Autor Tópico: Yamaha Nmax 2015  (Lida 74799 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline strikereg

  • MaxiScootard Júnior
  • *
  • Join Date: Set 2016
  • Mensagens: 20
  • Localidade: Massama
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Apeado
  • Modelo: Apeado
Re: Yamaha Nmax 2015
« Responder #200 em: 10 de Novembro de 2016, 16:37 »
Parece que "pela calada" temos um lifting da NMAX em termos de cores, para 2017 (já estão no site).

Novas cores para escolha (Matt Grey e Anodized Red (em vez de Titanium Grey e o vermelho normal).
As cores escolhidas alteram também a cor de alguns elementos como as jantes, que passam a ser pretas exceto com a carroçaria "Milky White".

PLC

  • Visitante
Re: Yamaha Nmax 2015
« Responder #201 em: 27 de Janeiro de 2017, 14:05 »


Acham que estes valores da pressão dos pneus para a NMAX estão corretos?

Ou seja a mesma pressão para 1 ou 2 passageiros?

Offline Pianoman

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Ago 2011
  • Mensagens: 1463
  • Localidade: Charneca da Caparica
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Honda
  • Modelo: NC750 XD
Re: Yamaha Nmax 2015
« Responder #202 em: 27 de Janeiro de 2017, 14:51 »
Na minha NC é a mesma coisa. Valores iguais para 1 ou 2 pessoas.
Daelim S3 125:Ago11->Jul12(14k);Maxsym 400i:Jul12->Mai13(21k);Maxsym 400i ABS:Jun13->Mai14(18k);Maxsym 600i ABS:Mai14->Jan15(12k)
Honda NC750XD
  

PLC

  • Visitante
Re: Yamaha Nmax 2015
« Responder #203 em: 27 de Janeiro de 2017, 15:04 »
Acho isso um bocado estranho, mas pronto.

Por curiosidade, fui ver o manual da X-MAX 125, e refere isto;



Ou seja, valores diferentes!

PLC

  • Visitante
Re: Yamaha Nmax 2015
« Responder #204 em: 27 de Janeiro de 2017, 21:00 »
Contactei a Motor7 e eles confirmaram na base de dados que a informação do manual da NMAX encontra-se correta.

Offline miguel ricardo

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Out 2016
  • Mensagens: 149
  • Localidade: oeiras
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Yamaha
  • Modelo: Nmax
Re: Yamaha Nmax 2015
« Responder #205 em: 27 de Janeiro de 2017, 21:39 »
no autocolante que vem no bau da nmax a indicação é o mesmo valor para uma ou duas pessoas.

PLC

  • Visitante
Re: Yamaha Nmax 2015
« Responder #206 em: 27 de Janeiro de 2017, 23:08 »
Nunca reparei nisso.

Offline falancio

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Fev 2017
  • Mensagens: 54
  • Localidade: Lx
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Apeado
  • Modelo: Apeado
Re: Yamaha Nmax 2015
« Responder #207 em: 27 de Fevereiro de 2017, 13:14 »
Pessoal,

A NMax vai ter campanha nos próximos meses? Quanto conseguiram por ela nova? (pago a pronto)

Offline miguel ricardo

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Out 2016
  • Mensagens: 149
  • Localidade: oeiras
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Yamaha
  • Modelo: Nmax
Re: Yamaha Nmax 2015
« Responder #208 em: 01 de Março de 2017, 23:08 »
a minha foi 2945€ +300€ documentação . pago a pronto não te dá desconto porque o vendedor tem interesse em fazer credito para receber comissão da financiadora .

Offline strikereg

  • MaxiScootard Júnior
  • *
  • Join Date: Set 2016
  • Mensagens: 20
  • Localidade: Massama
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Apeado
  • Modelo: Apeado
Re: Yamaha Nmax 2015
« Responder #209 em: 13 de Abril de 2017, 15:33 »
Parece que a Yamaha vai comercializar por cá a versão de 155cm3.
https://www.yamaha-motor.eu/pt/produtos/scooters/urban-mobility/nmax-155.aspx

Offline marb

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Jun 2013
  • Mensagens: 1187
  • Localidade: Santarém
  • Sexo: Masculino
  • Marca: BMW
  • Modelo: R1200 GS
Re: Yamaha Nmax 2015
« Responder #210 em: 15 de Abril de 2017, 18:53 »
Parece que a Yamaha vai comercializar por cá a versão de 155cm3.
https://www.yamaha-motor.eu/pt/produtos/scooters/urban-mobility/nmax-155.aspx
Uma novidade! Mais 3 cv e nm de binário. Deve chegar para"aquela ultrapassagem ao camião"! Mas atenção, quem a comprar não terá muita facilidade em vendê-la um dia, pois quem não tem carta só compra as 125; que tem, procura uma 300 ou 500!

