Autor Tópico: BMW C600 SPORT 2015  (Lida 4416 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

SEAWOLF

  • Visitante
BMW C600 SPORT 2015
« em: 03 de Janeiro de 2016, 23:17 »
Caros "Maxiscooterianos",


Hoje é o meu primeiro dia noCPM e já deu para ver que a entre-ajuda reina no Fórum e nesse sentido aproveito para perguntar aos proprietários de Maxiscooters iguais à minha se já tiveram problemas de transmissão, principalmente a frio, mas também a quente, embora menos! O que noto é uma trepidação inaceitável, tendo em conta o preço a pagar pela mota. A trepidação nota-se no arranque, caso se arranque devagar ou então quando tenho que reduzir a velocidade e acelero de novo. Pensei eu, que comprando uma Scooter de uma marca de referência, estaria livre de quaisquer problemas relativos à fiabilidade, no entanto segundo parece, não estou. Já falei sobre o assunto no Concessionário e não deram muita relevância, pois dizem que é mesmo assim!!!?!?!?!?!? Além deste problema, tambem já acendeu a luz do ABS, por mais que uma vez, o qual irei em breve verificar o que causa esta anomalia.
Enfim ... apenas procuro alguem que partilhe este tipo de anomalias, para que se possa tomar uma ação concertada junto do Fabricante, isto porque, a união faz a força.

Muito obrigado.

Paulo Santos

Offline José Bairrada

  • Assembleia Consultiva
  • MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Nov 2011
  • Mensagens: 1695
  • Localidade: Vila Franca De Xira/ ANSIÃO
  • Sexo: Masculino
  • Nunca trates a mota por TU!
  • Marca: Apeado
  • Modelo: Apeado
Re: BMW C600 SPORT 2015
« Responder #1 em: 03 de Janeiro de 2016, 23:21 »
Neste mesmo quadro existem algumas informações, existem também dois diários de bordo, que podes ler o que os proprietários relatam na primeira pessoa.

Podes tu também criar um diário de bordo, segundo as normas e expores lá a tua vivência diária com a tua maxiscooter.
Nunca discutas com um idiota que ele arrasta-te até ao nível dele, e depois vence-te em experiência.

Offline Sapiens21

  • Super MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Dez 2010
  • Mensagens: 12406
  • Localidade: Évora
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Honda
  • Modelo: DN-01 - " O Tubarão"
Re: BMW C600 SPORT 2015
« Responder #2 em: 03 de Janeiro de 2016, 23:25 »
Sim, efectivamente esse relato não é estranho a muitos dos que conheceram, leram e partilharam algumas mensagens com um ex-membro do CPM que também teve uma BMW, ainda que no caso dele fosse a C650GT que partilha a esmagadora maioria ( se não mesmo todos!) os órgãos mecânicos com a C600 Sport.

Aqui a diferença reside em que a tua é de 2015 (é o novo modelo anunciado, ou a tua ainda é da geração anterior?)  _pensador_ e eu estava verdadeiramente convicto que esses problemas estavam já ultrapassados, ou pelo menos minimizados ao ponto de não se fazerem sentir como relatas.... :-\

Havia uma expressão utilizado nesse D.B. (curiosamente pelo próprio proprietário do modelo), que dizia que a sua maxiscooter tinha uma arranque semelhante a um tractor, literalmente...


