirito Scootard

Offline moto2cool

  • MaxiScootard
  • ****
  • Join Date: Mar 2015
  • Mensagens: 1555
  • Localidade: Porto
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Suzuki
  • Modelo: SV 650 A
Re: Poderes da EMEL em multar
« Responder #43 em: 11 de Outubro de 2016, 22:50 »
Eu trabalho na dita empresa e o que sou vem da minha educação. É certo que somos vistos com maus olhos, devido a uma enormidade de situações. Mas generalizar... Não concordo, somos todos diferentes, e afinal tão iguais, ou não será assim? Não defendo nenhuma parte em particular, tenho colegas que nem para eles são bons, existe utentes que só ao pontapé, mas só é só um trabalho com o qual sustento a minha familia. Um bem haja a todos. 

Enviado do meu NOS NEVA 80 através de Tapatalk

Em todos os lugares há pessoas boas e pessoas más. No caso da EMEL dada a actividade que desenvolve de penalização das infracções ( apenas as infracções?) está especialmente sob escrutínio, e mesmo os melhores não podem fazer boa figura, fará os menos bons ou os piores.

Uma dúvida que tínhamos aqui e talvez possas responder é a área de actuação, nos termos da lei a EMEL apenas pode intervir em parques de estacionamento, mas existem companheiros que referem multas em cima do passeio. Na minha opinião trata-se de um crime de abuso de poder, que incide solidariamente sobre a empresa (se deu essa ordem) e pessoalmente de forma solidária sobre o agente autuante. Podes confirmar se a EMEL tem intervenção sobre estacionamentos, ou paragens, em passeio e se existem ordens nesse sentido da empresa aos seus funcionários?

Spritmonitor.de" border="0 Suzuki SV650A "Back to Classics"
"Viver a vida não é esperar que a tempestade passe, é aprender a andar à chuva"

ivocaturra

  • Visitante
Re: Poderes da EMEL em multar
« Responder #44 em: 12 de Outubro de 2016, 10:21 »
Sim tem. Autua nessas condicoes, desde 2005. No código da estrada refere que as competências para tal são também dadas às câmeras municipais. A EMEL é empresa municipal. Logo está dentro da legalidade. Em relação ao parque tarifado, também já os privados o podem fazer...

Enviado do meu NOS NEVA 80 através de Tapatalk


Offline AngusOg91

  • MaxiScootard Júnior
  • *
  • Join Date: Out 2016
  • Mensagens: 12
  • Localidade: Cascais
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Yamaha
  • Modelo: X-Max 125 2009
Re: Poderes da EMEL em multar
« Responder #45 em: 21 de Outubro de 2016, 18:21 »
Tenho que discordar do entendimento da consultora jurídica da Automotor, que dá origem a este tópico. É verdade que o DL 327/98 equipara funcionários da EMEL a agentes de autoridade administrativa para efeitos da fiscalização nas ZEDL, mas desde então surgiu já o DL 44/2005 que atribui competência para a fiscalização do trânsito e disposições do Código da Estrada às câmaras municipais, relativamente às vias sob sua jurisdição (art. 5º/1 al. d)).

Acho que deve concluir-se que os passeios integram a via pública e a proibição existente no Código da Estrada de estacionamento fora dos locais especialmente designados para tal, dentro de localidades (art. 48º/4), inclui o passeio. A via pública sob jurisdição da câmara municipal integram todo o município, e vai para além das  ZEDL, que apenas abrangem uma parte dessa zona. A competência para fiscalização de zonas de estacionamento que emana do art. 2º do DL 146/2014 está pensada para entidades privadas concessionárias de zonas de estacionamento para além da EMEL.

Embora me desse mais jeito que a EMEL estivesse circunscrita  às ZEDL, parece-me que as suas competências são mais amplas. Por isso é que concordo com tudo o que disse o GRodrigues, que acho que tem toda a razão.