A não ser que as coisas mudem entretanto!
10/2011-Honda Vision 110 (3600 km), 04/2012-Yamaha XMax 125A (8700 km), 07/2013-Yamaha XMax 250A (10000 km), 07/2014 Honda NC750D (18700 km),03/2016-Honda PCX 125 (8000 km), 04/2017-Honda CB500X (13400 km), 05/2018-Honda CBR650F (7170 km), 09/2018-BMW R1200 GS

Offline Opera_Phantom

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Abr 2017
  • Mensagens: 50
  • Localidade: Lisboa
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Yamaha
  • Modelo: NMax 125
Re: Yamaha Nmax 2015
« Responder #211 em: 25 de Abril de 2017, 20:17 »
Eu cá estou à espera da minha nova NMax, talvez no final desta semana já a tenha para começar a dar umas voltas...

Offline karloxilva

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Set 2013
  • Mensagens: 414
  • Localidade: Setúbal
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Suzuki
  • Modelo: Burgman AN400AZ ABS (Fev.2014)
Re: Yamaha Nmax 2015
« Responder #212 em: 24 de Janeiro de 2018, 17:51 »
Tenho andado a pensar em adquirir  uma 125. Baseado no critério do Consumo, restringi a escolha entre a Honda PCX e a Yamaha NMax.
Vistas as hipóteses à lupa, e esquecendo gostos estéticos sobre os quais não me pretendo debruçar agora, inclino-me para a NMax. Acho que o ABS compensa a diferença no preço.
Todavia, há algo que me desperta curiosidade, a "rigidez" da suspensão de que alguns falam e outros omitem.
Que me dizem os utilizadores e testadores sobre este item?

[Se não houver nada em contrário, irei a Sesimbra (Botas) para testar uma NMax no sábado...]
Duas rodas: o dobro da atenção

Offline Joao Santos

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Dez 2013
  • Mensagens: 1036
  • Localidade: Sta. Comba Dão
  • Sexo: Masculino
  • Marca: HONDA
  • Modelo: NC750S
Re: Yamaha Nmax 2015
« Responder #213 em: 24 de Janeiro de 2018, 19:23 »
Prefiro uma PCX com tambor e já tive 2.

A N-Max mesmo com ABS algumas travagens são assustadoras. No test que fiz fiquei desiludido.

É apenas a minha opinião e vale o que vale.

João  scooter_ _scp_ scooter_ _scp_
Yamaha SEROW 225/Yamaha FAZER 600 2000
Honda CG 125 1985/Honda CB 500 (Duas)1998 e 2003
Honda Hornet 2001/HONDA XLV 650  (Duas) 2002 e 2004
Honda FORZA 300 2014/HONDA PCX 125 (Duas) 13/2015

Offline scala

  • MaxiScootard Júnior
  • *
  • Join Date: Set 2017
  • Mensagens: 4
  • Localidade: Cruz de Pau
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Yamaha
  • Modelo: Xmax 125
Re: Yamaha Nmax 2015
« Responder #214 em: 25 de Janeiro de 2018, 04:29 »
 Tendo sido dono de uma nmax e ter andado em uma pcx umas vezes, prefiro a nmax.
 Por ter a sapata mais larga, dá mais segurança ou transmite mais segurança em curva...e o abs funciona...mesmo ;D.
 Em questão de rigidez...companheiro...são scooters..mais coisa menos coisa são parecidas e depois vai das costas de cada um ;D
 Entre uma e outra como se diz...são gostos e opiniões
Abraço e boas curvas...

 scooter_ _slb_ _slb_
Scala
yamaha nmax out 2016 a out 2017 13000km  yamaha Xmax out 2017-    3000km

Offline Nine Thousand

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Jul 2015
  • Mensagens: 66
  • Localidade: Portela LRS
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Yamaha
  • Modelo: NMAX 125
Re: Yamaha Nmax 2015
« Responder #215 em: 25 de Janeiro de 2018, 04:47 »
Tendo sido dono de uma nmax e ter andado em uma pcx umas vezes, prefiro a nmax.
 Por ter a sapata mais larga, dá mais segurança ou transmite mais segurança em curva...e o abs funciona...mesmo ;D.
 Em questão de rigidez...companheiro...são scooters..mais coisa menos coisa são parecidas e depois vai das costas de cada um ;D
 Entre uma e outra como se diz...são gostos e opiniões
Abraço e boas curvas...

