Autor Tópico: Kymco DT 350: problemas de motor  (Lida 12056 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline José Bairrada

  • Assembleia Consultiva
  • MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Nov 2011
  • Mensagens: 1704
  • Localidade: Vila Franca De Xira/ ANSIÃO
  • Sexo: Masculino
  • Nunca trates a mota por TU!
  • Marca: Apeado
  • Modelo: Apeado
Re: Kymco DT 350: problemas de motor
« Responder #25 em: 04 de Maio de 2015, 09:04 »
Regra geral na ideia de muita gente uma marca que faz recalls é associada a uma marca problemática... Eu pessoalmente penso que uma marca que faz recalls é uma marca sincera, honesta e que não têm problemas em assumir que errou. Preocupa-se com a segurança e com o investimento que fizemos ao optar por determinada marca em vez de uma que não sabe resolver os defeitos de fabrico nem se interessa em encontrar o problema do produto que vendeu.

Apenas quis desmistificar a ideia, que apenas algumas marcas, menos reconhecidas, fazem recalls e que apenas essas marcas tem problemas.
Nunca discutas com um idiota que ele arrasta-te até ao nível dele, e depois vence-te em experiência.

Offline Sapiens21

  • Super MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Dez 2010
  • Mensagens: 12415
  • Localidade: Évora
  • Sexo: Masculino
Re: Kymco DT 350: problemas de motor
« Responder #26 em: 05 de Maio de 2015, 13:09 »
Não sei o que se passou entre o dia 30/Abril e o dia de hoje....mas o que é um facto é que a publicação francesa Motoservices.com  alterou o título da notícia, mantendo integralmente o texto.... _pensador_

vicente

  • Visitante

Offline karloxilva

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Set 2013
  • Mensagens: 429
  • Localidade: Setúbal
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Suzuki
  • Modelo: Burgman AN400AZ ABS (Fev.2014)
Re: Kymco DT 350: problemas de motor
« Responder #28 em: 05 de Maio de 2015, 16:39 »
Quando tinha a Burgman 125 fui chamado para substituir a injecção, fi-lo apesar de nunca ter tido qualquer problema. Aqui para nós, prefiro uma marca que me chame a outra que de mansinho me vai fazendo aguentar até passar a garantia ou fazer desaparecer o modelo. "Teve azar".
É verdade que nenhuma marca fabrica todos os componentes das suas motas/carros, e está sujeita a "acidentes". Exemplos que conheço, podia começar com um Hyundai Accent que ora não subia ora não descia o vidro do condutor, "meta-lhe pó-de -talco que é atrito"... meses depois, "Ah, isso foi uma série do modelo antigo que trazia um motor de elevador subdimensionado, o novo já não é assim". Mau exemplo, uma marca "barata". Então, que tal os Fiestas que obrigavam os proprietários desses Ford a trazerem garrafas de óleo na bagajeira?, "Foi uma série em particular, hoje está resolvido". Pena não o terem informado "just in time" os que perderam dinheiro e paciência nas oficinas... ou o Civic que levou dois turbos "Ah, isso foi uma série que saiu com problemas, foi montado em Inglaterra, teve azar"... garanto que não me disse "Honda é Honda" porque eu lembrar-me-ia de um tipo a gozar com a minha cara.

Não há marcas infalíveis, mesmo que tenham montagem e controlo de qualidade avançados não há como o crivo da utilização diária para o "teste drive" decisivo de um produto. Ou será que alguém ainda acredita que um teste de uma revista feito numa máquina, a maioria das vezes ainda em rodagem, esticada para ver "o que dá", é o melhor conselho para comprar? Bem melhor pesquisar na Internet, procurar em várias línguas e fazer fé de quem se sentiu defraudado não guarde para si até ver desaparecer a sua desilusão no "OLX"... Para que a informação salte, e se veja a sua frequência, ficando-se a saber se é "defeito" ou "feitio", há que não vestir camisolas, ou acaba-se a fazer o papel ridículo daqueles comentadores da TV que só vêem o seu clube à frente. Já agora, não levar a mal quem se sente defraudado e faz questão de torná-lo público, quem assim o faz é porque já esgotou todas as possibilidades de resolver o problema com o revendedor e a marca.

E é aqui que a marca se faz valer, no respeito que tem pelo cliente. Pode ser uma marca barata, mas pode identificar um "elo fraco" e tentar resolvê-lo com cliente, ou ignorá-lo, sabendo que ainda se tornará mais "barata".

A Kymco é a marca mais importante de Taiwan ("prontos", da China), superior em importância nas vendas globais à compatriota Sym, "best-seller" entre nós.
O que acho do "assunto" Kymco é que houve má gestão da pressão em meter alguma coisa a tempo da Feira e logo depois no mercado. Não me refiro ao nosso, cuja presença da marca comparada com o mercado espanhol, por exemplo, é insignificante. A marca detectou/assumiu/retirou, que melhor prática se lhe podia exigir? A Kymco, a par da Sym, estão em planos em que começam a desafiar as marcas grandes já não pelo "low cost" mas por oferecerem qualidade a um preço ajustado.

Qualidade intrínseca à parte, a etiqueta de um produto também se faz pagar, constatei-o na Expo quando olhei para a qualidade das soluções de montagem da scooter BMW: se outra marca pusesse aqueles parafusos nas laterais da carenagem frontal seria "para segurar os plásticos que se soltariam se os parafusos não estivessem lá", como é uma BMW é uma solução estilosa. Um pobre é bêbado, um rico é espirituoso...