Há também aqui outro tópico de 2014 sobre os parques de estacionamento e EMEL em Lisboa, onde a discussão se prolonga até hoje e onde há algumas dúvidas sobre a isenção de tarifas das motas e a possibilidade de estacionamento em toda a ZEDL ou apenas nas Bolsas de estacionamento destinadas às motas.

É preciso dizer que o papel da EMEL é essencial e caso não houvesse fiscalização estaríamos a viver na terra do "vale-tudo", onde seria impossível carros, motas e pessoas circular. A manutenção da ordem e segurança nas cidades está em grande parte ligada ao trânsito e por isso depende muito do papel exercido pelas entidades fiscalizadoras, e num momento em que se incentiva cada vez mais o uso de meios de transporte alternativos aos automóveis, para o bem da cidade e das pessoas, é preciso que haja esse controlo.
« Última modificação: 21 de Outubro de 2016, 18:26 por AngusOg91 »

Offline TMaxer

  • MaxiScootard
  • ****
  • Join Date: Out 2014
  • Mensagens: 2082
  • Localidade: Lisboa
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Ducati
  • Modelo: Multistrada 1200S
Re: Poderes da EMEL em multar
« Responder #46 em: 21 de Outubro de 2016, 23:25 »
Tenho de discordar... quando tirei a carta não havia EMEL e havia estacionamento... durante o inicio dos anos 90 houve um boom de transito e o estacionamento era um pouco mais selvagem do que é hoje, mas muitas coisas eram e eramos todos muito mais felizes e vivíamos todos muito melhor...


A EMEL não é nenhuma "santa salvadora da pátria e dos condutores", as fontes de receita são sempre as mesmas e a taxação sobre o transporte deve ser dos mais antigos da historia  _pol_

a EMEL passou a ser necessária a partir do momento em que se passou a exigir pagamento pelo estacionamento... se nao houvesse EMELl ninguem punha a moeda nos parquimetros.

E a EMEL so foi criada porque a policia se deixou de fiscalizar os mesmos... em zonas do pais onde nao ha "emeis", ainda é a Policia, PSP ou a Municipal que faz essa fiscalizacao...






Numa base de sustentabilidade e de dissuasão da tomada do espaço publico, até concordo com a taxação do estacionamento em muitas zonas de Lisboa, mas o problema é que a EMEL como foi regulamenta para ser mais um instrumento de saque ao cidadão, aplica sanções a quem estaciona de forma ilegal ou incorrecta completamente desproporcionais à realidade daquilo que é o poder de compra do cidadão médio  _Zang_ _Zang_ _Zang_

Se todos ganhassemos todos como o novo presidente da CGD, os 120 para bloquear um veiculo fariam sentido, nao o fazem num pais onde se ganhar 600 ou 700 em media  _thumbdown_


E mais, a EMEL é um instrumentalizada pelos interesses de quem manda e tem vindo a tomar cada vez mais o espaço publico, já tendo ultrapassado o limite da zona que lhe devia ter sido concessionada e tem começado a entrar cada vez mais no espaço publico que pertence a bairros residenciais onde há dezenas de anos havia acordos tácitos na melhor utilização do espaço colectivo por forma a que os moradores pudessem estacionar os seus carros... 



Depois admiram-se que cada vez ha menos gente a morar em Lisboa  _thumbdown_ _martelada_




Deixo-lhe um claro exemplo daquilo que afirmo, uma empresa que faz isto nao presta um servico publico... isto é puro parasitismo!




Uma câmara inimiga dos seus munícipes
ON OUTUBRO 18, 2016 BY MIGUEL BOTELHO MONIZIN COMENTÁRIO, DIVERSOS, PORTUGAL
file_000

Na Rua de Sapadores, a Polícia Municipal começou nos últimos dias uma série de raides de bloqueio de viaturas estacionadas no separador central. Como pode ser observado na foto acima, o separador central é igual a tantos outros onde desde sempre foi possível estacionar em Lisboa. Durante décadas, coberto de terra e arborizado. Desde há cerca de um ano, pavimentado, com recortes para as árvores. Toda a zona das Avenidas Novas tem separadores idênticos, onde é possível estacionar. O mesmo se aplica a inúmeras outras vias na cidade. Sendo a Graça um bairro bastante antigo da cidade, há moradores que estacionam habitualmente os seus carros ali há 50 ou 60 anos.