 scooter_ _slb_ _slb_
Sou um feliz dono de uma nmax há uns três anos. Ela é a minha primeira mota. Como scooter é incrível. O ABS funciona e é um grande apoio para nos sentirmos seguros. Mas o principal é termos consciência dos nossos limites. Tal como nós automóveis. Como scooter tem os seus defeitos, como todas. É rija. Tem uns pneus pequeninos, mas gordinhos que nos deixam curvar em baixa velocidade como nenhuma outra. Concluindo, em cidade é perfeita.

Cumprimentos,
9000Mil


Enviado do meu VFD 710 através do Tapatalk


Offline fapoc

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Jun 2017
  • Mensagens: 70
  • Localidade: Lisboa
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Yamaha
  • Modelo: NMAX 125
Re: Yamaha Nmax 2015
« Responder #216 em: 25 de Janeiro de 2018, 12:39 »
Tenho andado a pensar em adquirir  uma 125. Baseado no critério do Consumo, restringi a escolha entre a Honda PCX e a Yamaha NMax.
Vistas as hipóteses à lupa, e esquecendo gostos estéticos sobre os quais não me pretendo debruçar agora, inclino-me para a NMax. Acho que o ABS compensa a diferença no preço.
Todavia, há algo que me desperta curiosidade, a "rigidez" da suspensão de que alguns falam e outros omitem.
Que me dizem os utilizadores e testadores sobre este item?

[Se não houver nada em contrário, irei a Sesimbra (Botas) para testar uma NMax no sábado...]

Tenho uma NMAX desde Junho e é o meu veículo do dia-a-dia desde essa data.

Desde já aviso que nunca andei de PCX. Posso, no entanto, dizer que a NMAX sem ser confortável não é intolerável. E o único piso que verdadeiramente incomoda é calçada irregular (por exemplo na Ribeira das Naus) ou outros pisos com  irregularidades de alta frequência.
Contudo, nada com experimentar.  ;)
Yamaha NMAX 125 2017 - 06/2017 a ??/???? - 0 a ??? kms

Offline karloxilva

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Set 2013
  • Mensagens: 414
  • Localidade: Setúbal
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Suzuki
  • Modelo: Burgman AN400AZ ABS (Fev.2014)
Re: Yamaha Nmax 2015
« Responder #217 em: 25 de Janeiro de 2018, 16:36 »
Obrigado aos companheiros que responderam.
Uma coisa que se ganha com o coleccionar da idade é a percepção da existência de algumas zonas do corpo que até aí passavam despercebidas, a coluna é uma delas. Quase a entrar na terceira década dos "enta", é normal a preocupação com itens que podem parecer anedóticos aos mais novos. A rigidez da suspensão, a altura do assento... são alguns deles. Como podeis ver aí ao lado, ando "mal habituado" no que toca a conforto, mas não foi sempre assim, e daí a minha questão.

No dia seguinte à publicação da "Lei das 125", em 2009, comprei uma Yamaha Cygnus X 125, uma rodas baixas (12/13 polegadas?) que, pasmei, vi por aí. Um motor que se podia teimar mas não dava mais do que se propunha, mas o que guardo na memória era a sua suspensão rija, bem rija, e nada auxiliada por uns pneus feitos da madeira das árvores da borracha cujo piso parecia transformar-se em massa consistente quando chovia. Quando a dose de adrenalina baixava, a rigidez do conjunto da suspensão parecia apostada em fazer-me odiar as duas rodas como meio de transporte alternativo. Troquei-a por outra 125, e depois como a maioria de nós fiquei "agarrado".
Já agora, e porque falei em "habituação", procurei ver que tipo de proposta tinha a Suzuki neste segmento, e zero. A Suzuki já não vende scooters 125.
Entretanto, consegui a possibilidade de experimentar a PCX, "Nunca digas desta água não beberei", e um "passarinho" disse-me que este ano surgirá um "novo modelo".
"O ABS? Pode ser que sim, mas vai ser mais cara". Registei que teve a hombridade de não argumentar que "O ABS numa 125 não faz falta".

