Autor Tópico: Cartão de Emergência do Motociclista  (Lida 18474 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline B_Black

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Ago 2011
  • Mensagens: 306
  • Localidade: S. António da Caparica / Costa da Caparica
  • Sexo: Masculino
  • A rolar com style :P
  • Marca: Kymco
  • Modelo: Downtown 125i
Re: Cartão de Emergência do Motociclista
« Responder #25 em: 18 de Janeiro de 2013, 23:06 »
Rodrigues1, o companheiro B Black já esta desatualizado, como podes ver no link que a Licas deixou, o INEM publicou na sua pagina oficial o cartão,forma como preencher, e o credito a sua ideia, tal como o cartão ter o LOGOTIPO do INEM.

Que mais é preciso para ser "oficial"?

Eu continuo a dizer que nos meios de comunicação para os operacionais ainda não foi transmitida qualquer informação. Os meios de comunicação para os operacionais não são o facebook, a página web ou afins, existem efectivamente formas oficiais para nos ser dada a informação todos as restante não são válidas, logo não estou desactualizado como o companheiro Cromix diz.
 E não posso tomar qualquer decisão através deste cartão, pois não se trata de um documento oficial.
O que as pessoas se esquecem é que se tomarmos uma decisão errada por termos lido um papel que não tem qualquer validade oficial, quem vai sentar o rabinho no tribunal é o mexilhão e não o instituto que apoia a iniciativa.
Quando somos agredidos em serviço quem paga o advogado e as despesas judiciais somos nós e não o instituto, por isso eu penso que alguém que tenha dois dedos de testa faça o mesmo que eu.
Continuo a afirmar que o conceito é bom mas ainda precisa ser aperfeiçoado e não pode considerado fidedigno nestes moldes.
Há alguns anos atrás também surgiu a ideia de colocar nos telemóveis um registo na lista telefónica com as letras ECE (Em Caso de Emergência), mas nunca foi muito divulgado e era mais seguro pois há a possibilidade de contactar alguém próximo à vitima que poderá fornecer informações correctas.
Pensem que hoje levaram o capacete emprestado de um amigo e têm um acidente, como estão inconscientes e perderam sangue necessitam de uma transfusão após dar entrada na unidade hospitalar... Tumba... Levam com o sangue com o grupo sanguíneo do vosso amigo, que por azar não é igual ao vosso... Azar... Acham que vos vai dar saúde???
E depois processam quem???? Os tripulantes que leram o cartão??? O médico que ordenou a transfusão com o grupo errado pois lhe foi transmitido uma informação errada??? O enfermeiro que puncionou a veia???
Acaba sempre com alguém a responder em tribunal por causa destes erros.

Cumprimentos
« Última modificação: 18 de Janeiro de 2013, 23:17 por B_Black »
Membro CPM 2383
Fev. 2000 »»»»»» Honda SGX 50 Sky
Nov. 2012 »»»»»» Kymco DT 125i

rodrigues1

  • Visitante
Re: Cartão de Emergência do Motociclista
« Responder #26 em: 18 de Janeiro de 2013, 23:20 »
Por acaso tens algum documento oficial na tua carteira preenchido por ti?
Atenção Cromix que não estou a afirmar que a ideia do INEM é má, até bato palmas à iniciativa. só acho que se o cartão fosse totalmente preenchido pelo INEM baseado em análises feitas pelo Médico nem que fosse a pagar creio que seria o mais correto.
Abraço


Offline Licas

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Jul 2012
  • Mensagens: 767
  • Localidade: Amadora
  • Sexo: Feminino
  • Nabiça assumida! Muito prazer :D
  • Marca: Triumph
  • Modelo: Bonneville
Re: Cartão de Emergência do Motociclista
« Responder #27 em: 18 de Janeiro de 2013, 23:59 »
Eu continuo a dizer que nos meios de comunicação para os operacionais ainda não foi transmitida qualquer informação. Os meios de comunicação para os operacionais não são o facebook, a página web ou afins, existem efectivamente formas oficiais para nos ser dada a informação todos as restante não são válidas, logo não estou desactualizado como o companheiro Cromix diz.

Neste caso em particular então só posso concluir que a comunicação interna do INEM está a falhar. Antes da informação ser libertada para o exterior deveria ter sido comunicada internamente. Tenho de falar com o Pedro C.S. e puxar-lhe as orelhas :)
Karma is not a bitch. Karma is my best friend.