EDIT: Reparei que a tua é a C600 Sport, pelo que efectivamente é do modelo anterior. A nova tem a designação C650 Sport.
« Última modificação: 03 de Janeiro de 2016, 23:28 por Sapiens21 »

SEAWOLF

  • Visitante
Re: BMW C600 SPORT 2015
« Responder #3 em: 03 de Janeiro de 2016, 23:50 »
Apesar de, no geral,  estar super satisfeito com ela, pois é fantástica num sem numero de itens, a verdade é que estou a ficar preocupado com a transmissão!!!  Na realidade gostaria de saber se alguém tinha recorrido a algum Concessionário e lhe tinham resolvido o problema ou se terei que lidar com este problema, para todo sempre! :(




Offline Sapiens21

  • Super MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Dez 2010
  • Mensagens: 12406
  • Localidade: Évora
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Honda
  • Modelo: DN-01 - " O Tubarão"
Re: BMW C600 SPORT 2015
« Responder #4 em: 03 de Janeiro de 2016, 23:54 »
Tenho relativamente presente que o concessionário MotoMil terá sido um dos que tentou de tudo para minimizar a sensação que descreves e que, como disse anteriormente, se passou com um ex-companheiro aqui do fórum.

Que tudo se resolva.  _convivio_

Offline las125

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Nov 2015
  • Mensagens: 272
  • Localidade: Corroios
  • Sexo: Masculino
  • Devagar, devagarinho...
  • Marca: Honda
  • Modelo: VFR800x Crossrunner
Re: BMW C600 SPORT 2015
« Responder #5 em: 04 de Janeiro de 2016, 00:38 »
Boas SEAWOLF,

Pela breve busca que fiz no google encontrei algumas páginas onde o problema de transmissão é mencionado assim como uma lista de outros problemas talvez inerentes a um produto novo ao qual foram sendo feitos ajuste posteriores e recalls.
exemplo:
http://majestyusa.com/forums/viewtopic.php?f=27&t=12026&p=90114&hilit=BMW#p90114

ou melhor aqui... o problema concreto...
http://maxi-scoots.com/scoot/index.php?topic=5703.0
Alguns comentam que pode acontecer e que resolve-se com nova transmissão (não BMW).
Aconselharia insistir no assunto com o concessionário.

Boas maxiVoltas!
Honda VFR800x Crossrunner
BMW F650 - 70k
Yamaha NMax
Piaggio Ciao x2 - infinitas!

SEAWOLF

  • Visitante
Re: BMW C600 SPORT 2015
« Responder #6 em: 04 de Janeiro de 2016, 20:44 »
Viva Las125,

Muito obrigado por tão pronta e completa resposta.
Irei de novo ao Concessionário e farei questão que a minha queixa fique registada no sistema ... é inadmissível que uma marca Premium não assuma o erro e faça automaticamente um recall de todas as unidades. Irei ate às ultimas consequências, entretanto darei noticias sobre eventuais novidades.

Abraço

Paulo Santos

Offline moto2cool

  • MaxiScootard
  • ****
  • Join Date: Mar 2015
  • Mensagens: 2290
  • Localidade: Porto
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Suzuki
  • Modelo: SV 650 A
Re: BMW C600 SPORT 2015
« Responder #7 em: 04 de Janeiro de 2016, 21:57 »
Eu diria para exigires que te garantam a qualidade inerente ao modelo que pagaste e cujo preço tem implícito esse mesmo padrão de qualidade, mas depois de ver o flop da WV já não espero muito das marcas alemãs. Acho que passaram a fase de garantir a qualidade para se dedicarem à exploração do que em tempos foi a indiscutível qualidade alemã  _thumbdown_
Spritmonitor.de" border="0 Suzuki VStrom 650
"Viver a vida não é esperar que a tempestade passe, é aprender a andar à chuva"

Offline TMaxer

  • MaxiScootard
  • ****
  • Join Date: Out 2014
  • Mensagens: 2087
  • Localidade: Lisboa
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Ducati
  • Modelo: Multistrada 1200S
Re: BMW C600 SPORT 2015
« Responder #8 em: 04 de Janeiro de 2016, 22:56 »
o Dieselgate nao tem nada a ver com falta de qualidade... tem a ver com a incapacidade e a inépcia em cumprir nova legislação que talvez até na altura fosse demasiado ambiciosa em termos de objectivos face ao que realisticamente podia ser realizado face à tecnologia existente pelas marcas _pol_ .