« Última modificação: 25 de Janeiro de 2018, 16:38 por karloxilva »
Duas rodas: o dobro da atenção

Offline EMNovo

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Fev 2015
  • Mensagens: 150
  • Localidade: AVEIRO
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Honda
  • Modelo: Forza 125 ABS
Re: Yamaha Nmax 2015
« Responder #218 em: 25 de Janeiro de 2018, 17:37 »
Obrigado aos companheiros que responderam.
Uma coisa que se ganha com o coleccionar da idade é a percepção da existência de algumas zonas do corpo que até aí passavam despercebidas, a coluna é uma delas. Quase a entrar na terceira década dos "enta", é normal a preocupação com itens que podem parecer anedóticos aos mais novos. A rigidez da suspensão, a altura do assento... são alguns deles. Como podeis ver aí ao lado, ando "mal habituado" no que toca a conforto, mas não foi sempre assim, e daí a minha questão.

No dia seguinte à publicação da "Lei das 125", em 2009, comprei uma Yamaha Cygnus X 125, uma rodas baixas (12/13 polegadas?) que, pasmei, vi por aí. Um motor que se podia teimar mas não dava mais do que se propunha, mas o que guardo na memória era a sua suspensão rija, bem rija, e nada auxiliada por uns pneus feitos da madeira das árvores da borracha cujo piso parecia transformar-se em massa consistente quando chovia. Quando a dose de adrenalina baixava, a rigidez do conjunto da suspensão parecia apostada em fazer-me odiar as duas rodas como meio de transporte alternativo. Troquei-a por outra 125, e depois como a maioria de nós fiquei "agarrado".
Já agora, e porque falei em "habituação", procurei ver que tipo de proposta tinha a Suzuki neste segmento, e zero. A Suzuki já não vende scooters 125.
Entretanto, consegui a possibilidade de experimentar a PCX, "Nunca digas desta água não beberei", e um "passarinho" disse-me que este ano surgirá um "novo modelo".
"O ABS? Pode ser que sim, mas vai ser mais cara". Registei que teve a hombridade de não argumentar que "O ABS numa 125 não faz falta".

Ainda estou na primeira década dos "entas" e concordo que o conforto é muito importante.
Forza 125 ou XMax 125 estão fora de questão??
A Forza tem bons consumos e a meu ver é bastante confortável.
Não me pronuncio sobre a XMax pois nunca conduzi nenhuma.
São é bem mais caras que a PCX e NMax e mais altas. Mas mais adequadas para quem está habituado ao conforto da Burgman.

A nova Burgman 400 anuncia consumos bastante interessantes para uma 400 : 3,1 l/100 Km. Mas o preço já é outro, dá para 3 PCX ou NMax.

Abraço  scooter_
« Última modificação: 25 de Janeiro de 2018, 17:43 por EMNovo »
Eduardo Novo

Offline karloxilva

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Set 2013
  • Mensagens: 414
  • Localidade: Setúbal
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Suzuki
  • Modelo: Burgman AN400AZ ABS (Fev.2014)
Re: Yamaha Nmax 2015
« Responder #219 em: 25 de Janeiro de 2018, 20:45 »
EMNovo dixit:
Ainda estou na primeira década dos "entas" e concordo que o conforto é muito importante.
Forza 125 ou XMax 125 estão fora de questão??
A Forza tem bons consumos e a meu ver é bastante confortável.
Não me pronuncio sobre a XMax pois nunca conduzi nenhuma.
São é bem mais caras que a PCX e NMax e mais altas. Mas mais adequadas para quem está habituado ao conforto da Burgman.

A nova Burgman 400 anuncia consumos bastante interessantes para uma 400 : 3,1 l/100 Km. Mas o preço já é outro, dá para 3 PCX ou NMax.

Abraço  scooter_

-----------------------

Boas!
São ambas boas scooters , são 125 mas são a porta de entrada na gama das maxiscooters. Comparativamente àquelas de que falamos, são uma opção bem mais cómoda, e até segura direi, para quem quer sair da cidade ou faz percursos interurbanos. Só que, maior protecção, logo mais arcaboiço e mais peso, paga-se com mais consumo. Uma Forza 125 tem um bom consumo, mas metamos-lhe mais um litro, ou perto disso, aos 100 se o comparamos com o de uma PCX. Idem entre a XMax e a NMax, especulo.