Offline B_Black

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Ago 2011
  • Mensagens: 306
  • Localidade: S. António da Caparica / Costa da Caparica
  • Sexo: Masculino
  • A rolar com style :P
  • Marca: Kymco
  • Modelo: Downtown 125i
Re: Cartão de Emergência do Motociclista
« Responder #28 em: 19 de Janeiro de 2013, 00:07 »
Neste caso em particular então só posso concluir que a comunicação interna do INEM está a falhar. Antes da informação ser libertada para o exterior deveria ter sido comunicada internamente. Tenho de falar com o Pedro C.S. e puxar-lhe as orelhas :)

Mas pode ser necessário um escadote, porque ele é alto...  _careta_ . Antigamente usava na identificação PC Santos e não Pedro C. S. , parece designação de Centro de Saúde.  _lol_
Membro CPM 2383
Fev. 2000 »»»»»» Honda SGX 50 Sky
Nov. 2012 »»»»»» Kymco DT 125i

Offline Licas

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Jul 2012
  • Mensagens: 767
  • Localidade: Amadora
  • Sexo: Feminino
  • Nabiça assumida! Muito prazer :D
  • Marca: Triumph
  • Modelo: Bonneville
Re: Cartão de Emergência do Motociclista
« Responder #29 em: 19 de Janeiro de 2013, 00:08 »
Mas pode ser necessário um escadote, porque ele é alto...  _careta_ . Antigamente usava na identificação PC Santos e não Pedro C. S. , parece designação de Centro de Saúde.  _lol_
E continua :) Um dia ainda o convenço a deixar a BMW para  comprar uma maxi  _lool_
Karma is not a bitch. Karma is my best friend.

Offline B_Black

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Ago 2011
  • Mensagens: 306
  • Localidade: S. António da Caparica / Costa da Caparica
  • Sexo: Masculino
  • A rolar com style :P
  • Marca: Kymco
  • Modelo: Downtown 125i
Re: Cartão de Emergência do Motociclista
« Responder #30 em: 19 de Janeiro de 2013, 00:32 »
E continua :) Um dia ainda o convenço a deixar a BMW para  comprar uma maxi  _lool_

Sym????  _lol_ _lol_ _lol_
Maxsym  _Rolley_ _Rolley_ _Rolley_
Membro CPM 2383
Fev. 2000 »»»»»» Honda SGX 50 Sky
Nov. 2012 »»»»»» Kymco DT 125i

Offline Licas

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Jul 2012
  • Mensagens: 767
  • Localidade: Amadora
  • Sexo: Feminino
  • Nabiça assumida! Muito prazer :D
  • Marca: Triumph
  • Modelo: Bonneville
Re: Cartão de Emergência do Motociclista
« Responder #31 em: 19 de Janeiro de 2013, 01:04 »
Sym????  _lol_ _lol_ _lol_
Maxsym  _Rolley_ _Rolley_ _Rolley_

Off-topic (sorry!!!) No caso dele... vejo-o mais com uma GT ou Burgman 650. Depende se ganha ou não as eleições, sei lá :P
Karma is not a bitch. Karma is my best friend.

Offline Cromix

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Nov 2012
  • Mensagens: 1394
  • Localidade: Samouco
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Sym
  • Modelo: Maxsym 400i ABS
Re: Cartão de Emergência do Motociclista
« Responder #32 em: 19 de Janeiro de 2013, 09:49 »
B_black eu volto a dizer que nenhum.hospital/medico te faz transfusao de sangue baseado em cartoes/informacao verbal. Ha exames para isso e rapidos ate.

Negar o apoio do INEM a iniciativa é impossivel neste momento, esta na sua pagina oficial facebook,tem o logotipo do inem e responderam a perguntas.

Honestamente eu prefiro preencher eu com os meus dados, do que pagar 20 ou 30€ ao INEM ou casa da moeda ou whatever por um a cada x anos(sim porque iria existir logo a renovacao administrativa a la carta)

O obvio aqui é como a licas diz, a comunicao interna falhou. Infelizmente e no caso do Estado é o que mais falha. Nao so é preciso essa informacao chegar aos profissionais do INEM como tambem as corporacoes de bombeiros, porque infelizmente o inem nao chega a todo o lado.

Sobre o factor do capacete emprestado, por favor volto a referir que o cartao tem um fotografia.