Dada as noticias que tem vindo emergido nos ultimos meses, se formos mesmo a medir rigorosamente as emissoes, praticamente nenhuma marca passa sem macula no teste de cumprimento das emissões, a diferença é que a maioria não as consegue cumprir por incapacidade, e a VW não as cumpre porque deliberadamente criaram um sistema destinado a falsear as leituras.  _pol_


"Batota" é coisa que não falta na historia automóvel e sobretudo na historia da competição automóvel... não ha marca que não tenha nódoa... seja ela Alemã, Francesa, Inglesa ou Japonesa _lol_ _lol_ _lol_





Voltando à C600 Sport... em primeiro lugar, parabéns pela aquisição é uma maquina espectacular  _pol_ e o único motivo pelo qual nao está uma na minha garagem neste momento é precisamente pela minha desconfiança face ao problema que relatas.


Infelizmente, ja houve um DB de uma C650 cá no forum que foi adquirida logo que o modelo chegou ao nosso país, onde o problema da transmissão foi amplamente exposto, desde que ele se começou a manifestar até à 1ª intervenção em garantia, onde se instalou uma embraiagem "revista e melhorada" que trouxe algumas melhoria mas que infelizmente não anulou o problema.



O problema que relatas (na minha opinião) deve-se do motor ter muita potencia e binário e ao facto de a embraiagem na C600 e C650 ser uma embraiagem normal, enquanto que a embraiagem de outras scooters desta gama serem embraiagens banhadas a oleos.

Para ilustrar aquilo que estou a dizer:

A embraiagem C600 é tipo esta:



Arrefecida a ar, a rotacao do motor faz com que os "ferodos" "agarrem" a campanula e transmitam o movimento à roda


Embraiagem de outras scooteres do segmento:




Este tipo de embraiagem tem estes discos dentro de uma espécie de campânula, resultando o movimento do motor na compressao dos discos com os com material de friccao contra os discos lisos, ficando solidários. Como o esforço está mais distribuído e o oleo mantém a temperatura podes fazer os arranques a fundo que quiserem que nao tens os problemas originados por sobreaquecimento


Com uma utilização intensiva no "para-arranca" na BMW (e novamente na minha opiniao) é facil para o componente sobreaquecer e deformar a campanula, dada a enorme disponibilidade de potencia e binário do motor.

Ao que sei, a BMW ja lançou 3 modelos de embraiagem para tentar resolver esta situação  _pol_ outro companheiro que tem uma C600 cá do CPM diz que a dele não tem este problema, pelo que para comecar tentaria saber junto do concessionário se a tua ja tem o "ultimo modelo". A BMW tem um sistema de recalls, que é fácil para o concessionário ver se a tua scooter tem alguma chamada pendente ou nao  _pol_

No caso de ja terem uma do "ultimo" modelo, e se a situação está um pouco extrema o melhor é pedires uma intervenção para verem se esta tudo ok com o componente e perceber se haverá algum problema ou necessidade de limpeza desta zona  _pol_


Como o concessionário já te disse, isso não é tanto defeito mas sim "feitio" e na minha opinião a transmissão da BMW fica tecnicamente aquem de outras do segmento, sendo para mim o ponto que frusta a total satisfação na utilizacao dessa bela maquina  _pol_


Penso que a Dr Pulley tem uma embraiagem para essa maquina...  nao será a cura, mas poderá trazer melhorias... mas so experimentado é que se sabe  _pol_
« Última modificação: 04 de Janeiro de 2016, 23:37 por TMaxer »

SEAWOLF

  • Visitante
Re: BMW C600 SPORT 2015
« Responder #9 em: 05 de Janeiro de 2016, 21:57 »
Viva Tmaxer,

Muito obrigado pelos teus comentários tão esclarecedores, completos e objectivos. Sem dúvida és alguém que tem conhecimentos aprofundados desta temática, bem diferente da minha realidade!  :))