A Suzuki bem pode anunciar "3,1" ou o que quiser em consumo, mas não acredito que o faça numa cidade "apertada" onde é difícil manter o andamento. E depois, 9 mil e tal euros por uma 400?!... quase uma TMax ou duas Kymco 400... Estão loucos, e se calhar até estão a vender uma scooter que ao contrário da anterior nem é montada no Japão.
A minha "velha" Burgman 400 faz-me médias de 3.8 fora da cidade se não me armar em "selvagem", mas se entro dentro da cidade (ainda por cima num percurso relativamente curto que nem chega a colocar o moto na temperatura óptima de funcionamento - a minha ao contrário da nova tem termómetro do motor, dá para ver) a média passa bem dos 4 e até pode chegar aos 5 litros. Isto é agarrar num bicho que gosta de ar livre e metê-lo a puxar uma carroça. Tão irracional como andar com uma mota pesada, permitam-me dizer.
Para quem olha a consumos, Cidade é igual a 125, ponto. Daí a decisão.
Quando a malta se queixa de que a "maxi" "saltita" nos arranques é sinal de que a pobre da embraiagem está suja por causa dessa utilização urbana castigadora, limpa-se e parece outra.
Por isso a ideia de uma scooter 125 mais pequena e menos consumista.

« Última modificação: 25 de Janeiro de 2018, 20:46 por karloxilva »
Duas rodas: o dobro da atenção

Offline carlospira

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Abr 2014
  • Mensagens: 490
  • Localidade: Montemor-o-Velho-Coimbra
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Piaggio
  • Modelo: Medley 125
Re: Yamaha Nmax 2015
« Responder #220 em: 26 de Janeiro de 2018, 11:07 »
Boas companheiro,
Já ontem me abstive de aqui colocar a minha opinião ( estavas a pensar nessas duas apenas ) , mas vendo que continuas com dúvidas, vou dar a minha.
Já equacionas-te a Piaggio Medley ??!!  Podes ver pelo meu DB que á excepção do problema do bloco de injecção ( problema daquela série apenas e mudado ao abrigo da garantia  )  nunca deu azo a avarias. É colocar gasolina e enrolar punho...
Rigidez do acento ? alguma ( também estou nos "enta" ) , roda alta (  óptimo para as calçadas ), ABS, MUITO ESPAAÇOO  ) debaixo do banco.  Muito manobrável em cidade para andar pelo meio dos enlatados, start&stop ( para quem gosta ).Consumos na ordem dos 2.4 a velocidades moderadas( 70/80 kms/h ) e 2.5/2.6 em velocidades de 90/100 kms/h.
Tem dois defeitos para mim, o depósito só leva 7 ltrs ( e isto dá apenas 240/250 kms de autonomia...) E também a velocidade  máxima é de apenas 110 kms/h...( só tem 12 CV, é curto...)
De resto penso ( na minha modesta opinião de 4 anos de paixão  por scooters  e 1500 kms/mês ) que é uma excelente opção a ter em conta, não só para cidade, mas também para vias rápidas/autoestradas.
O preço é de 3300 Euros já com docs. ( pode sempre aparecer uma campanha vantajosa )

Um abraço e espero ter ajudado

Boas curvas

 scooter_ scooter_ scooter_
 _scp_ _scp_ _scp_ _scp_


 
« Última modificação: 26 de Janeiro de 2018, 11:17 por carlospira »
Carlos Pires
Mama Sumae
Kymco Agility 125 -  32.000  kms
Piaggio Medley 125  - 0  kms  até... 31.000 kms para já.

Offline EMNovo

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Fev 2015
  • Mensagens: 150
  • Localidade: AVEIRO
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Honda
  • Modelo: Forza 125 ABS
Re: Yamaha Nmax 2015
« Responder #221 em: 26 de Janeiro de 2018, 17:05 »
EMNovo dixit:
Ainda estou na primeira década dos "entas" e concordo que o conforto é muito importante.
Forza 125 ou XMax 125 estão fora de questão??
A Forza tem bons consumos e a meu ver é bastante confortável.
Não me pronuncio sobre a XMax pois nunca conduzi nenhuma.
São é bem mais caras que a PCX e NMax e mais altas. Mas mais adequadas para quem está habituado ao conforto da Burgman.

A nova Burgman 400 anuncia consumos bastante interessantes para uma 400 : 3,1 l/100 Km. Mas o preço já é outro, dá para 3 PCX ou NMax.

Abraço  scooter_

-----------------------

Boas!
São ambas boas scooters , são 125 mas são a porta de entrada na gama das maxiscooters. Comparativamente àquelas de que falamos, são uma opção bem mais cómoda, e até segura direi, para quem quer sair da cidade ou faz percursos interurbanos. Só que, maior protecção, logo mais arcaboiço e mais peso, paga-se com mais consumo. Uma Forza 125 tem um bom consumo, mas metamos-lhe mais um litro, ou perto disso, aos 100 se o comparamos com o de uma PCX. Idem entre a XMax e a NMax, especulo.