Vao olhar para o cartao e so ver o grupo sanguinio? E nao vao reparar que a fronha na foto é diferente da fronha do tipo a vossa frente? O nome no BI é diferente do nome no cartao de cidadao(ok pode nao ter o cartao de cidadao, mas a cara nao perdeu certamente). Tudo isto é diferente mas o que importa é aqui o tipo de sangue...

O cartao tem imensa informacao util, continuo a dizer que se esta aqui a negar as vantagens de uma excelente iniciativa. E que duvido seriamente que tivesse o apoio INEM se nao fosse viavel.

B black dizes que ter no telemovel o ECE era mais viavel e seguro. E o facto do cartao ter essa informacao tambem, ja nao é seguro e fiavel?

O telemovel pode  ficar danificado com o acidente, mal de nos se o capacete ficar tao danificado que o cartao fique elegivel.

Tamos aqui apenas focados no tipo de sangue e ignoram o resto da informacao constatnte no cartao.

Um abraco,

Sent from my GT-I9300 using Tapatalk 2
« Última modificação: 19 de Janeiro de 2013, 09:54 por Cromix »
GTS125i: 29/11/2012 - 31/052014 -> 27500Km
Maxsym 400i ABS: 31/05/2014

rodrigues1

  • Visitante
Re: Cartão de Emergência do Motociclista
« Responder #33 em: 19 de Janeiro de 2013, 14:14 »
Amigo Cromix, creio que estás a confundir as críticas, ninguém está a criticar a iniciativa do INEM, muito menos eu que já precisei deles, mas sim a forma como foi lançada que na minha opinião tem algumas falhas.

Faço estas perguntas abaixo e espero que tenham respostas.

Qual a diferença de andarmos com um papel plastificado feito por nós com os elementos que quisermos escrever, ( ando sempre com um feito por mim) como o tipo de sangue, alergias, medicamentos que tomamos, número de contacto, etc e o cartão com o logotipo do INEM ?

Só porque tem o símbolo do INEM, (qualquer desenhador gráfico pode fazer um igual) tem mais veracidade que um papel feito por nós e enfiado dentro do capacete ?

Será que um funcionário do INEM vai confiar nos elementos escritos sem a confirmação ou carimbo de uma entidade de saúde?

Se as transfusões de sangue não são feitas sem primeiro fazerem análises que como dizes não demora nada então de que serve o cartão?

De que serve a foto então, se não nos dão sangue sem primeiro fazerem análises. ( nem sempre é preciso transfusões, felizmente)

Podemos ser alérgicos a vacinas de penicilina sem sabermos, até á simples vacina da Gripe, muita gente não sabe muito menos os funcionários do INEM.

Conclusão;
Na minha modesta opinião como cidadão, a melhor solução seria o INEM fazer um cartão com banda magnética em que constasse todo ou algum do nosso historial médico fornecido pelo Centro de Saúde ou  Médico de família, hoje em dia com todo o poder informático de que dispomos não seria difícil.

Até o Cartão Único de cidadão que tem banda magnética para podemos consultar e alterar os elementos no nosso PC, devia ter essa  capacidade de armazenamento.

Se a GNR já tem sistema informático nas viaturas para tratar das multas, porque as entidades de Assistência Médica ainda não têm?  Toda a gente sabe a resposta, é tudo uma questão de lucro, e a saúde em Portugal só dá despesa.

Ainda não se fez por questões burocráticas.

Preferia pagar seja o que for ( até seria uma mais valia para eles ) por um cartão inteiramente feito pelo INEM com os elementos fornecidos pelo nosso Centro de Saúde, é fácil, bastava pedir um documento carimbado pelo Centro de Saúde e entregar no INEM pessoalmente com a respectiva foto.

Devo muito ao INEM, também corro sérios riscos na estrada porque além da Mota, ando muito de Bike talvez mais do que de Mota, faça chuva ou sol, já sofri um acidente devido a quebra de tensão em que perdi a consciência seguido de queda e atropelamento, nesse dia ia sozinho, e ainda estou a escrever estas linhas graças á prontidão com que fui assistido, por isso não penses que a minha crítica é para o INEM, mas sim para a forma com se processa a informação através do cartão.

Abraço e acima de tudo tenham muito cuidado, para nunca terem de tirar o capacete por esse motivo.