Há alguns dias, contudo, apareceu de manhã cedo a Polícia Municipal para rebocar as viaturas estacionadas no separador e bloquear as que não foi possível rebocar. Durante todo o dia, a carrinha da Polícia Munical ficou na vizinhança (estacionada onde estavam anteriormente as viaturas rebocadas, claro) a cobrar as multas e taxas de desbloqueio, para desespero e protesto dos moradores que perguntavam aos agentes onde poderiam estacionar, tendo em conta a dificuldade natural da zona, ainda para mais reforçada pelas inúmeras obras que cortaram quase totalmente as vias principais à volta. Muitos argumentaram com a óbvia questão de que a alteração a décadas de prática de estacionamento no local não podia ser assim revertida de um momento para outro sem aviso e sem sinalização.

A resposta da Polícia Municipal é impressionante. Foram ordens da Câmara Municipal de Lisboa, pois o separador central é uma “zona pedonal”. Se antes não multaram o estacionamento ali foi apenas por tolerância e boa vontade. Convenientemente, à entrada da rua vê-se a sinalização do futuro parque da EMEL, onde os residentes poderão estacionar mediante o pagamento de uma mensalidade.
« Última modificação: 21 de Outubro de 2016, 23:27 por TMaxer »

Offline Filipe Pombo

  • MaxiScootard
  • ****
  • Join Date: Dez 2013
  • Mensagens: 1879
  • Localidade: Albarraque-Sintra
  • Sexo: Masculino
  • Não conduzas + rápido que o teu anjo da guarda voa
  • Marca: Y Xmax 400
  • Modelo: VStrom 650
Re: Poderes da EMEL em multar
« Responder #47 em: 22 de Outubro de 2016, 08:07 »
concordo,  _pol_  cada vez mais existem casos de abusos de poder da EMEL e dos seus colaboradores.

Inclusive perseguição a certos  veiculos...já há algum tempo, fotografei nas amoreiras um carro da EMEL completamente mal estacionado e a atrapalhar muito mais o transito do que os que estavam a bloquear.. _martelada_


felizmente alguém da Policia municipal se vingou... e aí está, enquanto bloqueavam carros sem ticket, e próprios estacionados de forma ilegal, numa curva eforam eles bloqueados pela policia municipal  _lol_ _lol_ _lol_ _lol_ _lol_  :



e não não é fotomontagem:

porque um colega fotografou de angulo diferente:

(foto: Fabio Augusto)
« Última modificação: 22 de Outubro de 2016, 08:11 por Filipe Pombo »
Espirito Scootard

ivocaturra

  • Visitante
Re: Poderes da EMEL em multar
« Responder #48 em: 10 de Novembro de 2016, 11:55 »
Devo desde já dizer que sem saberem falam... A carrinha em questão ficou sem sistema de travagem. Ao atender a uma reclamação de um utente que queria sair de sua própria garagem. Como resposta à falta de travões foram colocados esses bloqueadores pela própria equipa com a finalidade de a travar... Cada um diz e fala o que pensa...

Enviado do meu NOS NEVA 80 através de Tapatalk


Offline NSilva

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Out 2016
  • Mensagens: 1080
  • Localidade: Lisboa
  • Sexo: Masculino
  • Marca: SYM
  • Modelo: GTS 300i EVO
Re: Poderes da EMEL em multar
« Responder #49 em: 10 de Novembro de 2016, 16:53 »
Ficar sem travões completamente ? Nem de mão nem de pé ? Tiveram azar mesmo

Enviado do meu NOS SLIM através de Tapatalk