A Suzuki bem pode anunciar "3,1" ou o que quiser em consumo, mas não acredito que o faça numa cidade "apertada" onde é difícil manter o andamento. E depois, 9 mil e tal euros por uma 400?!... quase uma TMax ou duas Kymco 400... Estão loucos, e se calhar até estão a vender uma scooter que ao contrário da anterior nem é montada no Japão.
A minha "velha" Burgman 400 faz-me médias de 3.8 fora da cidade se não me armar em "selvagem", mas se entro dentro da cidade (ainda por cima num percurso relativamente curto que nem chega a colocar o moto na temperatura óptima de funcionamento - a minha ao contrário da nova tem termómetro do motor, dá para ver) a média passa bem dos 4 e até pode chegar aos 5 litros. Isto é agarrar num bicho que gosta de ar livre e metê-lo a puxar uma carroça. Tão irracional como andar com uma mota pesada, permitam-me dizer.
Para quem olha a consumos, Cidade é igual a 125, ponto. Daí a decisão.
Quando a malta se queixa de que a "maxi" "saltita" nos arranques é sinal de que a pobre da embraiagem está suja por causa dessa utilização urbana castigadora, limpa-se e parece outra.
Por isso a ideia de uma scooter 125 mais pequena e menos consumista.

Concordo plenamente com tudo excepto com a diferença de 1 litro nos consumos da Forza e da PCX.
O pessoal que tem a PCX que se pronuncie, mas em condução normal deve fazer entre 1,9 a 2,3.
A Forza em condução normal faz perfeitamente entre 2,1 a 2,5 (a minha faz, inclusivamente a andar com pendura diariamente faz 2,6; se for para a autoestrada já faz mais, mas certamente que a PCX também; se andar entre os 80/90 Km/h faz bem 2,1/2,3 L/100 Km Com/Sem pendura).
Claro que há vários factores que podem fazer variar estes valores: tipo de condução, peso condutor/pendura/bagagem, vento, chuva, piso, estado de manutenção da scooter, tipo de percurso (que por vezes quase não permite que o motor chegue à temperatura ideal), etc...
Mas o que quis realçar é que a diferença de consumos entre a PCX e a Forza ronda os 0,2 a 0,3 ao 100 Km/h.
O melhor mesmo é testar as 2 (novas de preferência) e verificar a diferença.
Mais uma vez não me pronuncio à XMax e à NMax quanto a consumos porque não tenho a minima ideia.

A Burgman realmente é muito cara e só tem sentido para "andar maioritariamente ao ar livre"  :)

Abraço  scooter_
Eduardo Novo

Offline karloxilva

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Set 2013
  • Mensagens: 414
  • Localidade: Setúbal
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Suzuki
  • Modelo: Burgman AN400AZ ABS (Fev.2014)
Re: Yamaha Nmax 2015
« Responder #222 em: 26 de Janeiro de 2018, 19:58 »
Companheiro carlospira, obrigado pela tua intervenção. Para não abusar da paciência dos moderadores, respondi no tópico aberto para a Piaggio Medley 125:
http://clubeportuguesmaxiscooters.org/forum/index.php/topic,26597.msg90160126.html#msg90160126

Companheiro EMNovo: não contesto, faz todo o sentido. Mas o preço também é de gama superior.
« Última modificação: 26 de Janeiro de 2018, 20:01 por karloxilva »
Duas rodas: o dobro da atenção

Offline marb

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Jun 2013
  • Mensagens: 1187
  • Localidade: Santarém
  • Sexo: Masculino
  • Marca: BMW
  • Modelo: R1200 GS
Re: Yamaha Nmax 2015
« Responder #223 em: 26 de Janeiro de 2018, 20:37 »
Concordo com o João Santos e a minha escolha (por a ter tido uma durante 1 ano) seria a PCX. Mesmo sem ABS trava bem e nunca me senti inseguro por o não ter.

Antes de a comprar, experimentei a NMax e senti-me melhor a conduzir a PCX e foi por isso que a escolhi.

Boa escolha.
10/2011-Honda Vision 110 (3600 km), 04/2012-Yamaha XMax 125A (8700 km), 07/2013-Yamaha XMax 250A (10000 km), 07/2014 Honda NC750D (18700 km),03/2016-Honda PCX 125 (8000 km), 04/2017-Honda CB500X (13400 km), 05/2018-Honda CBR650F (7170 km), 09/2018-BMW R1200 GS