Offline B_Black

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Ago 2011
  • Mensagens: 306
  • Localidade: S. António da Caparica / Costa da Caparica
  • Sexo: Masculino
  • A rolar com style :P
  • Marca: Kymco
  • Modelo: Downtown 125i
Re: Cartão de Emergência do Motociclista
« Responder #34 em: 19 de Janeiro de 2013, 15:45 »
Eu concordo com o Rodrigues1 e dito isto termino com a célebre expressão... "I rest my case". _slb_

Cumprimentos  _convivio_
Membro CPM 2383
Fev. 2000 »»»»»» Honda SGX 50 Sky
Nov. 2012 »»»»»» Kymco DT 125i

Offline Cromix

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Nov 2012
  • Mensagens: 1394
  • Localidade: Samouco
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Sym
  • Modelo: Maxsym 400i ABS
Re: Cartão de Emergência do Motociclista
« Responder #35 em: 20 de Janeiro de 2013, 01:21 »
Amigo Cromix, creio que estás a confundir as críticas, ninguém está a criticar a iniciativa do INEM, muito menos eu que já precisei deles, mas sim a forma como foi lançada que na minha opinião tem algumas falhas.

Faço estas perguntas abaixo e espero que tenham respostas.

Qual a diferença de andarmos com um papel plastificado feito por nós com os elementos que quisermos escrever, ( ando sempre com um feito por mim) como o tipo de sangue, alergias, medicamentos que tomamos, número de contacto, etc e o cartão com o logotipo do INEM ?

Só porque tem o símbolo do INEM, (qualquer desenhador gráfico pode fazer um igual) tem mais veracidade que um papel feito por nós e enfiado dentro do capacete ?

Será que um funcionário do INEM vai confiar nos elementos escritos sem a confirmação ou carimbo de uma entidade de saúde?

Se as transfusões de sangue não são feitas sem primeiro fazerem análises que como dizes não demora nada então de que serve o cartão?

De que serve a foto então, se não nos dão sangue sem primeiro fazerem análises. ( nem sempre é preciso transfusões, felizmente)

Podemos ser alérgicos a vacinas de penicilina sem sabermos, até á simples vacina da Gripe, muita gente não sabe muito menos os funcionários do INEM.


Rodrigues com estas tuas afirmações/questões, fico com uma questão: Viste os links já deixados neste tópico?

1) Não é uma iniciativa do INEM. É de 2 motociclistas que elaboraram, juntamente com profissionais da área da Saúde, e teve agora o apoio do INEM.
2) A diferença é basicamente um formato standard, igual para todos e de forma uniforme, também o facto de estar notificado em autocolante no capacete.
3) Pode cofiar tanto no cartão como pode confiar na informação que tu das verbalmente na altura de acidente pois podes aparentar estar bem e não esta. Pode usar o cartão para obter o contacto de um familiar, pode ver no cartão alergias.
4) A foto serve como confirmação visual de identificação por exemplo no caso de falta de outros documentos.

Sobre doenças que podes ter e não saber, são tantas...

A saúde da prejuízo porque é gerida por incompetentes, porque é fonte de tachos e panelas.

Não adianta estar aqui a discutir opiniões, não me vão convencer do vosso ponto de vista e eu não vou conseguir convencer do meu ponto de vista.

Para mim é uma excelente iniciativa, tem algumas arestas a limar, para mim o cartão tem a informação útil suficiente para permitir o socorro, identificação da vitima, e fácil contacto com um familiar. Vou usar e recomendo.

Se acham que pode melhorar, é fácil, contactem os autores(esta no link da licas) através por exemplo do facebook e façam as vossas sugestões para a melhoria.

Um abraço a todos :)
GTS125i: 29/11/2012 - 31/052014 -> 27500Km
Maxsym 400i ABS: 31/05/2014

Offline Cromix

  • MaxiScootard
  • ***
  • Join Date: Nov 2012
  • Mensagens: 1394
  • Localidade: Samouco
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Sym
  • Modelo: Maxsym 400i ABS
GTS125i: 29/11/2012 - 31/052014 -> 27500Km
Maxsym 400i ABS: 31/05/2014

Offline CCM

  • Assembleia Consultiva
  • MaxiScootard
  • *****
  • Join Date: Fev 2012
  • Mensagens: 1273
  • Localidade: Belas
  • Sexo: Masculino
  • 45 000 kms de LIBERDADE!
  • Marca: SYM
  • Modelo: GTS 125 EVO
Re: Cartão de Emergência do Motociclista
« Responder #37 em: 22 de Janeiro de 2013, 14:36 »
scooter_   Não há perto nem longe. Há uma Sym GTS 125

ElChiquitito

  • Visitante
Re: Cartão de Emergência do Motociclista
« Responder #38 em: 22 de Janeiro de 2013, 16:00 »
Viva ,

Andam aqui a chover no molhado..... _martelada_ _martelada_ _martelada_ e esquecem o essencial.