[Editado] Em termos de fiabilidade o que é interessante é comparar o número de veículos vendidos com o número de avarias detectadas. Este é o rácio que diz algo de um modelo. A frequência e local das avarias é que diz das características de determinados produtos de determinadas marcas.
Há marcas que saem com produtos bons, outras assim assim, e outras nem assim. O valor da marca, por si só, só tem efeitos no "marketing". E nesta coisa de "valor", há jogos para tudo, por exemplo esta de um amigo que quis trocar uma Honda Integra 700: "Que azar, logo essa que já saiu um modelo melhorado". Pergunto: então o modelo anterior não era o supra-sumo? Foi substituído, já não presta?
O que é bverdade é que há marcas estabelecidas que falham e outras "baratas" que surpreendem, o melhor é estar atento. É para isto que servem sítios como esta "casa", para partilhar a informação que outros não prestam porque têm algo a defender. Foi assim que cá vim parar.
Cuidado com as generalizações porque "Chinas" há muitas.
Desculpem o "esticanço"...
« Última modificação: 05 de Maio de 2015, 17:21 por karloxilva »
Duas rodas: o dobro da atenção

Offline nunompires

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Abr 2010
  • Mensagens: 1152
  • Localidade: Odivelas
  • Sexo: Masculino
  • Marca: SYM
  • Modelo: GTS 250 I
Re: Kymco DT 350: problemas de motor
« Responder #29 em: 06 de Maio de 2015, 12:39 »
O Clemente teve uma má experiência, eu pelo meu lado com a dita chinoca so tenho bem a dizer, existem modelos... e modelos o meu saiu excelente.

Ainda bem que esse modelo saiu bom da Honda. Da Honda so digo eles pensam melhor as coisas, tb com tanta experiência no mercado... se assim não fosse.

Mas tb ja vi grandes........... cag........ da Honda, looool


Abraço a todos e vão e passear com as vossas esposas, e se virem uma gts 250 i a passar a 165 km por voçes sou eu, loool

 _Rolley_
[/URL]

vicente

  • Visitante
Re: Kymco DT 350: problemas de motor
« Responder #30 em: 06 de Maio de 2015, 14:09 »
O Clemente teve uma má experiência, eu pelo meu lado com a dita chinoca so tenho bem a dizer, existem modelos... e modelos o meu saiu excelente.

Ainda bem que esse modelo saiu bom da Honda. Da Honda so digo eles pensam melhor as coisas, tb com tanta experiência no mercado... se assim não fosse.

Mas tb ja vi grandes........... cag........ da Honda, looool


Abraço a todos e vão e passear com as vossas esposas, e se virem uma gts 250 i a passar a 165 km por voçes sou eu, loool

 _Rolley_

Boas grande Nuno, pois foi uma experiência que não desejo ao meu maior inimigo, 6000 euros de mota e ficar sem mota e sem dinheiro, só as pessoas colocando-se no meu lugar poderão dar a devida importância, apesar de eu gostar da Kymco e em especial dos 3 melhores modelos deles, a minha Downtown  300  comprada nova em 2011 aos 7000 kms já estava a levar um rolamento novo na roda da frente e aos 10.000 partiu 2 correia de transmissão e só ficou boa levando a transmissão completa , correia variador roletes etc,etc, , despachei-a logo, e depois seguiram-se 2 Sym 400 e a dita cuja 600 , portanto tenho 5000 kms na Integra e quando ela der problemas eu estarei aqui para descascar o relógio Suiço.
Gosto muito desta Downtown mas com o preço muito baixo deixa-me desconfiado, faz-me lembrar a 600 com o preço canhão, mas depois................!

Boas curvas,  _convivio_

Nuno Robin

  • Visitante
Re: Kymco DT 350: problemas de motor
« Responder #31 em: 17 de Setembro de 2015, 13:54 »
Venham elas para Portugal... já estou a pensar na hipótese de tirar a carta e mudar a minha DT 125 para uma DT 350 ;)

sergio2013silva

  • Visitante
Re: Kymco DT 350: problemas de motor
« Responder #32 em: 17 de Novembro de 2015, 09:54 »
Rapaziada acalmem la a vossa furia :)) tem razao quem diz que os problemas podem acontecer com qualquer marca em qualquer altura pois os mesmos dependem de varios factores que nem sempre podemos controlar.
Ja vou na casa dos 45 e ja tive a minha parte de motorizadas,motos,e scooters e todas elas de alguma forma me deram problemas.
Neste momento tenho a scooter com o nome mais ridiculo que ja vi JIALING 125CC as famosas CHINESAS.
Comprei usada por 500euros pois a minha Sym ardeu totalmente num incendio que tive na garagem.
Quando a comprei com o dinheiro que tinha na altura pensei logo que teria feita a pior asneira da minha vida,  o certo é que passados 3 anos e muitos km em cima o unico gasto é na gasolina e pouca pois é super economica.
Claro que ja mudou roletes nestes 3 anos mas como tenho alguns conhecimentos de mecanica e a mesma e tao simples eu mesmo compro as peças e faço o trabalho.

admin18

  • Visitante
Re: Kymco DT 350: problemas de motor
« Responder #33 em: 30 de Janeiro de 2017, 16:52 »
Este tópico foi objecto de intervenção por parte da moderação. Nesse âmbito e como resultado, foi apagada uma mensagem por violação do termo de aceitação de registo, assim como as repostas a essa mesma mensagem.