Andei uma vida a evitar as duas rodas motorizadas, até que em Fevereiro de 2015, decidi comprar uma Sym 125 GTS EVO de forma a facer face ao trânsito cada vez ele mais caótico, pois paciência para as filas sempre foi algo que me faltou. Rapidamente me apercebi que me tinha metido num caminho sem retorno e ficado "apaixonado" por este meio de transporte, rotulado de muito perigoso que o é, mas que me dava um grande prazer de conduzir que  acima de tudo me oferecia uma grande versatilidade no uso, permitindo ir a sítios e estacionar com facilidade, coisa que de carro se tornava quase impossivel de lá chegar!!!

Com o uso, percebi que queria mais, queria mais disponibilidade e capacidade de resposta do punho direito, mas para isso teria que tirar a carta e assim o fiz, até que depois de ver várias máquinas, me resolvi pela BMW - uma marca premium e sendo eu um novato nestas "andanças" era como que um garante de que a fiabilidade e qualidade estariam asseguradas! Após ter feito alguns quilômetros comecei a sentir algum trepidar, mais a frio, no entanto e tendo em conta a minha pouca experiencia, pensei ser normal, mas mesmo assim decidi começar a pesquisar e... et voilá...em cheio, verifiquei que havia mais companheiros a queixarem-se do mesmo tipo de problema nos mais diversos Foruns. Fiquei muito desapontado, pois o preço que tinha pago pela Maxiscooter seria para que jamais tivesse problemas deste tipo, no entanto a realidade é outra!!! Neste momento a transmissão em determinadas situações já faz algum barulho. Hoje mesmo me desloquei ao COncessionário a demonstrar mais uma vez o meu desapontamento e tive a garantia de que a mota irá ter (data ainda a definir) um recall para efectuar as alterações necessárias para resolver este problema, mais que sabido da marca, mas que não informaram no momento da compra!!! Fiquei mais sossegado com a comunicação, pois a forma como me foi transmitida a informação, desta vez, foi muito profissional a assertiva. Irei, pois, ficar a aguardar pelos desenvolvimentos, que os partilharei com todos. à margem deste problema, recebi em casa uma carta da BMW a informar que iria ser efectuado um recall para verificarem o sistema de travagem e eventualmente trocarem um tubo!!!

Após este pequeno "desabafo" e à margem deste problema, quero referir que a mota é um espetaculo, é potente, é super segura com um ABS fantástico, super manobravel, enfim ... um verdadeiro SONHO!

Até breve

PAulo Santos

Offline karloxilva

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Set 2013
  • Mensagens: 424
  • Localidade: Setúbal
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Suzuki
  • Modelo: Burgman AN400AZ ABS (Fev.2014)
Re: BMW C600 SPORT 2015
« Responder #10 em: 06 de Janeiro de 2016, 12:37 »
Quando se acelera para tirar a scooter do repouso há um momento em que os ferodos "agarram"no interior da campânula para fazer mover aquele peso de mais de 200 quilos, cá fora sente-se essa luta num trepidar traseiro, o movimento de arranque não é linear, até chega a ser incómodo. Acelera-se e aparentemente deixa-se de sentir esse incómodo, mas logo depois volta tudo ao princípio, basta que o trânsito nos faça ir mais devagar.
Bem-vindo ao célebre "problema da embraiagem" das Suzuki Burgman 400!

Não deixa de ser curioso, que depois da experiência de outras marcas que não pode deixar de estabelecer uma ligação entre o peso da scooter e o tipo de embraiagem, se caia no mesmo erro.