Toda e qualquer informação constante no cartão é informação auxiliar e não vinculativa enquanto não confirmada.
Foi uma forma de unificar informação, que é de louvar, mas que e formos a ver bem muita gente há que anda com essa informação. Isto assim funciona como alerta, e mais passam a andar.

Em relação ao tipo de sangue....é verdade que ninguém dos profissionais de saúde vai administrar sangue com base na informação constante no cartão, tal como foi já referido existem processos rápidos de o determinar e é com base nestes resultados que o mesmo é administrado.
Há apenas uma circunstãncia onde isto pode não se verificar, que é num contexto militar. aliás essa ideia de que carregar algo consigo que diga o tipo de sangue que é suficiente para identificar o mesmo, derivou de um contexto militar que como devem calcular numa situação de guerra, etc, nem sempre os meios são os ideais e parte-se do pressuposto que o dententor daquela identificação é o verdadeiro. Ainda hoje se usa e pelo menos na BRIOSA não são chapinhas como muita gente acha.

Boas Curvas........... scooter_ scooter_ scooter_

Offline PMarques

  • MaxiScootard Júnior
  • **
  • Join Date: Mai 2013
  • Mensagens: 278
  • Localidade: Santa Cruz - Torres Vedras
  • Sexo: Masculino
  • Marca: Honda
  • Modelo: NC750X
Re: Cartão de Emergência do Motociclista
« Responder #39 em: 21 de Agosto de 2014, 14:54 »
Desconhecia por completo este cartão, descobri-o ocasionalmente no facebook. Já tratei de criar o meu, apenas falta colar nos capacetes _pol_
Sei que de certa forma vou desenterrar um tópico, mas sendo ele importante nada se perde em voltar a subir _careta_
Boas curvas
Jet4 0km (06-2011) - 12694km (18-03-2014)
GTS 0km (18-03-2014) - 5600km (11-09-2014)
NC750X 0km (11-09-2014) < scooter_

LeandroSouto

  • Visitante
Re: Cartão de Emergência do Motociclista
« Responder #40 em: 15 de Dezembro de 2014, 21:42 »
Bem, vou desenterrar novamente o post, mas penso que este tem informação útil e que merece ser visto.

Comecemos por aqui:

Podemos ser alérgicos a vacinas de penicilina sem sabermos, até á simples vacina da Gripe, muita gente não sabe muito menos os funcionários do INEM.

Conclusão;
Na minha modesta opinião como cidadão, a melhor solução seria o INEM fazer um cartão com banda magnética em que constasse todo ou algum do nosso historial médico fornecido pelo Centro de Saúde ou  Médico de família, hoje em dia com todo o poder informático de que dispomos não seria difícil.

Rodrigues: Pior que isso é haver quem seja alérgico ao iodo, logo nem sequer possa ter contacto com o conhecido "Betadine"... Como é que um socorrista vai saber isso?

Quanto ao reunir informação médica, é difícil pôr em prática devido ao sigilo que tal informação está sujeita, etc.


Agora quanto à ideia: Na minha modesta opinião, sim, é muito boa.
Diria até que merecia implementação comunitária, para que os motociclistas estrangeiros em Portugal também estivessem mais seguros.

Tem é grandes handicaps:
- Não é iniciativa do INEM, portanto este apoia mas... pouco mais faz. Politiquices!
Isto é gravíssimo, pois nem os socorristas do INEM ou os bombeiros têm conhecimento disto (a coisa em si é mais grave quando se sabe que muitos dos bombeiros não têm qualquer formação, mas não vamos entrar por aí).
- Tal como a Iniciativa ECE (Em Caso de Emergência), não é nada oficial, ninguém sabe, ninguém faz...

Infelizmente temos um país que nos obriga a revalidar a carta sem dar qualquer prova dessa aptidão, desde que para tal se pague. Interessa é pagar, satisfazer os prazeres burocráticos do estado.
Quando se fala, por exemplo, em dar formação aos ciclistas, que andam na faixa de rodagem sem saber como fazê-lo, já ninguém se importa, mas a ideia de matricular as bicicletas, que dará verba, já agrada...

A mudança terá de ser política em primeira instância, e depois penso que as questões de segurança seriam levadas mais a sério!


 _pt_ Mesmo assim, tenho um orgulho do caraças em ser português!