Na minha opinião, o problema da Suzuki 400 e da BMW é um problema de "sub-dimensionamento" da embraigem: queriam umas motas económicas a gastar pouco (mesmo com aquele peso) e esqueceram que a malta das maxi-scooters de vez em quando também gosta de ver a paisagem passar mais depressa e de enrolar e abrir o punho para perceber de que são capazes aqueles motores, e que gostando tanto delas até as levam para dentro das cidades congestionadas... depois...  pimba, descobre-se que aquelas scooters, com aquelas embraiagens e aqueles pesos (no variador e na estrutura)...
Agora "inventaram" as scooters "desportivas": mais leves no peso e nos pesos, molas e ferodos mais fortes nas campânulas das embraiagens. É que com a "desportividade" já podem justificar aqueles decilitros a mais de gasolina que não caía bem numa "turística" calminha e pesadona para passear com a cara metade. Fiz-me entender? É uma equação difícil, tão difícil que até houve marcas que de tanto pensarem na solução de movimentar o peso de "um sofá de 400 de cilindrada" decidiram deixar de ter modelo nessa gama deixando aos "chineses" essa aventura.

Aos "outros", lembro que o problema não aparece só em determinadas marcas e modelos. Arranques à moda de entregadores de pizzas, "condução desportiva", dão esfregas imensas no sistema. Ou limpa-lo amiúde ou tem-se problemas a prazo. É que a "coisa" vai aparecendo na medida em que o ferodo das "pastilhas" que "agarram" a embraiagem vai polindo o interior da campânula. Isto acontece em todas as scooters, só que umas são bem mais leves do que outras e este facto só se verifica passados muitos quilómetros. Para além da qualidade do material, ajuda muito que o sistema nunca tenha sido limpo, embraiagem e variador. Há muitos concessionários que não o fazem para que as intervenções sejam mais baratas. Fiam-se que quando o problema aparecer será só numa em segunda-mão.

Na minha, o problema era nas 3000 rotações, o tal momento de arranque. Já agora, quando a comprei também era um problema "resolvido" nos novos modelos.
Duas embraiagens depois, e depois de perguntar à marca que modelos de variador/embraiagem tinham a scooters mais pesadas, nomeadamente as italianas que não são mal conhecidas por isso, e depois de uma pesquisa pela experiência dos concessionários europeus da própria marca, a própria marca colocou-me Pollini e pesos de 11 gramas (tanto quanto me lembro).
Se resultou? Não me faltou oportunidade de mudar de modelo... mas ainda não encontrei de que gostasse mais.
Ah! Uma coisa que passei a tomar atenção: a cada mudança de óleo (6 em 6 mil, é semi-sintético) tira-se a tampinha da embraigem, limpa-se a campânula, variador e pesos...

Ao companheiro, aperte com eles.
Entretanto, percebendo o sentido do que afirmou, eu partilho da opinião de que as marcas "premium" só existem na nossa cabeça feita pelos publicitários. Quem deixa de perseguir e ler atentamente as características do que compra quando tropeça no logótipo, irá ter problemas.
É que, ao fim e ao cabo, são todas "chinesas" (tirando a minha, claro, que foi feita no Japão).





 
« Última modificação: 06 de Janeiro de 2016, 12:43 por karloxilva »
Duas rodas: o dobro da atenção

Offline TMaxer

  • MaxiScootard
  • ****
  • Join Date: Out 2014
  • Mensagens: 2087
  • Localidade: Lisboa
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Ducati
  • Modelo: Multistrada 1200S
Re: BMW C600 SPORT 2015
« Responder #11 em: 06 de Janeiro de 2016, 13:52 »
Caro Paulo,


A máquina e um espectáculo e é a minha maxi preferida embora seja minha opinião que nesta primeira investida nas Maxis a BMW não colocou o produto que muitos clientes gostariam de ver.

Há algumas arestas por limar, mas não há dúvidas que a c600 é um das melhores Maxis no mercado... E gozar dela e tentar que o problema das vibrações ( ou estremeções como diria um saudoso companheiro) seja minimizado.

Como o companheiro acima focou, este problema não é único na C600 embora pouca gente se queixe dele... É uma característica deste tipo de embraigem  _pol_


Porque não abrir um DB???  _pol_